A-* V«.

Commenti

Transcript

A-* V«.
; -_\i. ._._..
¦"SSlS*W«^"S_SSBBB^
• ¦. ¦ l' ___t ¦ **é~i_____ a
fOB
tüR
.'.»:
?0B
•••••••
ANNO.
NOVR MEZES
SEI8 MK/.F.S....
TR»? HK7KS. .
______Íí_b_mAK9I_
fiS___u__2_!__k
Eip_l
usial-tHL
¦
s-wHa
ifl^s^^^^^^ ¦
.'l.-'
%
'__'¦''
*¦'"'--
?.
"''-',-«¦•. '_'•'.,r"
¦'''¦"
_
^^B ________' > _______! ______> ^^H^^^^^^B ^^B^^^^^^________
J^_r
^^____B
'
:"l's *V--
¦
.-J&Í-
^^___R _____n8 ^^B
_________________ ^______fv_k
H
v» ¦"' :*_ 'íl.;'* v;* ¦:'¦"'
W
' •>iWW''.^,'*-v
fi
JPOR
jpOR
POR
PO»
UIOO»
18IOO0
liioe*
ANNO......_ ca^ai.; ââSOô*
NOYX MEXES,.,«a 3SISM
SEIS MEIES. .*< UÍ0O9
TREf MEX2y...aa S.fOCt
•y
<«00*
•. i c te i a r a r«autaífa» *•»
drticot *^utf noi fora» ofll«reciaoi • vão sahirem pnbülados., ien ioi livra» que
itu» tutore* aniaitaiaem a
iv is*
jt^pB-tflj^L
'./_*_'-"•:'',:_
l^p
__k
'..
• r-í_ÍS .¦*¦
'.'-'.'"-
...
- '
'Vã.
..¦-¦¦
'
-^^V
' ¦
..
*jp.- .
¦¦'"_-. *
•;•-_..
¦
'.T_f^V*'.''r
3-'
.'
"_
'_¦"'-'
'.
'",
*. v--.'.^ -j^t.- ¦ -T '- '','.'¦-'
iíff..
-
~z ¦¦¦''¦*..cJf-'
'
'"*
*1--
i
•¦¦
-
:'"'*^ -*¦"-'
•..2i'.--*.f<
.-.
..
* ¦
S
Maaieafiào-sioíqiitlcpwíwi
Ütós i «fWRci^a iMifsrtpj
ra io^crmaate* pwt «M
Eli MARÇOt JB3WKOt 3IOTER© I DKHMSRO, SfJIKIlYI-fl Mk RÜA ©A SIBIASBA:¦.»¦
M AJKISfUTTJRAS si» PAfUS ASIAiK'_-9A8 : ABREM-SE IM QUÀiQWER »U I IWAMSkO
* •
^r7
*rilin».
-'
—_^M^_Maffla_aJ»-aA«tju»'T
ou seja pela legislação portugueza, ou pela brasi. AG*®f ^MW^MwÃv-ims
leira.
-gefo
decrkto
.Mo dk 27 na lotísto, in 1868,
tambem
p.
-ni. poderá
nao lhes
&e torem neeociante3
v
negouantes d5o
n°j(
côrte,
_._
] Havendò-se concluído e*ssignado nesta
senão
s« appücada a pena de prisão
pelos únicos
dia 4 de abril ultímb, uma convenção
ção entre o Brasil]
decommercio
™^Jg
-„__,tm--m
j. Portugal
r>—»„_._.!..-.- regular
_Hre.itn«. pnnri-l^01,03
¦ e__._„•__.
os direitos,
™
o reino de
para
es ee>Meg, cônsules e vice-cou
dos consute^ —
reciprocas
e
immunidades
|vilegios
coiS por cima da porta exterior das.
ce-consules e chanceleres, bem como as hincçoes^e ^ &£_ ^ ^^ £ resp6cliya naçao? com a Serespectivamente sujeitos nos
| obrigações a que ficão
—
de Portugual, ou Coní
"
""
""
ratificado " guinte legenda : Consulado
esse acto
sido
tendo
-.
d8
«te
"
e
dous
»»i»r.
*—**
«W-.w-*..
,
V«.l
A'
—
A-*
oi.
paizes,
aPf.uS»
i—
.nu»-!
.
nos dias de festas nacionaes
?S_d"
| Fer-1
^Jã-^^St---».
^irSJXffifiTXSTÍi;
aos 20 dias sulado do Brasil—, e
?W
côrte
mesma
de
dej
na
Araujo,
ratificações
4.
as
Antomo
deinfantana
batalhão
Eugênio
do
i3uiz
alferes
Sr.
ftrocadas
de S. Pedro.
de potoúa , além destes, outros muitos hajcommandante
poderáõ tambem arvorar na casaconsular a bandeira
phar oo pleito elc.toral da provincia
JSSSSü
sobriiAo,
hei
subactual
mez,
do
corrente
os
officiaes
e
seus
por
Souza
PTanáerer
duqueza]
0
annuncia
é
a
de
Vienna
Machadp":dê
que
de sua nação. Estes signaes exteriores não poderáõ
No~primdfO circulo fôra completa a victoria do r^e"eonstão"de"um protesto apres.nt,do pelos libe-|?»Bdo
jp^de, o jáSr.^achavapu
J
^"^«J^
inteiramente
cumprida
e
e
de
observada
Leite,
<
seja
Ferrira
convenção
Axanp
Franasco
Palha,
Azanas
Made
Garcez
Chambord
archiduque
herdeira
única
do
Antonio
a
João
delegado,
comtudo ser em caso algum interpretados como
»„es que
|
a leva-lo, competente-' capitães
"
Sr be a- de Porto Ahgre.
'' se comnrometterlo
Atçnello
se
contem.
como
nella
musica
á
frente,
CarAbreu
de
bandade
herança]
Christovão
uma
ximiliano
e
Valeuto,
com
de
Esto,
ha
fallecido,
cuja
'
de
percor-j
Suuza
dahi,
pouco
dando direito de asylo, serviráõ principalmente para
Uo 2o jfi erão cnnh-cidas as votações de Santa meote documentado, á presença duiarao tempoiario
dos Guimarães ]T6X1 toda a freguezia, dando estrondosos vivas á|seeleva, depois do pagamento de alguns legados, a | 0 marquez de Abrantes, senador do Império, radicar aos marinheiros ou aos nacionaes a habitaMaria
Francisco
valho
Conírtiras:
Piratiny.
de
Cangussú,
; do par|amento
Victoria o das fr*-gueii«s
e secretario de esPeiXMt.. e José Thomaz Gonçatoes.. tenente Francisco; Santa Religião, a Sua Magestade o'Imperador, á; 3000,000 de fibras sterlinas (27,000:0008.) j conselheiro de estado, ministro
consular.
Stsrrito. Mu«tardB«ot>cimbinhas, cabendo o trlum-5 0s libewes triumph^rão na capital, Trindade,
dos negócios estrangeiros, o tenha essim en- çãoAtt. 5.° Os cônsules
de'imperial
ao
ministério
Leopoldo,
cálculos:
|tado
Lopes
rei
0
mesmo
faz
os
seguintes
ao
Antonio
familia,
alfcres-ajudante
de
Lim»
e
Silva,
jornal
geraes, cônsules e seus chanj
ph«> ft chupa liberal progrcsi-ista. J Kib-irão, Sanio Ant' nio. Lifjôa e Rin-V^rnif-lh», e Siqueira
se-joi.nda, ao Sr. Bramley Moore e mais membros do ] , E' possivel que esta considerável fortuna seja j tendido e faça executar, com os despachos Tieces- celleres, bem como os vice-consules, não poderão ser
Ciuz,
da
José
Silv«rio
mestre
quartel
resulo
;| lriun,phanaopor certo em Canoas-Vieiras,8e nào fusKm JnRuarao c na freguezia d<> Itorval,
'<
os tribunaes do paiz
cretar-¦ Franklim do R*-go Barros, Temystocles do? parlamento inglez que tào justamente defenderão a? augmentada por uma segunda transmissão. Como panos.
«s?
se
havia
frento
dias do
cuja
rhnp<t
.'
i
h
fi
aoszi
j mez de intimados a comparecer perante
Janeiro,
favorável
fôra
do^Bio-de
Palsc,°
tado
S(_m as »rbitrarie-i<id<.s da m*sa paroehial, compost>
da;0conde
as
casas
duque
todas
e
o
Bordéos)
s
Maia,
de
Chambord
tiver neI causa do Brasil. Illumináráo-se
(duquede
R»-gl Bar,os, Feiician; Ignacio de Andrada
P erio de sua residência. Quando a justiça local
independência
da
42°
1863,
«gosto
de
Collocado o general Osório, commandante da guar- em fiua f-talidaile oe vermelhos, que cegamente ube:
as
irão
í
viva
uffendesse
do
filhos,
os
bens
de Modena não têm
que
primeiro
Marcos Antônio de Albu iu -que Mello., Fraucisco. freguezia. Nao houve um só
_ cessidade de receber ddles alguma informação júri-Com a rubrica de bua Magestaue o imp
; decem aos acenos <!<> Sr. M reira, n que «xtluiu de
niçáo da fronteira.
á
I
segundo
Mello
brasileiros
do
os
]
de
Parma
e
Drs.
Erão
da
aos
filhos
duqueza
Veiga
Mesquita
rfa
nennum
;
de
Antonio
Cabral
susceptibilidas
psrtido.
dica, deverá pedir-lh'a por escripto, ou transportarKm 1'iratiny, por oceasião das eleições, heuve uma fvotar B maig de 70 cidadãos; a impudente parcia- Franco, Antão, Mdrelles, Azambujs e suaseuhora \
de Abrantes. Htucional
seu
fallecido
de
do
única
austríaca
filha
Theresa,
otriumpho
prín-jMaiquez
festejar
paiz,
8e
reUnião
se
ao seu domicilio para recebe-la de viva voz.
f
joven
para
e demorta A e<ta respeito public* o Commercial áa Itlo-i lí.jadr da mesa motivou uma duplicata, em a qu^l ts e Antonio Ângelo Pedroso eseuHino: commendador | que telvez
Vez sahiu de um conflicto ] cipe Fernando de Este, irmão mais moço do actual) Nós, D. Pedro II, imperador cons
6.° No caso de impedimento, ausência ou
que
pela
prjmejra
Art.
Grande os seguintes pormenoress |eleltow. liberaes obtiverão cento e iaotosv.>tns, Manoel Gomes Ferreira; Pedro Getuüo Monteiro de com a orguihOSa Albion sem quebra da dignidade] duque de Modena.
perpetuo do Brasil, etc, fazemos sane
|fensor
morte
dos
cônsules ou vice-consules, os chancelleres
« Na noit.i do dia 10 do corrnit<\ quatro indivi- ;emquanto que o mais votado da turma veimelha Mendonça; Sequeira Dias; João Gomes Ferreira;: naciünai. Não havia distincçôes de
todos os que a presente carte de confirmação, approerai
um
casamento;
está
partido;
Assegura-se
projectado
ou pessoas previamente designadas pelo titular para
que
¦ vação e ratificação virem que, aos quatro aias
duos guardava») na mntriz n uma, quando lhes ;apt.nas conseguiu oitenta e tantos,
Amaral;;
da
Silva
actual,
ao
ministério
Joaquim
saudava-se
duqueza
:
da
Pedro
a
de
todos
de
Lacerda;
^usa
velho
César
mais
filho
e
o
esta
|entre
princeza
'
substitui-lo, serão admittidos a exercer interinamente
abri-la, pri-ve-j. ^ ei.jçao feita em Cannas-Wiras pela mesa do
*•
do corrente anno, se concluiu e assigmtz
de
abril
pareceu tarem batido a p- rt» f»não
da
Graça
José
deve
testemunhar
uma
Eduardo
Brasil
de
;
aquelle
a
o
Comü
j
familia
Luiz
Carlos
Amoedo
nesta
reunirá
de
Parma,"
o
;
quem
joven
que
as funeções consulares, com approvação da autorinid' s com as suas ar.i.as Não virão ninguém, fi- j Sr# freira esiá.cn.o ad^S J sé. crivada de nul- Carlos Bernardino de Moura; Francisco Marques
côrte do Rio de Janeiro, entre nós e dade
nesta
Inou-se
dig-|fortUna
ao
laoto
chá;dado
esterlinas
um
Houve
de
libras
de
de
8,000,000
povo
pelos
gioria.
tres
perto
local competente, e gozaráõ, durante a sua
cando elles persuadidos de quo o rindo fôra ocea- j Udades; é «ssiiu que no primeiro dia *e fiierào
e José Gon-; nog
o rei de Portugal, pelos respectivos
Magestade
Mattos;
Sua
de
Justino
Barbosa
Augusta
assim
bem
alludidos,
e
moeda.
)
nossa
da
de
e
5
$nbáelè^ido
7O,O00:000S
ou
de
os direitos^ privilégios e
ju5z paz
j
! tonado p*lo verno, que nes>a noite soprava rijo. I chamadas, e no segundo ainda se fez uma quarta.
munidos dos com- gestão interina, de todos
se
achavão
que
da
bilva.
plenipotenciarios,
de
Oliveira!
f
José
Agostinho
Sr.
outro
ao
cargo.
çalves
immunidades inherentes
pelo
padre
j
* Antes, p-irí-m, de abrirem » p ita, um dos) As chamadas nâof rao feitas pela list^ aulhenlica e
uma convenção consular
poderes,
plenos
remédio
um
indica
I
estrangeiro
Cansado.
medico
Um celebre
Art. Tf.°Fica especialmente entendido que, quand
|
|petentes
Gorda, engAtM»" «jsim p..r uma ndaça.. feita pel- juiz <le paz^mmeias?
d°
quatro indivíduos, EvuistO
=
a
fcydrophobia
mez:]
que
contra
considera efficacissimo
J^'-^*^*?' El_ító de p0rtuie»l e Algarve s Su» uma das duas altas partes contratantes, escolher para
,'uapiWla D-qulsil* ter-m fechado a porta, ede!folbM «,„ pap-l, ,ehção etta que nâo combinava] Por cartas imperiaes de *6 do corrente
|
communs_de
ato
colheres
subhontom
de
Campos
duas
.
Dissolvem-se
u,,com
muiseu cônsul ou agente consular, em um porto ou
Forão naturalisados cidadãos brasileiros os
^ Nas folhas que recebemos
?t£tt_M*ta.^ll-* B«ri»to dispsre •.« a !l!ta%Pral mx,da na porta d. igreja, e
^&\^^^^^^^^-^nàV.
*Xmm_lmTmZm£mTmm
•
emp4
«»*.
de
meDs»o.
um subdito desta,
«. d (.fa.
m-n. m-m ,u,I.,e. p. coD..«o -o mm i-Ua j d*. *__*__. ta*. CoeU.. Cam» . Fr,n-... da _**. -ad. _______ digao
maiS ., l.ç.» de cidade da outra parte contratante
ÍÍZl »U t2m I "«. * -»«*-« *
a
rara
^»»«
muito
e
bem
se
banha
o
continuará a ser
mnni-j cisco Joaquim de Barros lama;
de agua, com qual
^ o mesmo cônsul ou agente consular a
KwrUto. p«r nonw Ortia, o qual. sentindo.se fe jCearão, que se está produzindo perante o juiz
J^^
„„„,„,
ao
xadrez
nação que pertencer
_
a fenda.
Foi confirmado o compromisso da irmandade de, A policia deu ante hontem agasalho no
í
i_ _,_* °^^™^^e^.
debruç.u-sc sobre a urna o ex-i cipal da capital
^
ri,i», l«vant,u
levailt. usese, debruç,
a» _,-- i.impntn no^ivel ás relações considerado como subdito da
rido,
todo
de destruir o vírus dando
a
.
tem
habilidade
ás leis e regulaO
chloro
cora
sujeito
Teixeira,
propriedade
capella
Maria
sua
Deocleciano
conseguinte
erecta
em
Sr.
ficará
e
trinmphá.
da
nceiçã,
que
C
;
Senhora
mumewdaii
^
NoS9a
f
por
j
fica.
seu
remetiyompJ^gáSSfdi
dos
e
assim
coramerciaes
a
hydrophobia
í.__ mb 0. liberaes em S. Mign. 1. T- jucás, S. loao [ na fr,guezi;) de S. Joào Baptis.a da Lagoa de Bo- i; e rapidez invejáveis passara de bulso alheio para os poderoso que produz
mentos que regem os nacionaes no logar de sua
Nâo consta que honse.se premoditação alguma
j
horroroso
^.^^^^J^J^^Z^
dldos
e
funesto
o
ferida
simples
a
uma
Pedro! drij?0 l Freitas
residência, sem que, entretanto, esta obrigação possa
| seus uma letra de 35Sfí e 400 rs. em dinheiro. reduzido
-taSnS. para com o morto, e todos Bsptfsta, Porto Bello, Cambrifi, It-j hy, S.
tode ~^ **
nao achava cura cons gui estesciencia
a
o
contra
a
qual
da
S.
Francisco
em
Secretario
do
nümeado
e
L^ges;
|oi
por fôrma alguma coaretar o exercicio de suas funcprovincia
governo
1/ frrlvel fatalidade' poderia j ApPostata Penha. Paraty
mal
tSo Íl
j
^
a
maior
com
promppositiva
usar-se
« Este remédio deve
i Pedem-nos a publicação do seguinte:
bem com( ções respectivas.
, «sionar tãn lamentável suecesso. í^cíoria pertenceu á combinação ali feita, pela qual do Piauhy 0 bacharei Henrique de Barros Cavai^^^^J^
aS adminis.:
. De uma carta remenda da freguezia de S. Joa- j Será franca a correspondência entre
; tos: os vicios principião na formação da mesa, para j
dos
correios.
trações
NOTICIAS DIVERSAS
ao
serviço
se
refira
que
: quim da Barra Mansa extrahimos o seguinte:
|
;
j a qual concorreu um eleitor que ha msis de dous 1 Tiverão a honra de comprimentar a Suas Mages- ;
deSua Mi gestade oi Crear-se- ha uma cathegoria de cartas, chamadas
arbitramento
do
notícia
A
¦ annns mudou-se para outro município e ae,,mPaanglo-brasüeira, ¦-.
durante a semana finda Rei dos°—>~
que serão levadas a domicilio por um
... ,_..__
BelgaSjIia questão :
produziu; urgentes,
ci-¦ ^^ e Alteza8 Imperiaes
ouinjs cie entre outros
aounai;eeiure
ató
ao
final;
ato
nhão
toüo
todo
orocesso
;
_,
_
_,_
______
___
,
„
_,._..•__„_._..„_<_,
o
processo
ncostO.
:nnao
|
jj
j,.
de Sapu- grande urazer aos habitantes deste freguezia, que próprio, logo que cheguem ao seu desuno,
!>¦__.
pagando
Hmi n i. t,r. ,n a t-«t^ihn» Ao nrimoiro dii se oro-íos Sw-! miuistro de Portugal; viscondes
um
augmento
Senh°ra;
C°nSUl
«^ão
regia
de
este
serviço.
e
9Ua
decisão
a
e
A1Je?M
9Ua
senhora'
e
porte
por
d('s
confirmada
d
assim
justiça
pela
P°r,0S Zado atóT8 TJSSftTnottTodfhârerém ^ ^
Pelo vapor Protecção, entrado hiratem
Joaquim JTosé Iguacio; ca- drt causa do BrasÜ. A's 4 H2 horas da tarde, tendo |j As demais bases referem-se a pormenores, entre
>té SS e 1°**?°
de j „S Jl„Aro. ni
ra°de *'"
o« «°os
-""«• ínitoídnM
n»í»B-da Bl-!«,ca' con.elhúro
inamuuos nuíaualimeno'e* de/5
Jo|o ^^ Tavarei|- c ita0- a ÍIia3 ch,gad0 0 correio, corria já de boca em boca I eUes os que são relativos ás cartas devolvidas, á
ff.^cT^ni' l*múo corante
CORREIO MERCAXTIL.
Art. 8.° Os archivos e em geral os papeis de
chancellaria dos consulados respectivos, serão inviolaveis e não poderáõ ser, sob qualquer pretexto e em
caso algum, apprehendidos nem devassados pela
autoridade local.
Fica, porém, entendido que os livros e papeis pertencentes a estes archivos deveráõ sempre estar separados dos livros e papeis relativos ao commercio
ou industria que possão exercer os respectivos consules e agentes consulares.
Se fallecer algum funecionario consular sem substituto designado, a autoridade local procederá im»
¦aediatameote á approvação dos s°llos nos archivos,
¦;endo sempre acompanhada de duus subditos do paiz
;ujos interesses elle represe.ntava, e na falta destei,
le duas pessoas mais notõveis do logar, e tambem
que
negrcio e outros documentos
psizes
qm-.
que se demorava
fôr possivel, de um funecionario consular de outra
sa
,»go'u o cavallo. acertando algumas chicotadas na uai;, eleição en. >ua r.sidencia, á visti
Mages ai e a ma
horas depois uma detonação terrivel so-1 selheiro de estado, veador de bua
tenhão o caracter de uma corr- sp..ndeucia actual
Aigumas
•lação
|
mao do policial, e fugiu. O policial pediu um petiço j votantes ch.mú ào «• 4» juiz de p?z, que presidiu
residente no districto.
Correrão > peratriz, grão-cruz da imperial ordein ° ru^"^
e j
A p.,gid„ria das tropas da côrte paga amanhã as epessoahS-, amostras de mercadorias, sementes ^ bresaltou tol]o opessoal da administração.
As
aitmiiHgto quê im «clmv, pnximo, «partiu á toda ,.|,.iça„ legal. Pelo resultado das eleiçõ-s primarias!
'
pp.ssoa3 chamadas a tosternunhar o acto cruzada ordem da üosa, gra^...
tenhão
do engenheiro,
\lvim C0„9Ígnaçõ-s deixadas
ao
deum
incluídos,
gabinete
de
famiüas,
pesolimitado,quenão
alimentos
grãos
ráõ
precipitadamente
rs
hnda em busca doortwital, indo encontra lo perto deve .. Dr. Silvei... t«r ti2 votos, o major
seus sellos com 03 da referida autoridade.
pnra
|grão-dignatario
,
ç
da Conceição e í
de |todos
e encontrârão dentro, completamente aturdido pela | dem de Nossa Senhora
d- ccmit-rw velho desta cidíde, e ahi o inalou a H3. ch..|e de divi-ã.. L.raeg,. 92 .e Io tenente Co- ^ Srs officiae8 empng^d^s no conselho supremo em si m^mas valor commercial; e 6-, impressos
lavrar-se-ha termo em duplicata, entreactos
Destes
aas uua
neste calculo nenhuma d»S|müit8r estaUo-maior general, segunda e terceira todas as classes tm folhas avulsas, cosidos ou en- {explosão, um empregado, que tinha aberto a escri- f grão-cruz da ordem Constantiniana
trim .14; não inclu
dos exemplares ao cônsul a quem
cuidadas.
um
|lias, ministro e secretario de estado dos negoc os gando-se
tur.».as das duplicatas Em todas as parorhias. emj^^^^ ^^ efC0|a ceDtrai e miiitar, archivo caaernados, musicas, f.-.-uras, lithographias, dese sVaninha para roubar o dinheiro.
• O Aíoassino acha-ie prcío. •
istiver subordinada a agencia consular vaga.
elles eleitores e|militar coiumi!»«ão'de n.elhoramentos do material do nhns, mappas e planos.
fiz«rãc
os
liberaes,
noconfoime
«l»'
Catharina.
^estrangeiros;
Suula
já
ganhará»»
qu..eleiv'ôe*
Nas
Quando o novo. funecionario houver de tomar
o
Os quaes tendo-se reciprocamente communica
1
supplentes, á exce.çáo .ie Sa .to Antônio e Hio j^ ^ . aos Srs ..ffic,aes empregados no arsenal
Conceder aos expeditores a faculdade de fran-! Missas fúnebres.
dos sellos veriticiáiiius, triumphou o partido liberal*
boa e devida posse dos archivos, o quebramento
não as cartas até < o ponto do seu destino,
Verm.lho; o me-in • não aconteceu aos vermelhos, de
Na. igreja da Candelária, ás 8 1/2 horas, por alma|os seus plenos poderes, que acharão em
ou
aos
r
commiS£ões;
e
outraa
autordade
côfte
local.
que
rfa
da
em
ficar se-ha
presença
g(je_ra
j
•
1 fôrma, concordarão nos artigos seguintes :
° Os cônsules geraes, cônsules, e viceque no municipio oe S. Jo^é ap-nas const-guirâo co * no ,lja se„uint.. áque||e em que for designado salvo as que contonhão valores com quantidades, 1 de João Bapti.-.to de Assis Drumond
0
Art.
basr eleitores com pequena maioria.
João José! Art i.° Os cônsules geraes, cônsules e vice-conj
NOTICI AS DO llNTKrVlOn
s"f ajudaDie general do exercito para se passar declaradas ou não, que devem franquear-se previa-1 Na da Cruz, ás 8 1/2, pela do general
cônsules, ou aquelles que suas vezes fizerem, poderáõ
agoslo.
de
25
ej
Desterro,
contra
.
tar
de.
lu
Pimentel;
|sules nomeados pelos governos de Portugal e do lirigir-se ás autoridades do Iogar de sua residência,
. re^tta
Costa
qualificações
üs UbcraRS tiverão
mente.
{da
ás
fortalezas,
dia
3
Saniu tttlharlna.no
mostra
de
gPrA
admittidos e reconheci
—(Do c>-rreipi>.idinle.) ¦ A ordem do dia da quadra me5a8> e tlào „bstante vencôrSu era fpiasi toda pro I c
Q _K eDgenheiros, asylo de inválidos da côrte? \ Unidade commum de typo no peso, que se ajus-| Na do Sacramento, ás 8 i/t, pela de Antonio|Brasil serão reciprocamente
<i em caso de necessidade, na falta de agente diplosuaa patentes segundo
as
apresentarem
de
simples
portanto
depois
da
carta
dos
Couto
do
vinciai 0 que é p„r demais 5ign'ficativu. •'Srs. coronéis, tenentes cur.neis e majores; nos dias t3rá ao systema decimal. 0 peso
Lopes
I
actual e pura e simplesmente—elrições?
matico da sua nação, recorrer ao governo superior
j
i Na da Candelária, ás 8 li-, pela do capitão Anto-1 a fôrma estabelecida nos respectivos territórios.
Excepçàof«itadodUturbiode Peswria Brava todo.. 4> 5 9 e 10a:s Srs. captã.s, tenenies e alferes ; e será de 15 grammas ou fracção de 15 grammas.
OU.que aproveito a Inesperada passagem do Pntteção
lo estado em que residão, para reclamar contra qualexe.quatur necessário para o livre exercício de suas juer infracção coaimetüda pelas auto»idades» u funceo longo Silencio que tenho guardado, 0 ^,.^3 JtiL.llürüi curre„ caimo es^r^no, reinando ^ dia u em diante aos Srs. procuradores e. mais';
Para as provas corrigidas, documentos manus-f nio Maria Dias
1
.
pata jôríim
tudo o que duraf|t(, t,ll(, 0 mais completa tranquillidade.
autoridades ad
-p zas que oceorrerem.
datei pruicipi'' á pr «inte ctuta r-f. rindo
'criptos e amostras se considerará como porte sim-1 Na de S. Gonçalo, ás 8 1^, pela de D. Justina |funCções ihes será dado grátis ; e as
eionariós do dito estado contra os tratados ou concidades, cu
eieit»»dos
o
durante
e
portos,
chegado
Gerentf,
processo
de
Arieira;
í
ministrativas
ou
fraecão
trilUxe
o
disso.
í
40
.
judiciarias
Augusta
wccorr.u in'Sta privincia
grammas
menções existentes entre os dous paize3, ou contra
pies o peso de
" Aa nolicias que nos
ás 8 n», pela de D. Maria Rosaf l0gates de sua residência Ihe« P^f'J
seda
Conceição,
da
6=
clas*se
maços
ou
Na
Os
ral, alim de evitar qm» me chamem & ordem l»,r jllinl,.m> pr„,juZ rà . i.e-la cpitdl grande satisfação,
outro abuso d?, que se queixem os seus
pagarão,
paquetes
Reuniriio-se hontem no salão do Gabinete Portu- |
J^ qualquer
|
do dito exequatur, o gozo immediato das prerogau
^llar sobre matéria que nao está em .liscussâo.
j nà(} !(. _^Q (.slr„nilosu triumpho da causa pr gres guez de L^i>ura os membros da sociedade portu- gundo ajustes espaciaes, em harmonia com as ne-1 da Annunciaçao Pinheiro
e terão o direito de dar todos os passos
aacionaes,
I
vas inherentes ás suas funeções no districto consu- que julgarem necessários para obter prompta jusConformo lhe annunciei nas ant<«n« res, t» geral- ^^ c_m<| iawbem pHa iIS(,ngHÍra face que. vão ;^~ft~ü7-eteis ae Setembro para ouvirem a leitura ' ce.ssidades particulares de cada uma das partes conLeilões:
fiar respectivo.
nas
tiça;
|onBlindo 0. „,.,»« Peg.»cios com a Inglaterra cujo|do relatorio e procederem á eleição da commisião | tratantes
mente >e previa, triumphçn o p-itldo liberal
detrigo, ao meio-dia, I
farinha
de.
__m;, dag aUa£, partes contratantos reserva-se
barricas
1.201
De
ve.ni.-ili11.
-á_
os
spenaa
a
Cada
administrareconhecer
consignado
o
A»:eitar-se-ha
fflnfl,
justiça
deiçnei primarias, podendo
pela
peso
parfce qnerer
Art. 10. Os cônsules geraes, cônsules respectivos
& nt__ & d_ Cünself|f> deiiberativo. I
no trapi h« do Bastos, pelo Sr. M. S. Pinto; l áheito Je exceptuar para 0 futur0 as localidades
collegio gi.wrn(|
tem no .¦¦.¦.exclusivamente «-«
. Ventura ça:j de ongem
_
j
Ob K 35 ide.to.es «nu.™,..-,,.„„, a,siftc.
q_
^
^.^
^.^
qw
estabelecer agentes, vice comults, ou agen^
hor*?,^^
ás
11
vacca,
^.^.^
,
De 18 barricas com carne de
c0íiveniente 0 estabelecimento de poderáõ
,
não
_ ^^ ^ negodog (,ip|0malicüs, le„,bro-me Garciai 60 Tolos. Man0,i Vaz Ferreira, 33; e FerAs cartas que contonhão valores pagaráõ um se-1*na
d« S J»»»<5. onde o voto popular foi coagwo peia
nas diferentes cidades, portos, ou
^
tes
consulares
Pinto
M.
S.
\
rua dos Pescadores n. 26 pelo Sr.
sobre os guardas nac.onaes ^
como premio de seguro, e no caso de*
Ivice-consules e agentes ou delegados consulares
enj re.poíta a um nand(j Castjç0i 33>
porte
^^
'gares
press.0 que «.tercem
gundo
^.^
^
districto consular, onde o bem do
do
seu
^
pa|üVraa
...I eifllfto, um i
Art. 2 ° Os cônsules geraes, cônsules, e seus
os Srs.: Manoel Dias'perda terão direito as de valores não declarados a! Arremataçôes judiciarias:
Aciui.lidude, era o qual o Sr Leitão da
lhes
está confiado o exigir, salvos, bem
o
cocs-lhodeüheratívo,
serviço
para
^
artj^
que
'chancelltires, bem como os vice-consules, gozaráõ
commandante superior e omro comm
de Ca» valho, .tose Igoacio do Carmo Vieira, Antonio uma indemnisação de 50 francos, e as de valor de-1
victualias e carvão
negar
é
censurado
e o exequatur do governo
a
approvação
Cunha
entendido,
por
D^ escravos, peto juízo de orihãos ;
a
'em ambos os paizes dos privilégios geralmente concorpo de cavallaria; por mais drt uma v.z chamei
essa accusiçao carece do Joaquim Pimenta, ü».miug.is Francisco dos Santos clarado eo pagamento do valor total que se tiver
Toda
ilahican.
corvita
De uma besta, pelo de ausentes ;
aloja- territorial.
a voz
fcedidos ao seu cargo, taes como a isenção de
attenção do governos» bre aquelle ponto; m>s
me affirma pejs a bem infor- jiall, joaqUiin Malheiros Marcial, AntoDÍo Maria de declarado
segundo
:
de
orphãos
base;
terrenos,
e
casas
De
potque
pelo
Estes agentes poderáõ ser igualmente encolhidos
directas
Os expedidores terão o direito de designar no
5 mento militar e de todas as contribuições
d.» mui humilde correspondente loi desprezada, e os mada, o commandante da Mohican nada pediu ao Paula UamüSj Antônio Ernest) Rangel da Costa,
mesmo.
dividas,
De
sumptuapelo
03 cidadãos dos dóus paizes, bem como
d'entre
ou
í tanto pessoaes como de bens moveis
d< us regulo» consumarão aua «.bra d« prepotência; Sr Leitão; e, st aqnelle navio apen/.s se demorou Albino José Machado, Ainonio Maria Pereira Azu- :j subscripto das cartas a via, quando houver mais de
os estrangeiros, e serão munidos de uma
ou
d'entre
.
J
rios, salvo todavia se se tornarem proprietários,
«li na», houve llberd»de de v» to, e num* haverá j 14 horas foi porque o cônsul assim o quiz; além rar joao Coelho da Rocha, Joaquim José da Cruz uma
eu
eniPatente
immoveis;
^
passada pelo cônsul geral ou cônsul que os
possuidores temporários de bens
emiiuauto seaolhentes homens imperarem so
^^ Q presiJente e 0 Trovlsqueira Manoel José Dias da Silva, Balthazar I A tarifa de transito por cada n?ção não excederá
Sco- Tmbslho". acrobaticos; Um baile defeüm
^
^._^.
nesse?
tiver
nomeado
do
, e debaixo de cujas ordens elles.
se exercerem o commercio, porquanto
ds«rsndr-s guardas, que nnt»* qntrem morrer
enor desharm» nia, porqu»; vejo j, s_ ferreira Leiie, Antônio Teixeira da Silva Bar- em nenhum caso á metade do porte adoptado para o |mascara, opera
a
houvesse
cônsul
Gozaráõ além disso dos mesmos
e
servir.
deveráõ
encargos
dictadores, por
casos ficaráõ sujeitos ás mesm:s taxas,
qun dfixfir de ac mp.nhnr nos srus
3 existir a mais peifeita in-' r03o, Antoni.. da Silva Ferreira, Francisco Josó Ko_' interior do paiz, pelo qual passa á correspondência,
cites
continua
entro
que
e
immunidades
estipuladas na pre?ente
privilégios
os outros particulares.
serão prrque sabem qu»», leasííii» ná«> praticarem,
Partem amanhã os de Iguassú ae jcontribuições qae
drigues Maças Junior, José des Santos Castro, An- reduzindo-se muito mais ainda nos paizes de pe.g Correios
Umidade.
'
salvas as excepdos
cônsules,
em
favor
evice-conconvenção
'quena extensão territorial.
Art. II.0 Os cônsules geraes, cônsules
aegntdos »• tratados como verdadeiros pariáá.
[Cantagallo
uma analyse mais cir- tomo Ultria Lobo Peçanha. Jíjaquim Josó da Cunha
lhe
enviarei
Gerente
Pelo
art.
3o.
no
mencionadas
sules n^3 dous paizes gozaráõ além disso da im ções
Felizmeote.poiém, a eleiçio da parochia de S. J- sé , cum»lanci«da «.obre a eltiçâo de S Josó Cannas- Guimarães. Antonio d« Barros Nuups, Avelino; Os correios marítimos de cada nação levaráõ as
Art. il. Os cônsules geraes, cônsules e vicecüt-.
munidade pessoal, excepto pelos factos e actos
—
17»
concedida?
a
produzirá.»«
dtfeitos,
Amanhã extrahe-se
qu« por
toterla.
eéta Inçada d«
é possivel Moreira de Freitas Rangel, Antônio da Cos-ta Fer- • cartas das demais pelo mesmo preço por que transnão
me
agora
visto
e
IVnha,
Vieir.is
qua
inafiançáveis,
cônsules rsspectivos terão o direito do receber na
'
Imperial Academia de Musica e Opera Nacion^ qualificados e punidos como crimes
iiifilli vi nulltdade, se a camara d-s deputados
convencão
|determinar as oongaçoes a
Foi nomeado cavalleiro da ordem da Rosa Hen-'; cionao publicar em um só volume, sob o tituloO brtff.ie lnmrvil tiarinhtir», sahido deste porto' Lamego e pane em Silveira e Alvim; o mesmo acon- :rique
era
qne
A PmSe de Vienna conta um facto
A. A. Gerber.
monumento de João Caetano dos Santos, toda, as
U t a«de. achando se fundeado na altura ; ,Cceu na Lsgun., onde a liga LuuHgo e Silveira
n, Í "o
^^^^^^^^;^S
consular em
louvor
em
dos
apparecido
um
hão
frelitterarias
papeis.;
da
representou
viu-se
primeiros
,
con,
excepção
que
electricidade
venc,u em todo o municipio,
producções
|
. r hm.lo.lhe uma forte su.stóda.
l, V
^^^g^^SS
immunidades^^S
dos
direitos, privilégios,
administração
do
grande artista dramático que o paizacabade! ^engenheiro, empregado na
guezia da Ptocarfa Brava, na qual a tal liga, conhe- ] Por decreto da mesma data
SiS^toi^toWPbri-S^apwdettef.
|
'
seus piemp , a
nomearão
fim
suar
da
este
para
a urna e a fez
Forão approvados oi estatutos que a sociedade perdef A esse volume será annexo o retrato do j caminhos de ferro austríacos, notando que
dia'
a
ehicto,
ambatou
do
madrugada
eendo
na
peidia
que
j
Km Pelitss perpetréra-W,
escrivaninha lhe roubarão quantias importantes de | saber:
Anastácio' em pedaços, em c».n«equencia do que foi adiada a ? hespanhola de beneficência atoptou em substituição illustre finado e alista dos assignantes. »
IA nm a»»as*ínsto na p»ss. n do oriental
de Portngal, ò. üx.
ali o l)r. chefe:: dos que forão approvados pelo decreto n. 2,564 de
dinheiro, oceorreu-lhe a engenhosaidéa de empregar | Sua Magestade El Bei
o
2»,
seguindo
da
eleiç*n
para
parn
j
^
IN unos
José dts Vasconcellos eSoiua, moço fidalgo, a
em Paris um meio extraordinário para descobrir oladrão.
: desta ultima elei-^24 de março de 1860.
ultimamente
do
facto
havidas
symiic*r
conferências
made
licia
Nas
desla
o
caso
para
p.
conta
»lo
Pelotas
JSr.
O Com mercio
de Sua Magestaue uiueu
; ção anula ie não conhece o resultado.
Sem que ninguém o soubesse, pôz a escrevam-jcasa resl, do conselho
para estudarem-se os melhoramentos que se podem
j
e ministro p
1
extraordinário
e na Penha houverão duplicatas na
Sob o titulo Actos Officiaes publicamos heje o mtroduzir no serviço postal internacional forão adop- nha em communicação electrica com um pelardo, j sima, seu enviado
Em
Tijucss
tanto
um
schsva.se
Nunes
« O oriental Anastácio
j
em {potenciario, grã-cruz da ordem de Lhristo^uaae
destas freguezias foi mutivada por abusos?decreto que promulga a convenção celebrada em tadlS as ^eguintws bases
que collocouna ante-camara, e poz o flo electrico
••mbriairado e travara uma rixa com um inoividuo]primeira
e da da Coroa tteai,-e
de
entre o Brasil e o reino
Dividir a correspondência em seis classes, a contacto com um cartucho de dinheiro, de modo que) Pio IX, da Águia Vermelha
üm p.*ct»l de nome Al»«in-jda mesa, e na segunda por nâo querer o juiz
|4 de abril do corrent-, armCOnhfeemos
não
de «ossa
Conceição
da
qun
> 0 orirnUiI paz f.zer a chamada pela relação que lhe foi re Ue Portugal para regular cs direitos privilégios e sabt.r . la, CcUtas ordinárias ; 2a, cartas carregadas j0 attrito produzido no fio fizesse rebentar o petardo, j commendador da ordem
uns acudiu para chama lo ! r
Viçosa;
ii cavallo ./¦ ra fogir ; ineltida pelo cirn^lho »le recurso deltajahy; por' immunidades reciprocas «ios cônsules, vice-cônsules sem ,jeclaraçá.. de valor: 3a, cartas que contonhão ] Depois de feitos todos os preparativos, o engenheiro I nhora da Villa
as»lm que o vii
orasu, S. x.^
do Brasil,
-'=-"
f_.-_,i_
-v...
...,„„.
u„~
„f
-«..^-s«n.
.
,_.,..,...
..
,_.-...-_
~_.™_.
o Imperador ao
olmperaior
a
i
de?
sahiu,
de!
e
Sua
Magestade
E
e*brig^çõ.-s
as
fr.ncções
hem
f^zer^e
como
escrivaninha
sua
corrigidas,
chanceleres,
na
4»,
elle
foi
papeis,
Vfcl res declarados;
provas
propri'f
coll0cou o cartucho
cou0cou
inche; O oriental porém, isso sband nou a igreja e
mi»o policial) ti»«u
império, condo
não|dizendo
os!qu.í ficá-Mespectivamente sujeiUs nos dou
fora.
|Sr. marquez de Abrantos, senador
:
manusrriptos
do
T
sna
tor, como 6 dee!»p«Tar, r»g. rosa cm seus julgamen
f ze lo em razão da rapidez da «ahida do Protecção
..
1
A -
1 — .___•__•*_._ _._-._. ._-_>_-...
_-.__-._-.,»l_-.,t
«t t nu
r\r\ r\ rll l(lu
reira Mondego e Manoel Antônio Machado.
•-mt-miX^.- >--.«¦
l-«»
tm
.
é.
t
___
, _. V-. 7í _-.
__._..
á
« portarem as suas.
¦-»*(-.;«.*. - .'¦_.'. .-___.-*¦-_+
.
|
do
bráráo toda a sua energia. Os que jazião mareados f já visíveis, como monstros marinhos, surgindo
erguerão-se esquecidos do seu padecimento. As vo jseio do occeano.
de
zes do commando e da manobra cruzavão-se com! D. Antonio Oquendo manobrara no sentido
cahu
vento,
do
para poder
as recommendações instantes dos capitães de mos- j conservar as vantagens
hollandeza, masa
fro>.a
sobre
faculdade
mais
arcabu-|com
os
escorvavão
uns
Aqui
quetes e piqueiros.
ao
inimigo, com o
fogo
o
tempo
zes-, outros além subiào ás enxarcias, prepara ndo fcarando ao mesmo
ios cabos, dispondo os arpéos, estendendo as mantas, ífumo da sua artilharia.
larmando-se para a batalha, aos gritos trocados dei a. esquadra dos estados vinha muito mais ao
ÍS. Jorge e S. Thiago, que tanta vez bavião soado|largo. D. Antonio ftz-se tambem ao mar, para lhe
ridade, e até certo ponto neutraiisa a coragem indiridual.
Cada um procurou o inimigo que lhe fic^.vn mais de
feição, arr<_'jando-se mutuamente c m um encarniçamento que (istiomlava a reputação do3 contendores, a gloria dos seus p?vi'hõjs e a grandeza dos interesses que iào ali pleitear.
As descargas repelLías atroavão 03 âmbitos do mar,
e ião repercurtir-se com medooho estampido nos
da costa: A pouco espaço, a bri?a cahiu,
\ rente á frente, e que, naquelle instante, se erguião|poupar 0 caminho, e para que, se algum dos seus recôncavos
VOLUME IV.
O tr.»nsp» rte d.ijii"!la» forçis e de s'us municia j qUe os navios empachidos não podem fazer frente I — Seja assim—tornou D. Antonio.—Era a minha lado a lado.
detonações.
f
navios desarvorasse, não foase tào facilmente bat<_r deslocado o ar pelas
solemne e horrendo. O homentos spru» h j. uma cuusa de lal m»d- fácil, que á« ná s h..rland-z.s, desembaraçadas e livres, esta-; tambem; mas não queria pôr em risco, por minha
um
expectaculo
clamores|na
tf.
tambor,
e
os
s34
do
rufo
do
ouvir
o
)
Fez-se
costg_
Era
[Cmtnuoio
5 nem **l-ria a pena f.-.lbr delia. Ag.andei lação m0s ainda a tempo .le voltar á Bahia ; e todos cs uníca debberação,as vidas preciosas de tantos valeutaboas
frágeis afrontava a um
sobre,
mem
conA
agitação
quatro
encanto.
como
cahirão
III.
|
|
por
CAPITULO
pag£on.se aiada uma hora de si!eDCÍ0 lugubre e tempo o ferro, o fogo e os elementos. Náo sabemos
*s grandes força? m- t.izes de} aus., s navios s-f aoharAõ a salvo antes que o primei- í tes e fieis vassaltos de Sua Magestade Catholica o Rei varios
nos.
mude
n-vios
Oos
So
a
espaços
absoluto.
sitencio
em
um
mas
íi»
tinuava,
. vi m
KAVAl.
temprc|S0> podia.S3 já veriQcar de bordo para bordo
Nem o pavilhão caste
juit disfôe a civilis-çà'. actual i.>rnã»> as coustruc- ro des?»s íiismaticos ^.issa iipar.ir uma bombarda. das Uespanhas e das Iodias
voz do commandante, no castello de popa, subia tcdo3 os detalhes da mastreação e todos os movi- que possa ir mais longe a energia cu a demência
a
é
a
Um silenci»' glac.ial a~»:iheu a3 palavras do almi- lhano. nem o pavilhão portuguez recuarão nunca,
O vendável tinha soprado rijo. ÀO longe ua a lin
çõjs marítimas uns como arsenaes fl»ictuantes, qu.
aos ares, regendo us movimentos do navio, que obe mento3 das tripolações.Asnáos b.judas dos huüan- humana!
<
sentimento
1
só
esse
seja
ire,
marcava
x
inllo
agora,e
longas
era
.verdade.
vsivelmente
Mostrai
as
d.tas
tenção
de
c.»ra
No meio do fragor da batalha, os dous almirantes
de espuma, alvejando
p mea
r.g'»l do» ptla ordem distribuit-.va, pela economia dei rante,
decia. como um giuete adextrado, sob a pressão do
dezes evançavão como qu?m tinha anciã de decidir
rivalidade que vos inspire. Fallastes
e
emulação
estimular
ardor
Ias
mais
e
de
o
emprega
com empenho, desprezando qualquer
de)
cumprir,
disciplina
dos
a
a
j
navios
uc
ui?i/'j»nnH
\nr^
ímvi
para
IUW
a costa. O oceano arfava ainda levantan loas onda», »J?»i>aÇtí e pv IaIU perkita
procunivão-se
freio.
pri
a sorte daquelle dia. Os galeões, caravellões e outro inimigo. Distinguiã )-os os respectivos
1 corno homem experiente e autorisado que-sois,
As
fileiras
como seios palpitante de urna comm. ção recente. «u^rra, peruiitt"»n, 'em ínc- nven;eate e sem preju- [do que para recomme.ndar =» prudência
aproximava-sesolemne
paviO momento
náos da metrópole hespanhola, mais carregada?, ibõss, e não era
muito para se eno ntrarem.
Tnlavia o sol, fnl«in»to repetia-se em astros scin- dicar a acceV ração do movimento a translaçã o e I Vendo que ninguém respondia, D Autonio Oquen-1 Sr. João Carvalho, e espero que continuareis a dar dos soldados de terra apertavão-se nas toldas, guarpreciso
se menos daligsntes na appparencia; As náos avançarão uma contra a outra, como imdo pros-guiu:
aicomoioileçãi) d^ consideráveis massas.
j exemplo aos moços na seção, como o destes no con- necendo a smurada de cada navio e conservando a mostravão
tillautes. multiplicados no ctm< fogsz da" vagas.
mas, na realidade, como que se lhes revelava um
— Ha cisos em que a maior gloria deve ceder á jselho. Uma retirada ?gora não tinha em resultado
Naquella épuca. porém, os terç.is do conie B>rO almirante Oqoendf, conformcmdo-se ás ..rdens
pelidãs pelo ardor dos seus chefes. D Antonio
suas linhas, com a ondudas
regularidade
a
custo
o nu lo erã'1 um vcr.l-d»-iroemr>ar.ç .. As dimensões f rça in periosa das difficuldades. Seria a primeira |senão condemaar-nos a uma inacção vergonhosa,
impeto constrangido sob o arfar das vellas tufadas. Oquendo,
esperecebidas dcaferrára da Rahi», e seguia, a tndcoberta,
na
por uma rápida manobra, teotou cortar o
lação das vagas. Os bombardeiros,
Dissera-se que as paixões dos homens animavão os caminha ao seu adversário, e engajar logo a ahordau»o favorável n mulo n.ais scsiihaias, os rpparelhos e mastrerçã. vez que o estanlaite real de Castella úé.-se as costas i Ide A minha rtcommendfção é esta :— o combate ravão mudos,
dewmbaresdi
um
a
de
a
i>r.-c»irar
ordem
dos
seus
ca.hões,
panno,
junto
<\w lhe f 'ss* menos pr» porei- ra-s, a iranotoa mais c< nfasá c ao inimigo ; mas...
cavernames daquellas possantes machinas.
[deve ser corpo a corpo Uma batalha de artilharia
cista d« IVrn.Mnbuco, o mai* próximo
com a impassibilidade habitual de
gem ; mas o hollandez não era u.enos hábil, e desefogo,
o
romper
—E
almirante,retirou
vão
Sr.
ode
a
e
Portug»l
mais
alguma
s
torna
de
br.
i>s
tropa»
montava uma das
esincomrooda
na dextreza
Barbosa,
de
Couto
sacrificava-nos mais gente promovia-nos
mais ceessitada
Cosme
já
ç
J»'»us
que
qu»>
para
dn
Rem
teaes
.«sivel
ds
|
java manter a sua vantagem. Confiando
p
I homens costumados a ser agentes de destruição com
ili*
mar
náos
do
dali
Naquílhollandezas.
C-.sme
pstrauha
a
vila
Couto
vez?
redarguiu
as
mais
li
Barbosa,[trago.
luzia
marcha
A
de
Procurai afivrrar
pn- presença
gento
caravellas de guerra.favcrecido pela
da sua tripolação, parece esperar o choque, evita-o
do conde Bagnuolo. que a seu bordo c»«n
obediência.
[cega
>,
a
intoda
i.momia
de
uma
aindd
ruauceb
mais
circunisrríptos.
muito
atiro.
se
achou
incommodos
ener-|
capitão
do mar em
phy
a tempo, e enfia com o seu fogo, de popa á proa, a
gente de terra esquecerá os
geira do seu navio.foi o primeiro que
dPSícm, cnm menos perigrs e menes penosas m»r- 1-sanb tOS,
terrivelmente
haver
mais
nada
Realmente,
pôde
.ie
mu;t.uma
crestado
o
rosto
obstáculo,
toda
a
utilisar
fogo
e
accumulação
hollan
teza
enviou
e
de
f»a
um
náo
os
muitoI
seus pi-\
Mb»iquenue vsSo
já
gica
náu de Oquendo, abrindo largos sulcos de sangue
Immediatamente a primeira
presença do inimigo, e é preciso
chss tr cm soecorro do Mathias de
medonha
e
a
initinetiva
do
«pedante
que
paz
valia
a
tua
a
sua
as
Perderia
onde
for maior í
rei-fauese
temporal.
Ver-me-heis
Lto. V
quinas do rei-1
aa geüte accumulada no convez, e prolonga-se corn
sobre elle os seus núncios de ferro, desparando-lhe
quese aresbuzes. Ide.
Esta», compostas «le WO cast»lhanos 300 napolilsnos desordem.
•?
naval,
especialmente
5
um
combate
para
as
serão
tlhs
troou
mesmas
Não
teus
que
precede
descarga
n.:'{
A
defendem
navios,
o
rm
os
de
trinta
numero
ile
a sua
que percorrerãoJq'perigo'! Deus seja com
A esquadra
qup,
a náo portuguez.'», lançando lhe, a meio alcance,
banda inteira das suas bombardas.
e 40ÍI portugu- zes, com rs respectivos aprestos
serviço
destas
tremendo
mais
do
os
encarregados
os
app.irccêrão
mares
da
Iudia
de
e
triuuiphat.tes
mercantes
mas
03
abríçarei
semas
cir.ivella*
cs que esqu-1 já
projectis, uma j,an(ia morlifera.
nas solidões do oceano;
da froti e mri« doze dos quaes
j santa caUsa. Depois da batalha,
guerra, iüo rppirti toí p^los navit-s
lutas. Ali não ha refugio possível A bala que entra pavorosa
na esteira
com a victoria, desde o estreito de Mombsça tiverem vivos, se vivo me &ct>ar tambem. Ide.
a
recochetando
ineficazes
no
combate,
morrer
ab'i»luti«mente
Mlámo',
pre
q navi0 de Oquendo estremeceu das cavernas até
m3lcalculados,vierão
íIozp car;ival1as merranteí.
fragmento
cada
de
faz
madeiramentos
lascando
os
de
o
Gi
Ipho
Pérsico
seu
almirante,
?
mancebo,
como
alé ao
pó.na popa, og t0pe3- _Oo interior da coberta sahiu um grito
e
Dito isto, os capitães saulárão
do velleiro navio. O audaz
Cumpre, otis^rvnr que a marinha naquella época e*qn«»lia, dizemos, navegara de conservi
mortifero.Nãosesabe
novo
um
—
iugal
»te
de
nos
olhos
lhe
Po:
o
estandarte
projectil,igualmente
tamb°m
E
ondeante
mais
o fogo de um
acudiu o sahirão todos, brilhando
plumas, como horrivei. composto de todos os gemidos dos feridos
agitou no ar o chape-',
ura Infinitamente inferior a.» que hoje a vemos Nem aema fica relatado. O almirante Oquendo.
A
fatalidade
salvação.
a
onde
e
a
morte
está
—
onde
Dizer
um
é
o
inimigo
d;xer outro, p..rque amb.s nobre enthusiasmo.
[ e agonisante3-, mas a voz do almirante, que dominava
almirante.
em um dia de festa, bradando:
n man. bra se havia simplificado, nem a scienc"a {revidente que a sua côrte, contava com
das
marinheiro
O
guarnições
esperança.
é
a
única
-ttào
«uas
descendo
da
náo
do
nusso
mãos
rei
cas
sehira
almirante,
e Sr. D PhiOs commandantes,
glorioso
precauções. Apenas
tinha alrirla int-oduzido os desenvolvimentos que j e tinha tomado zs
— S. Jorge por Portugal! Filhos, mostremos a fo tumulto, clamou:
- Fogo 1 fogo e pontarias altas!
e timulârão o ardor dos seus remeiros, annun- interiores aguarda o perigo, sem saber quando, nem
somos os
actualmento dào tamanha importância nos destinos » da Bahia, organisára as mas linhas de batalha. A lippe.
esses castelhancs e a estes herejes que
do
commandante,
ordem
senão
virá,
donde
.1
e,
-o
combate
em
camipela
Uma retirada, Sr. almirante,- atalh:u João Cir- ciando lhes
proximo;
poucos mi
A náu, que parecera momentaneamente estupedO mundo arste ramo dos conhecimentos humanos I esquadra protegidí.vor uma brisa fivoravel,
descendentes de Vasco da Gama!
que é como a alma daquella grande machina de mamanobra.
j facta, respondeu imrnediatamente cem todo o fogo
da
vozes
as
E' preciso, p. Is, nft.. medir pelos modelos actuaes as ohava debaixo de tudas as velas, levando no centro valh >. officialexp2rientee antigo, que havia illustrado nutoi, estavão a bordo dos respectivos navios.
depois
Seguirào-se
semi-circulo,
Para aquelles rudes marinheiros a máxima appre- deira, de linho, de ferro e de homens. Os que
um
largo
\ dos seus canhões, dirigidos contra a mastreação do
descrevendo
construc»;«"V s mariimas daquelle lempr*, nem ima- rs navios mercantes. O3 caravellõss guardavâo entre 1 seu nome em todos os mares, e que.neste momenA caravella,
executão a manobra espairecem a vista, observão os
ao
Affeitos
voltarem
eo
das
necessária
era
evitar
simma
a
hollandez.
dos
hollandecommunicação
sol
fogo
distancia
dos
os
t».
com
ao
a
I
hensão
poito.
consuas
evolui,0
pr-tendia
si
nas
s
a
prudência,
responder
para
admirável,
sem
presteza
que,
bordo
de
HÍnar
do oceano indico, a luta com progressos do inimigo, reflectem, calculão e oecupão virou voltou sobre a náo inimiga, que, tondo feito j 03 vaifeütes bombardeiros
gezoodo estamos observanto, dilo um aspecra lãol ordens e avis» s Na frente duas caravellas ligeiras fiictos, que estis melindrosas questõis de ordinário trópicos e aos tufões
de Oquendo, dizimados
j
com o monão em punho.sâo zes, e
I linhão ordem de explorar o horisonte cm todos cs subcitnvão entre os ifflciaes dos dous piizes.—Uma os homens era um incidente vulgar da sua vida in- os sentidos.Os outros,
igual movimento, reduziu considera- pei4S balas inimigas, linhão vi>to, pelas canhoneiaingutor ás empreza» náuticas.
sua
parte
pela
j
retirada agora de nada nos servia. A freta inimiga, certa e a tempestade dos canhões um éco apenas instrumentos de ruina, immoveis como os seus velmente a distancia.
j ras> 0 corp0 da náo contraria interceptar-lhes o céo,
Nã» se pense t,l<avii qu»- n marinha ?e achava em sentidos,
tacites
uma
esperão
elles
como
que
e
de
Deus.
tempestade
canhões
í e os vivos, arrancando os morrões das mãos dos
A' p uca distancia da B^hia, e aindi nos mares se mris não ousasse, bloqueiava-nos no porto, e, da
Foi o" signal da batalha.
um Maito de completa ii fmeia: fUest&o-o cs au lareinou sobre o convez de cada navio ruina igual lhes redargua nestts reconvenções
breve
ia
Em
opportuno,
ao
ca^avella
msis
a
encontro
11
avançida
signal
d»
cost>,
dosc»p<ia»s
dos
daquella
p
julgasse
hesquando
portuguezes
_e« commetÜmentOS
As linhas romperão-se, porque naquelle* tempo J moribundos, havião obedecido, como se os nío
galeões <to México, fazj':do nellas f>cil presa Desta uma scena de confusão e actividade impossível de j funestas.
MHhoM dO século XVI, Pedro Nane» • a infante deavisiar a lr»t» hollmdeza.
luta pessoal do que da combina-^ houvessem visitado os mensageiros da morte.
'O
se cuidava da ,..,.,.
mais
convez estava já aguado, as escotilhas abertas,
Immediatamente, na náo slmlrante subiu tremu- lórma nem is nossos serião soecoridos por terra,nem descrever. Como o almirante havia previsto, as tro-l
*
U. II- »iii'i'i.' hav a> dado j^ A nivegsçlii I nitiqu» o
fCcntinúa.J
fogos,
des
que hc3e subordina o êxito á regulaAs náos hollandezas erão ção
do chefe. Um momento depois, ao os galeões guardados por mar.
pas de terra, apenas soou a noticia do combate, reco-S cada qual no seuposto.
impulso niar.ivilhoso, que preparou tantas Ue.e»>be.r- lanto o pavilhão
11 mm—i.-m.^ttm
o almirante.
tase serviu como de prólogo a todos os mclhoramen- longo dos fbnos de todis os navios da esquadra, i — E' a vossa opinião ?—insistiu
-replicou
firmemente o
___'
opinião
minha
a
hábeis,
>
pilotos descerão os escaleres dos C0'i mmdante;., e fizera j
tos futuros. Havia cosmographos
arrejo
capitão.
dc
um
expeiimentidos ecapitães de mar
pro forca de rem^s pira a nâo,que fechava a marcha. Ao í o velho
Antonio Oquendo,
digioao.
cabo dc meia hora, os cabos de guerra estavão reu- j -Ea vosssa ?-perguntou D.
CAlLABARem
ao
gerol.
grupo
[ dirigindo-se
i". tas observações nã > s»írão totalmente inúteis nid. s ria camara d.» almirante.
_ Sen Ws - disse - este - a armada dos es-} L^vantarão-se todos, e Cosme do Couto por todos
IllMtorla liritMtlclin «lo século ÜLV1I para nus aproximarmos da verdade, cpara queo
leit»r possa distinguir' ntre duas suppesiçõ - igual tad-s está á vist*. Ni» circumstancias em que nos.faltou :
ro«
I
exageradas, a de uma ignorância absoluta e achamos, dar con.bate é uma resolução grave 5 e, | —A- no!Sa °Pinla0 ° 1ne esperamos as vossas orjOSK' ÜA SILVA MlMirS LEALJÜMOB. •amento
o combate
de um desenvolvimento prematuro.
[ antes ite toma-la, quiz ouvir-vos a tidos. Se pensais! dens para
FOLHETIM.
lt
m.
»T
Ml
t-
«:
%
'
¦.-
.'
.'"
__.:
.-¦-.'
_._¦::_
.'tSSOmmWmmmlmVm9^ÊKÊÊÊÊtÊ—W—mmmmmm^
*-¦.-¦...¦
M^
-
'¦*;*¦¦
'* '
¦','
!
'..'*¦¦<"
'
7
.;*-.
¦
¦¦¦¦..-"•'%»¦"*"
''¦'_'¦¦*:':'.
-¦.'¦
'-'.V
'-.
'¦-'"'.
.'•.':.
7".'-7-'
¦-;¦•
•
"'7
•PPI
.•.¦».,••'¦'
r
"
¦
'*.»-
'¦¦'
•.
••
¦.-.•¦
--"
¦'
:
**
..
:-J>-v7
.-:
\
•*.
''W-jí'!'-
.<¦?¦-..:
p
- j-- -
v»
*%{•"-"!•*
^_______.___—._^_J.—J—JJ-_J^>MJJ^B^aiaR--^^MMB__»i_____--_p^a»aM»«^M''w«»«»»«M^
'¦
--.-"
•
„"*
*7"'"
-
*
t- '
-"
*
."laata^rjiwMmj)--^--^.".'^-.-^^"^"
.
'
'
'
i-'.
-c
¦':-
:
"
/f
¦
»»,»n»i- s*^í^^sm^mB_^^__^^^SS^S^SSSSS..¦¦¦*"-" _5Ca5_g«__retl___TWB_WB^^
— A'directoria de instrucção, antorisando-a, como
Primeira.
.se lavrasse o contrato.segundo as condições e pi °ta
Narcisa, 3 mezes e 16 dias, filha legitima de José -, liaria Francisca, fluminense, 50 annos, solteira.;
dos na-ins de um dos paize3 quese
ria no domicilio das partes ou tbordo seguradores
;
coração.
(
Lesáüido
solicitou em officio de 8 do corrente, a comprarão
o arrematante rebaixará todas as elevações do''Pelo mesmo Exm. Sr. approvadas; aceitando porém
dirigirem aos respcctivoí portos do oatro voluntária- Gomes Neto Fiusa e de Jeronyma Emilia de Carvadoinavies rf« sku püz as deci mçõese mais actos j
a*"0*"10.
Tit0»
30
annos, solteiro. Tabercnlos pul-. livreiro Garnier 6,000 taboadas, a 20 rs. cada uma, terreno e aterrará todas as depressões de fórma que os ditos emprezarios cs modificações que lhes forão
|
oue on capitães equipagena ou passageiros, nego- J mente ou por força maior, as avarias serão regula- lho JVetoi
j
monares.
3000 exemplares do methodo facilimo para spren- no leito da estrada não hójão saltos, atoleiros, cal-: propostas pelo actual Sr. presidente, Dr. Polyearpo
das pelos cônsules geraes, cônsules e vice-consules | João, 8 meze3 e 3 dias, fllho legitimo de Antonio;
I
cantas cunubdi.os de sua noção quizerem aU fa«r,
)
Fernandes de Azevedo ede Rufina Josepha de Mattos | Braz Corrêa da Cunha, porluguez, 80 annos,! der a ler a 250 rs. é 4,000 exemplares dos contos deirões cu buracos pelo espaço de tres annos e pdo, Lopes de Leão, accordeu-se nas seguintes conda do sua nação.
inclusivamauto os tustamcntos ou disposições
|do conego Schmid a 450 rs. o volume, afim de preço die 6:0008 annuaes.
jdições:
ta|tíuvo. Anasarca.
Quando, poróm, subditos do paiz em qne residi- Azevedo.
ultlnn vontade, cu quaesquer outros acto». de
Tavares,
portuguez,
serem
os
da
distribuídos
19
annos,
solteiro,
rem
ditos
escolas
agentes
tenhào
provincia.
ou de uma terceira potência'{ KÂ
pelas
Manoel
KA Mvrim
CAKDBIAHIA.
MATRIZ nF
DA cahdbiaria.
bulllâo, ainda mesmo quando os ditos actoí
DE j£*A
NOSSA „msWA.
SENHORA DA
j
Primeira
Be?rfnSA,_.n
se á de faz^*
Fará Segunda.
conferir
Obrigão-se aos emprezarios a construírem sobre o
hypotheca.
fim
*fQ
por
pelo menos, duas vezes em cada anno, roÜ
—
|~Communicou
fln^*
m
Al-1
r
de
ITrancisco,
fluiTiinense,
Ao
Pedro
Mesenterite.
a
annos.
autoridade
normal
da
1
escola
2
comlocal
haver
náo
pola
._._,,
nn<.ln-!rihpírãn
_i_.an,„_,
u- na *estrada
^
professor
competente,
a
referirem
se
nneirao
10-1
nos
dos
Dous Rios,
- ,„'cados
cada lado da estrada
de ¦'"'¦
tres braças de ''¦'•¦'i.
...„,,,,'.„,„,
Eutretamo quando estes actos
.
Soares da Cunha & ^ ^
a de Jesus.
que segue de
r.
«,
„ í cantara
de ¦
Amorno, filho de Joaquim
•
do
officio
flu-5
*!
Lisboa,
Gonçalves,
Manoel
aceusando
a
recepção
conamigavtl
o
i da
a freguezia
r
w;H0i;a
.
r»„*
n
a
„.
^í.^ri.MT»
entre
H,
as
promisso
reside
»,,
o.
1
ondo
Jíiaelis
cava
da
partes.
Tuhy,
|
„_.
„„,... legitimo
™
m„
*>ares
a
Cantagallo,
lado
¦
do
arraial
seis
braças
_
de
vargem
e
de
-¦
iibens Immovcis situados no paiz
Aupelo
An
i
a
,
de Thomaz
10 mezes, filho
^
"Z™*** "^ Encephahte
aC°mpanh°U
Lt^T
no
Art.
17.
escrivão
naufragar
ou
ou
No
caso
dc
dar
á
de
costa,
S.
tabclliáj
ffifi de Leonissa dà ataòa da Pedra, uma ponte
leito
*!l ^
¦ul ou agentu consular, um
--Dous
—»
_.-— da
^uWu^
Jf offerecido
Xícido °os logares _ montanhosos, de fôrma que fique o
•n,™ «
o. —
„„cna •e ™
oc uD. -""^—
Henriqueta Emilia
de
da
Rocha
fetos filhos de Antônio Joaquim Ferreira t»Mo de anthmetica
ue sua composição
chagado para as, lUtoral da outra algum navio pertencente ao governo gusto
condições
«crá
da planta, apresentada pela directoria
logar
do
0SEÍyeL
nas
c
ompetfftfe
fô
j
^
J^
^
^^
publico
a.presidência,
,
g"
Pinto.
1
das obras publiciis e approvada::-o»Ío
.
\
nm
í
A-J
-„
slítir A sui cokbraçao e as»igna-los com ochancel- ou aos subditos de uma das altas partes contratantes, ;tt0cnag^ernaproI
Tercétra.
L.^^
PProvaQa P10 governo
hatriz de santa rita.
directoria de fazenda, mandando expedir
Luiz Antonio Barbosa, porMguez, 38 annos, sol"
as autoridades locaes deveráõ immediatamente prena
£.£
hr ou agente, sob pena de nüllidade.
Segunda.
fordem' afim de cobrar-se a quantia que for votadaI Concertará, sempre que fôr preciso, as calçadas e
vice- j Geraldina, 3 annos, filha legitima de José Joa-|teiro. Febre typhoida.
Art. ii. Os cousulcs goraes, coasules e 7Íce-con- venir do oceorrido ao cônsul geral, cônsul ou
annos
lsis
cinco
do
I
durante
orçamento
Sepultarão se tambem 8 escravos, sendo 1 de ti- jnas
provincial
suas coosul do districto, ou na sua falta ao cônsul geral,' quim Ferreira e de Maria Luiza da Conceição.
ponteg eiístantegj e fará novas calçadas em todos os
Ng constrn -Q desra
¦ * s puj
" v *--*..
miei terio, além disso, direito de lavrar em
Pedro, logareg de noruega,
de
S.
de]
Aldêa
da
natural
da
matriz
filha
19
gulsamento
dias,
e
doi
"- todas as
mezes
sica
Henriqueta,
mesenterica,
2
logar
do
1
de
bexigas,
1
de
asphixia
entre
|
mais
Spara
cônsul
convoacionoes
ou
vice-cônsul
pcr
emprezarios
actos
próximo
recommendadas
chancellaria* quaosquer
precauções
Ca-JO-Frio, cfferecidos pelo respectivo vigário
de
(Joaquim Jacamin de Almeida e de Maria Cape
sciencia para a sua segurança, e não se empreQmrta.
^ubmersão, 1 demeningo encephalite, 2 detuber-jem
pela
os sous c« ucidüàacs, cu entre um ou mais destes e tinistro,
aj
elle
as
urgências do estado, obrigando-se
culos pulmonares, 1 de diarrhéa e 2 sem declaração- para
Fica sujeito o arrematante á multa de B a 20 °i<> gará em tal obra senão materiaes de muito b;a
Todas as operações relativas ao salvamento da,Ville.
outras pessoa» do piiz cm que residirem, assim
aquelle
durante
á
sua
CDSW
período
Luiz!
de
naulegitima
mezes,
filha
4
brasileiros
Albertina,
navios
No numero dos 23 sepultados nos cemitérios pu-1 j?™*56"1?8
dos
correspondente ao valor do trimestre em que fôr qualidade.
H2
j•
como qualquor acto convencional que interesse uni- carga e oulros objectos
dei
Communicou-se ao vigário «da -**.
Pedro
.» .. _•„.'
de
S.
.
i
Aldêa
, imposta
de|Diicogestâ0
serão
Carolina
Jacintua
de
Portugal
de
D.
Souza
Júnior
j0«é
e
comprehendidos 8 cadáveres de pessoas r w t?
iai)ç8da, que,,lha será
arbítrio da presi
a ...
"5"««
Terceira.
cammite a sub Sitos desto ultimo paiz, comtanto que fragados nas oguas territoiiaes de
Cabo
Frio
ou vice- J Azambuja Souza
das
indigentes,
cônsules
algumas
ou
e
sepulviolação
de
alguma
dencia,
conducção
se
a
caixão,
deu
cônsules
nesituados
ou
a
a
bens
geraes,
dirigidas
rcíltUo
que
«e
pela
pelos
Os emprezarios obrigão-se a irem de accordo
os iu«smo* ectos
— A' directoria de fazenda, mandando pagar pela
11 . - _«-.'«úii. Ma nio na
rnn-n 1;"? !.
W.iri.-.na
mi
6fi mezes,
filha natural de Maria Delfina|turagratjs
Mariana,
|
j condições do presente contrato, no máximo, mélio com o engenheiro fiscal não
e reciprocamente os cônsules
no território da cônsules .do Brasil;
só no que diz rc?p°i_o
collectoria
do
goclos qun tanhão da ser tratados
respectiva a gratificação da 5*1 parte
I
de Portugal diri-1 dos Santos e de Manoel José dos Santos.
miniaio. Ests disposição não priva a presidência á CGnstrucção, como á escolha
,
,ou |
«ação a quo pertencar o cônsul ou agente peranta o geraes, cônsules ou vice-consules
de materiaes.
ordenado
a Francisco Júlio de Mello e Silva, que
do direito de rescindir 0 contrato nos c6Sos de vio
relativas ao salvamento da carga i Maria, 1 mez e 3 dias, filha natural de Leopoldina|
operações
as
glrâõ
forem
A
E.âLVOI7&â.
glOTIWESRA.
passidos.
isubstituiu o professor Noel da Gama Moret, profes- simultanea
qual
Quarta.
de sua nação naufra- . Cândida do Coração de Jesus.
de mais de uma condlç-ao e de
• _j_ j __.
*
í emrm
nnhl!»» _4i
Oi tentados dos ditos octos, devidamente kgali- 0 outros objectos do3 navio3
sor publico
da mesma cidade.
VI.
A
obra
nao
de
Henmezes
brasileiros.,
Christina,
deverá
e
13
dias,
8
natural
ser
filha
domínios
começada
do
contrato
dos
dentro de tres mexes
reincidência;
tambem
a
rescisão
tarritoriaes
rguas
i
nas
'
lido» p«l«i cônsules geraes, cônsules e vice-con- gades
Em o nosso uliimo artigo tratámos da cultura do! _ Ao presidente da junta qua]ificadora da freguo-I
e
concluída
logir
no
do
terá
61
Belistrina
só
de
riqueta
de
60
e
Andrade.
locaes
dous
annos, cou.ados da
dos
arts.
a
imposição
da
multa
autoridades
das
prazo
prejudica
A intervenção
sules, e sellado4 cnm o sello ollicial do síu consumilho, do feijão, do arroz, da canna e do fumo, ta- zia do pilarj accusando 0 recebimento do officio de regulamento de 8 áe
data
do
contrato.
de
1
consulares
dias,
mez
Guilherme,
de
legitimo
e.24
presente
1859
filho
agentes
aos
facilitar
•ios
dous paiz«;s para
julho
|
]
lado oa vic; consulado para íó tm juizo c fóra delle,
Guilherme Pedro Dias e de D. Maria Joaquina de zendo a respeito as observações que nos parecerão 31 de julho ultimo, que acompanhou as cópias das
ordem,
a
manter
necessários,
garantir
ossoccorro5
a
mesma
terão
e
Quinta.
no
B.-ísü,
Quinta.
quer era Portugal, qu^r
convenientes no intuito de melhora-la. 2CtaS elistas psrciaes e geral dos votantes da mesma
Almeida Dias.
á
equipagem
estranhos
interesses
dos
salvadores
os
|
dí3fossem
da
s«*
Os emprezarios darão passagem
O arrematante sujeita-se ao cumprimento
passados perante
força e validada como
Bem convencidos de que razoavelmente não pode- freguezia.
pela ponte ao puse devem \ Leonor, 10 mezes, filha natural de Anna Delfina
ás
do
citado
regnlamento,e
do
srí.
38
blico
penas
em qualquer hora do dia cu da noute.
.
tatielliSes, ou outros cíudaes públicos, quer de um e fiscalisar a execusão das disposições que
posição
havermos
_
de
_
facto
__
simples
ser
criticados
mos
pelo
—¦
da
Silva
Ao da Conceição de Cordeiros, idem do ofilcio compríhendidas na segunda
a entrada e sahida das mercadorias j
observar
,
_.Ãiü_i.«*ni.-l
, .; , , ,[
parta do m°sino artigo.
quer de outro paiz, uma vez que estes a:tos sejilo ¦alvadas. para
em nosso imperfeito trabalho procurado combater dg g- .^
Sexta.
Alfredo,
7
mezes
de
Lucinda
e
9
dias,
natural
filho
ém
ter-se
installado
cônsul
o
que
participa
a
que
lavra los conforme as leis do estado
remed a- naqu8lla
Sexta.
meios
os
apontado
e
somente,
defeitos
os
djta & asgeffibléa
^ g
Quando por qualquer motivo justificado, a
Na ausência e até á chegada dos cônsules geraes,. Rita da Conceição e de Luiz Antonio Euzebio.
juizo
O negociante Jusé Barnardo Brandão fica solida- do
pertencer e tcnhSo sido aubmiUidos previamente a
veis, continuamos em nossa tarefa, que, senão tor!_..___,_
nisado
a
mesa;
hem
Baptisou-se
trabalhos
da
elei
como
de-1
governo, fór o transito interrompido na pente,
os
mais
um
escravo,
locaes
as
tntoridades
que
ou
vice-consules,
:onsule3
I
todas as formalidades do s.lto, registro, insinuação
dados
as
riamente
de
todas
responsável
os
precisos
aproveitável, ao meno3 fornecerá
pela execução fiel
estabelecerão os emprezarios immediatamente
a
ção correrão com calma, tranquillidade e liberdade
uma
« qusasquer i utra» que regem a matéria no paiz cm veráõ tomar medidas necessárias para protecção: NA MATRjZ DK SANT*AN[ÍA,condições do presente contrato, e na qualidade de barca de
habilitada poder organioutra
pessoa
qualquer
para
passagem provisória para homens, animaes
dos indivíduos e conservação dos objectos salvados.' ^
Ao
de
Paraty,
de
Senh
ora
dos
Remédios
Nossa
.
s«r
cumprido.
tiver
do
da
o
acto
^^
g£
filho
de
que
fica obrigado aor p3ga.
sar um trabalho perfeito.
„
r... pagador
r.0__
e cargas, devendo tomar todas as medidas de
| abona*dor e prindpaI
As alta, partes contratantes convém «lem.disso
preArt. 13. No caso da morto do um subdito do uma
^^
tão subida importância idem, a recepção das listas parciaes dos indivíduos 1^^ integral das multas que forem impostas ao caução
^ ^^ ^ ^
de
^fffodõo.-Este
gênero
serão
.
nao
o transito não seja interrompido
salvados
effeitos
e
para
as
mercadorias
cm
que
do
«"stamento
da
mesma
fre-1
dos
que
votantes
da
outra,
território
no
contratantes
duas
das
ammatante, sem que este nem aquelle possão por nem
7 mezçs,
de Antonio Tei- produz em todos os terrenos enxutos, sem exclusão Iexcluidos
filha legitima, _,
partas
..
L
._,,,..
i alfândega,
it a
_..i„_,.„
f.v,__,r_ _i EIvira,
a- ¦* de
salvo se forem
.
a nenhum direito
por um dia.
o
erigidos em portaria de 21 de junho findo, isij ou
os autoridades lo*_e3 competentes doveráõ immedia- sujeitos
xeira de Sampaio e de Mana Augusta
de
Sampaio.
.„..
é
O
se
chamão
cansados.
daqueUes
porseus herdeiros, ter o menor direito de
B
/
„„
,-„._,.„„
i
plantado?guez,a*
que
que
S
_
-.
interno.
I
.
admitlidos
a
consumo
...
A~a„ legitima de Francisco dos
—Ao de Santa Theresa, em Valenç-i, idem dol reclamar, sob
Sétima.
tamento noticia-la aos cônsules gúraos, cônsules ou
..
.
.„.«,. .„ ,a -.- i Amélia, 4 mezes, filha
, .,
6
pretexto cu motivo algum, qualquer
junto á casa, onde ordinariamente ha mais terra!
sobre a nacionalidade dos na.
duvida
do
No
caso
de'.
*
sua
e
estes
diitricto,
do
porta
vhe-consuks
por
Como indemnisação das despezas
Santos Padrão e de Mana Rosa oe Borges Lima
vegetal, fronda tanto, que, quando seus ramos estão | officio de 2 do corrente, acompanhado das listas par-1 indemnisação da fazenda provincial,
que fizerem,
mencionadas no presente artigo!
veráõ communica.Ia ás autoridades Ioct.es, se antes vios, as disposições
M«na, 3 mezes, filha legitima de Antônio de Be- carregados de frueto versão até o chão. Isto prova cictes dos incluídos e íxrluidosna mesma freguezia. I E para fiimeza lavrou-se este termo que é rubri- perceberão por espaço de 30 annos as taxas indicadas autoridades^
ieriu
competência
de
exclusiva
tiverun diíso conhecimento.
, íi:uuu c ue üuua un Jesus,
Excellencia, ássignado pelo arrematanf dss na seguinte tabeliã, organisada de accordo com
— Ao de SanfAnna de Palmeiras, em Iguassú,
que, se lhe applicarem o remédio que havemos indiloc CS
t
|caí-° PorS.
Quando lalkcet utn subdit) do sua nação sem
s™
abonador,
pelos diretores de fazenda e obras o governo:
cado para o cafezeiro, o resultado será satisfactorio. devolvendo a lista geral dos votantes da mesma fre jje
Alt." 18. 03 cônsules geraes, cônsules e seus chan-j ^». 1™"'*^*^?*^^'
deixar herdei,os, ou designar testamenteiros, ou
dias,
filhafatura
de
27
Felicidade
§ l.° Por pessoa a pé, 40 rs.
Dr.
procurador-fiscal, subscripto pelo
Mandioca.— A mandioca é uma planta de subida guezia, para ser assignada, em cada folha, pelos | publicas, pelo
assim os vic- cônsules, gosaráõ nos
fomiáa
cujes herdeiras nflo s«j5o conhecidos, estejao ausen- ícHeres, e bem
.. „. „ ,-„„„_=,,_. Castao,
10
annos,
filho
legitimo
de
Fernando
.
.
secretario
José
da
§ 2.° Por cavalleiro, 120 rs.
mim
,de todos
e
escripto
»
por
provincia
*¦¦_ -_
vsntagem ao lavrador, principiando por não precisar mesarios, na fórma do art. 24 da lei de 19 de agosto I
os outros privilegies, isenções
tos, ou nejio incapazes, cs consulta geraes, cônsules Jous paizes
Manada
Celie
e
de
Luiza
Conceição,
~r.r,
u*« a« f»„_.
Mariauo
Dias,
amanuense
._,
.-o tuturo venhão
da secretaria do governo.
§ 3.» Por animal carregado, !20 rs.
|
v
er con-j
de paiol para guarda-la, como acontece com todos dg 1816.
para.
'
o vice-c-.üsuíes dovoráõ proceder aisactos seguintes*. j mmunidades que
Joao
1
de
19
Alfredo,
dias,
mez
e
filho
legitimo
do
Jcsé
Antonio
Pimenta Bueno Júnior, secretario
§ 4.° Por animal descarregado, 100 rs.
.
,
,-„
os demais gêneros, produetos da lavoura. Não é só
I.» INk os sellos . xoffleio cu a requerimento da ,?didâs ao, agentes de igual categona da nação mais { ^.^ ^ ^^ &
^ ^ de Car_ a
Almei§ 5.° Por porcos, carneiros e cabritos, cada
farinha que delia se faz o que dá lucros, é tambem contrato de 27 db jax.eiro de 1863 cslebrado com governo fubscrevi.— Francisco Antônio de
do favorecida.
|valho>
e
rnobil
a
a
em
toda
papeis
Íut9fessad;u
u™
40 rs.
partas
JOSE ESTEVES PENNA FIRME PARA A CONSERVAÇÃO da.— Bacharel José de Miranda da Silva Reis.— 0
m,,,*, a sua gon.ma a segunda parte lucrativa. No rio de
convenção vigorará por as-1
Art. tO. A presente .,,-,*
fallecido, prevenindo com antkipaçlo desto ecto 6
Mana
Elisa,
da
Florentina
3
mezes,
filha
natural
S 6.° Por gado vaceum. iOO rs.
a J. .._ .
DA ESTRADA DE JOÃO DE OLIVEIRA, DESDE O PORTO procur.ddor-fiscM, José Ant-zni? de Magalhães Cartro
S. Francisco, entre Paranaguá e Santa Cítharina, a
. .
a contai do dia da troc* das •_>ran* d« iO .annas,,
autoridade lical competaníe, que podará as.-istir » üpacj
Sobrinho.— Como procurador do arrematante, Ber§ 7 ° Por carros vasios, 400 rs.
i_. ! da Conceição.
-jcidadei do
i nio
ns-. ueJa-;
*
.
lavoura é exclusivamente da mandioca, sahindo dali! DE JERUMERIM ATÉ 0 P0US9 SECCO, NO MUNICÍPIO
tara logar uesta
que
cit--, e mesmo quaado julgue convcnlenta, cruzi-r rs fiCí-.çiies
LeoMana, annos
nardino Anlonio Maia.— José Bernardo Brandão | § 8 ° Por cairos carregados, 800 rs.
filha natural de
•
a
a
^
„. ou
„„,„toiMf,w;
antes se lor; *A7 , -A e- 4»,mezes,
muitos carregamentos de farinha para differentes E DO RIO CLARO.
meze3,
,,
N. íi. Pagou 183 de sello. Nitherohy 5 de fcví
seus sollos c tm cs que tiverem ->ido poitoa pelo aeiro, dontro do pra/.j de tres.polaina
Adelaide oe Mello.
do imperio. Produz abundantemente em
OHava.
Tendo
sido
rescindido
comdo
pontos
fallecimeuto
_,_,.._
,
per
cônsul: tkpAs ão qooestás 89 lo» duplica ios nãu p0sst.
do
capiMercedes,
1
anno e 24 dias, filha legiiima
reiro de 1863.— Araujo Velhso.— Pagou i83 de| ° governo provincial obriga-se a prestar tedo o
,J'
I
muito
carrega
e
terrenos
enxutos,
todos
d«
10
os
quando
o
ditoprazo
mendador
de
findo
antas
ura
anno
José Francisco da Silva o contrato com
Se
iS0S emprezarios para que sejão respeitados
Corrêa da Mello e üiiveirae de D.Mer
j tao Antonio
emolumentos provinciaes. Nitherohy, 5 defeverfci'o|1uxl!i0
poderáô ««r tirados »*.oS,o da commum accordo.
|
^
acha a terra fofa. Por esse motivo, no litoral não|elIe celebrado a 8 de abriide 1862, para a conser
contratantes tiver
altas
das
nenhuma
anão»
parte,
•
nuturidade
da
tambciri
tm
2 Formar
^idaie P,SH05 de Mello.
íel° publico em seus diraitos.
de 1833.— Meirelles — Silveira.
prwonça
seus eílíitos, j
plantão-a senão por esse modo; no interior, porém, lTação da e3trada de João dtí oüveira desde o porto
locil competente, so c:»ta julgar d«ver comparecer. lotificado a sua intenção de fizer ce;sar
Baptisarãosemais t_e3 escravos.
Nona.
não attendem a essa conveniência, e plantão pelojde Jerumgrim até o Pouso Sexo, no municipio do
m:is urn cimo,
a
° P^zo de 30 annos de que trela a condiTermo passado em 24 de janeiro de 1853, rELol
o iiivrntiri > do todoi ts luns e off Jt.s quo o fslk- i convenção continuará vigorar p:r
NA MATRIZ DB S. FRANCISCO XAVIER DO ENGENHO VELHO.
feijão
o
_Find,)
milho,
o
auno.
_
são
mesmo
modo
da
um
•jasi-im
até
a
expiração
Rio Qar0) e tendo 0 Ex,a> presidíínte da provincia i
f.uccessivü*T.i_ute
plantados
por que
j
SRti,;ja.
ficar! a ponte persencendo á provincia,
'
cido possuía. Pislo que diz respeito ao processo,
de
Ma
leaitima
4
mezes
e
10
Amena,
..
oias,
filha
obhigà-se
João
,
Carneiro,
a
fazer
c-*^
Alvbs
qual
*,
_
¦
l-a0
eoai-roz. Resulta deste.processo a brevidade eeco-10 Sr> desembargador Luiz Alves Ldta de Oliveira!
?.
t.Yer taito a
.
csnformidacle do que dispõe a lei n. 1,568, acitanto d;i upposiçío dos sellos, que duverá rempre ter contado do dia eni,.„ quj urna ü?s partes
n..tl Joso Mesquita ede Josepòa Manada Conceição, nomiade tempo;
.
em
additamento
e
í*onte
a's
i
bras
do
ATERRADO
•.utra aquella ootiflcaçno
|em
porém ha uma perda considerável, h-dlo mandado pôr eui arrematação
.
.
.
„
-^esses trabalhos,
logar o iroh bro^eutínta pojsivfcl, cem;) du-invLndo eio daaldea, na estrada de NiTHBROHY A1ma citada, devendo os cmprpzarios entrega-la em
üe« Jo*o|e 6
2 d^ ulha
^-«
legitima
(.^
a
cova,
endurecida
inteiramente
estando
qpe,
liu plenipotendarios -í.11*^1
E*u fó de que i.s icnpcctivi
q
^^
tario, o» cotiaulej gt!r.«cs, cônsules o vica-c«mule..
iTAEORAiiY, um pontelhão de madeira junto Ág'1-1--''- ^cm estado, a juízo de peritos nomeadas
Ag.nai Ramos e de Anna E:mi!ia Ramos. lDão podem?3 tenuos raize3 fazer o seu desenvold5
•lguá'*âo
e
lhe
duplicata
nção
em
couvrni
a
<:
a
n0
i2:000g
aJnJ
sobredito,
fixado
o
dia
1
cal,
r.utoride
tt
presente
lixafíü, da ccordo corA
pelo governo provincial.
do
REFE.RIDA PONTE
Panlo, 6 mezes e 14 oias, filho legitimo
^^^ TÍagando £Órnente duas ou tres, quando coijtrfc: no
23 de ^^ ão anno I
hora wu q»r nsto* tms actoí deverâõ tar log", pre- puzoiãs o sello de suas armas.
j
Dicima.
"r* Francisco Leite Ilibeiro Guimarães c do D. Emi"c podiao vingar em dobro.
G JEümunicanòo o director d- a obras publicas á
_ designado psra abertura das mesmas propos-tas.
Peita no Hií» dc Janeir j, aos 4 dia3 do mtz , abril
v.*itiado-rt por escripto da quo elia passará recibo.
Obrigão-se
mais
cs
emprezarios a não pedir
,„„.
I lia Djrraer Teixeira
--—-.-.-~*:~—;
Guimarães
¦;__.¦.
conveniente, iserá --"'—;—•
vcvuauc> oc,a
que o- 8
d ;sta verdade,
f..ce u'aitt
1Lm
Em lsce
a de José Esteves Penna Firme, tomando s S. Ex. o Sr. presidente da provincia em cfficio de 3 •quer oo governo, quer a asitmbléa
B
[aceita
ik- aautoridüd i local se nâo pastar ao c nviteque lht- ío. nno do nascimento de Nosso Si-nhor.
Mana, 1 dias, fiiha 1 egituna de Joso Rodrigues de |Ded800 da rainw, em vez ce serdepontado nac >va,|s
provincial, in'
íejaneiro corrente, ter consuKado ao arrematante
„¦'-..
a
•
eu cargo os mencionados trabalhos pelo preço
deiuüisação alguma por qualquer titulo
'Marquez de Abrantes.
tlrci-íida f<;to, os eonsuloi pruicderáõ sem tlemoia
t. a s „,_„_.__
ir
i?
!o
r> Caroana
/*
- esti do aterrado e
"elsfj]-a
Francisca
Rodrigues
só
•
e . da D.
nao
.Souza
que seja.
delia
sahiu,
do
lhe
conRio
da
Aldêa,
se
pois
Cfavado na terra que
ponte
sujeitando se a todas as cláusulas e condi
pulado,
«Êi.ia mnl faim .li liiiins o s dna3 oporoçôes já citadas.
J. de Vasconcellos a Souza.
Décima
primeira.
vinha
camada
a
additada
£
cSiá nioliflcadci, como debaixo delia existe
ao seu contrato a consque fosse
J Souza.
do contraio feito com o finado arrecõís scientificas
":"7"ãé_Francisrn
O goveruo poderá rescindir *sta contrato se cs
B« Os cnstil*.» gerací, consuloa o vtco*con;ubs
E ícndoiics presenta a mesma convenção, cujo;
trucção
de
um
Matia> s mezes e 19 dia3, filha legitima de JoSo|vegetal) que directamente concorre para o desen-j^T
de
madeira junta á refe..
pontelhão
'
'
'
Ai
Silva
'"
'
"'"
"
"'
"'"
"
""
"
dc
aiz
á
vends
do
uso
emprezarios
o
forem multados terceira víz, porinc-dr,
segando
|
farÀo j r
t«*or fica acima inserido, o bem viito, considerado e; j^j, Aive3 Souto e de D. Rita de Queiroz Ribeiro voiviraento da
rida ponte, e havendo ells a isto annuido* o mesmo
planta.
'¦¦
j
da
herança
fruetos
¦xarmnado
ou
fracções
de
suas condicçõ33 nma vez, que essas
!
Primeira.
que
todos r>» bmí taoritt
I
n „".* „ ,_, Kot.í,. iimw.-, não se desenvolvem
p^ir nós tudo quanío ne'ta se contém, a si..ü(130 snutr>.
Exm. Sr. presidenta da província depois de tar
Ia
:nultas
cli
1
ministra-la
tenhão sido approvadas pela presidência.
inido
app oviimos, ratificamos e confirmamos, assim no
° arrematante José Esteves Penna Firme obri- approvado em 17 de dezembro
postlodeteriorar;yokráfla
Américo, 2 mezes e 7 dias, filho legitiro de|se não no3 i0gares ohdeaterfàé cavada. próximo passado o
?ua re?p.u£abili(Jaífe, *-.oúo comiJ cm cada um d,)S sens artigos _ estipul
sob
nomear,
E
cu
firm..za tavrou-se o presente teraio, que
para
aterrar.(os
se
buraco?
a
atoleiros,
caldeirões
e
pesioatfliflote,
Ignacio Eugênio Tavares Sobrinho e de D. Pas-|
orçamento feito peio sjuíant.) do director de obras
Bananeira.—k bananeira produz o seu bello|ga
vaiinbricado
um ttgtnt* pra cdminíítrar n liquidar, s< m que a çôi3) p peIa preáen'eadcnios por fir.-.-c e valiesa choa Eugenia T..vaió3.
pelo Exm.Sr. presidente da provinno
se
leito da estrada, de modo qu-1 publicas sia importância de i_683í.666. ordenou em
formarem
Ifructocom verdadeira prodigalidade, porqu?, quando que
|
|
cia,
assijjaatíü
atita lidado 1 iC.il tenha dtí intervir nestes nov. s; ctos, f pnr;) pr0íjuzir 0 sr u divido effeito, nromettando »*n
pólos emprezarios, subicripto pelo
na .matriz de santo antonio. ftodos cs outros são ánnuos, ella dá cunstantemente. I esta dê sempre seguro e commodo transito. f despacho de S do dito mez de janeiro que fossem
sfcrítirio
do g°v«rDo. c escripto por mim,
«alvo »<i um ou nu U lubditos do paiz, cu <íe uma | ^ e p ,|dVra imperial cumpri-la e observar por qualO verdadeiro systama de sua plantação de certo
Maria, 1 dias, filha de pais incógnitos. |
* offic:al-rapior da sacretaria,
Segunda.
reunidas aquelle contrato s Sf»u.nnte3con.1i,cõJS!:
tarwir.1 p tanci» tiverem dir-itass fczervalora r.s-[liucr modoqU(,'sf.ja.
Sabino Francisco
para a construcção do referido pontelhão
M
mmM
,,„,,
^
n(ff
mnn.
Am
]/fdnsg
Francisco, 6 mezes c 13 dias, filho natural dei' 'não será aceito pelos fazenioiros, porque , depois] BftMi,
lüdos
duas
vezes
oo
anão,
dos
menos
Roçíi"
ase
caso,
n
Por
por
sttfiCSíSo.
Frougeth.
roesata
sos
1
13
dias
dessa
do
mez
quanlo
o-j
a
março de 1863*—
do que fizemos passai*
pt:.)
-cusia
•
e i.a O arrematante obriga se a fizer no novo aterioaa-|da
| E,n teàtCIt(u«ihü c firmei
de Jesus.
Sde um ri-;o desaenboso, dirão : cusia muito. Tod.i¦!_
^^ tajlo auanto for ^so pgr.. que
:osè
O
secreierio
ãa
Antonio
Pimento,
nüo tando o cônsul ditclta de decidir n quas-lão, de-1 pregeDt8 corta por ró-: assignada, selkda cora o sello Maria daEncamaç&o
província,
a
|
Maria, 2 mezes e S4 dias, iüha natorelde Ade-jvia, como póie haver alguém que queira fazer j ^^ a:jj:íCeflt„s nao fdÇ-a0 SCQ]bra no Ieil0 deiia, rado junto ao rio Aldôa, um poníelhSo de madeira Bueno Júnior, o subscreveu.— Polyearpo Lopes dc
verá esta r« kv. th ar. tribnnaw do paiz, oi.s quoes ígr.n(lti ^a9 ürmà__ áo ir-;perio, e referendada pelo
|
fnoiogar que será designado pilo engenhriro do
8 expe-risneia, ahi vr-i a indi ração.
l.nide, de nócão congo, livre.
como t
Terceira.
pettance MSOlte In, pr^c- d ndo ontüo o cônsul
' districto, inteiramente conforme a planta approvada ILeão—João da Silveira Freitas.— José Amaro
um
q(Jjso m1niblro c becreiüti, de estaco abaixo oss«gfosse
sé
para
legitima dei Faça-se a, cova funda como
3
mezès,
filha
annos
e
Adélaide/l
j
ojnlgamento,
Proferido
Cardoso da :-.Uva.—P?gou 400 rs. de sello. Nitheda
auccestSo
j
repreientonta
tarra?. milôo taito
estraaa as terras,ma-|que
leito da mesma estrada
Remover
Hemover oo
nB Jf)
pOTCÓpialhe «rá fornecida peta directoria de
no centro delta colloque-seaipuda e terra da
D
MariaIesteio;
e
de
Pereira
Mano
Antonio
,-,,*
Francisco
-03
conv»-|
tiver
so
uào
fc_M(.ttta-lo.
CiaS
doterâ
'8
ou outros qu^quer entulhos que obrps publicas. cnrtaQ£k> para eES3 flaa 0 ditoa,er jlrohy, 14 de març^de <8'33. — Brum.— A.Velloso.—
por
o conaol
Dj(ja „0 piiiCj0 dj \\_0 dü Janeiro,
até enchei* a metade da cova. O capim dajdeiras, pedras
Ml anõ
SSETdaa
'cr;sta
va
accommodd-1
nà>>
wi
ts
»«
on
ferado,
nkota ippeilar,
pa;ta«
d(> ,ntz ,;c agost0 do anuo do nücimeato de No«so
e levando a escavação n p-o:undidade uo | Pagou60$ de emolumentos provinciaes. Nitherohy„
h;-.r,n as
_>¦__ folhas
f.,iiisa velbaí
víHhn»._..
hananeira eo raesmo páo|VLnnao onsuui ia.
da banan
de
Emilia,]linapã,
m^zes,
filho
natun.1
6
nriquo,
II
I;<l«*'-'5euhor
diseito
a
com
14 de março de U53.~- Meirelles.— Velloso.
depois
rem, cçntiunendo
plano
• nivel d; s mais baixas águas do rio Aldêa
Jesus Christo de iS03
Quarta
I quando se houver cortado c caixo, .íeposita-se tudo ,¦
livre.
aguar-1
crnquanio
s«
ttnpcDJ*,
pania
tido
liaria
daçôu qne
Pedro Imperador cim guarda).
1 naquella covji para servir de estrume. Desta arte, a j Construir calçada.- em todos os logares de pouca!
Segunda.
Baptisou-se mais uai escravo.
dava a dectiRo do uibunsl.
Marquiz de Abrantes.
o peso do ¦ s0]i(jez e cnds T_^0 se
com
cahe
cão
e
muito
de
outro
modo
os
E
bananeira
evjtar
p0ssa
perfilha
NA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA GLORIA.
Obriga se mais a começar esta obra no prazo de
4.® O. conanlea g^r.:ej, Cüiisuls e vics-ccnsulesi
'
>i C.11XO.
atoleiros.
i
diãò', a contar da data desie contrato, e a con15
..onuncií
r
a
morlc
dj
ina
f
Luiza, 9 mezes, filha legitima de João Fernandes
aoião todavia obngadou
^^^ aqui este nosso imperfeito trabalho,
BEyiSTA SCIESTIF5CA.
¦Xo*
no de dous mezes da mesma data.
Quinta.
clui-la
h
|
dlviduo, da cuji mecíítSo se tratar, vm um des |
Ribeiro da Silva e de D, D rothéa das Chagas des.
lo „mor do bgm publico; os nossos]
irado
Telegrapho impressor.—O vácuo força motriz. Dtsi.
Terceira.
Concertar todas as pontes e pontiihoes existente..,
,.,f;rço3
jornaes do seu dtftrkta; c nS.> p.Hlei-i» f«zer entre- e rrlatâes:
nâ0 puâerao ir aléca da esCaSSez dos nossos |
I Jesus.
cripção da machina. Sua vantagem pira a indusi«guim.:9 nertoo legitime»her-t
«u prouur/.c £D3
djuuptotluc.c
; conhecimentos.
iu herançs
Mranç! ou u.>
Baptison-se mais um escravo.
0 . r.,m5tante empregará nesta construcção quaes\ não importando os concertos completa reconstruo-1
ga da
á mãm ^ rc;pectíTas autoxidades
F^Q 'r.
Bsptison
I
tria porlugueza. — Novo processo de gravura.
•¦ct.íl-'»
ifppois tí«? pa l
,."
ros ou a wu* pi-ocuradfrss,
na
deiro
§
ção, ou Umitandose estes á substituição do madeira-|(IU?f íj33 madeij-ag seguintes: tapinhoã, secupira,
J0A0 FRANCISCO DOS SANTOS.
DE S JOÃO BAPTISTA DA LAGOA
ma
MATRIZ
u<^ dia 20 u., corrente *.
X
i
.
I
Reproducçao
das gravuras antigas. — Uma quei..„..,..
d lu ta pudusa tar cou-?
.
a„ xi.ii^
5 mento.
gas todas as divida.* quoc
ipê. canelia preta, greúna pjrda, páo
i-itiio,: . r1™;';;. 3-^« anncs, filha legitima de Bernardo José?
leixnra ei':
.,
DnoclecianoalAria t^»t,
1IMa'Vilicia.
,a'7
jíc.iraudá,
, .
urn
•,
congreis?>
de sab-.os.
x-ida
c
^^.^^^.^..^^^^
anno
5
- ,- -A
.
. ,
lido uo pai, * ou di haver decorrido um
trahldo
i .., hDQ1,ia.
A um indivíduo
Sexta
. ,
ama tatra
dc
| Brasil, guarí-bfi, merindiba, gibjtam, cangeraüa e
dos bolsos
subtrahir
da
^
Conceição.
Maria
P«»r
c
de
Carolina
R
...
....
„
•««».»
,n,.K„n.
Z
a..
.J
,*.
-J0'
Rangel
mudança
da
talegraphiaaeria
A
para atdegr.iphia
dep ta do di» da moitc, som mie se tenha apresen-í
-jaria) a mezr.s, fiiha legitima de J-ãs Vieiras
O prazo para a duração do presente contrato éjangelioi amargoso.
dinheiro: o africano hvrej
rs.
em
emjisiOO
Jc'J52$
]
WfllilisL'.
AUiSi
electrica
f,
i
.ida
em
tempo
na
camara dos dequalifi
'•odet-es
ta li vi clauisçuo tlauma contrç o herança.
-¦!i,r;a
*, Domingos Ataannos, contados de sua data, sa antes o gr_-|j
horas
Pnaar
fóra
de
Quarto,.
Ezequiel,
Cu:todia.
t
,je
D
e
p^r
Alve3
em
França
como
idiotismo.
putados
8« Fica alem distso enlcadido quo o direito deç
'¦verno,
,* AmonioPereira, \ pranc|sca) 3 mezís, fiiha tagitiraa do Dr. Josóf
: .Manoel Francisco úaS
por conveniências do sorviço publico ou ia-1 q3 e?ttÍLS qoe o arrematante deverá empregar
Agora já a simples communicação electrica parece
adinltil^trr o liqullar aí surc síões das p*:>itugueze3 [
terces-;» da fazenda provincial, não julgar necessa-|gera0 COr;1o as vig-^s de nove pollegadas do esqus- neio apoucado, e novas desce bei tas e aperfeiçoaL-.unndu J sé da Cu c,.stodio Nmnts e de D. Carlinja Culvet Nunes.
e
Joào
Soares
vagabundos;
|
P«
*ur
uSSAoé no Brasil pertencerá «s consoles dc Por- \
-rio rescindi! o, atem üoí c^sos da coini ;o setimcí.
solidamente fincados a |men{og
EXPEDIENTE DA SECRETARIA DO COVBWÍO.
duo.dcm; Jacintho Jcsc Telles, Manoel
ctlíOíS. - Do 23 ;; 29 do co.onta cssa-|
Ca,auiC
procuram achar meigs aipda mais
jdria, o sendo os ditos'esteios
tugal, oinl.i quando os herdeiros vÇ** menows,\***_ por
nega; as taboas que devem 1
c
Ag03tO-í863.
esse, para o
Sétima.
oascidos no Brasil, em reci-! ^^\vo do Guimarae-, os pretos forros Jacques, ;rãü.so:
não
i.ugn
prendedore3 do que
j macaco até a complete
llihos de pputugwiM,
de!Lncoiltrar demora,' nem obstáculo, pensamento
e
meia
uma
Buiio
José
Machado,
terão
i-iua
Uathias,
llea
evt^cadá
pollegada
a
Auiuuio
:
SACRAMESTO
na
so
á
multa
de
sua
trammisDtVi 10
5
a
arrematante
NA MATRIZ DO SASTISSlHO
sc
o
Sujeita
ade do igual focuU.de queücapertencendo: osí
%Jrevestir
\
espessura.
Luiza Maria da ConcdçSo, Lauriana ca
são atravez das maiores distancias.
consumi do Breall cm P.rtugal de,aJmiuistcar « H-1 Rosolüia
de Pauta B=pUsta Valença com Cândida | j SF,cr30 _ ___ chefe de polida, communicando | correspondente to vai. r do trimestre iE qoe for|
Francisco
Quinta.
Joaquina,
Isabel,
Cecilw,
Mai»
Adelaide
Já descrevemos o iuveDto do padre Cazeli, o
fluidar ss succ«fÒ39 j-J, s< ui nacionaes tra casos [Conceição,
da Cunha.
ilquf foi concedida a João José Soares G^môi, a|laDçada, que ihe será imposta aarbitrío do governo |
Romao.?, E:..higenta, Sebaitiana, Fortunata
empregar serão appare \p-mlelegropho, e hoje abrimos esta revista com a
as
madeiras
que
Todas
minim.
rr-édio
do
ou
rnario
máximo,
da
fóra
substituto
de
Io
p-Ia
foi
celebrado
iJeaticos.
I.Marià Joaquim,
ultimo
I
dia 30 de moi<] provincialj
\exoneração que peiiu u o cargo
Maria Theresa, 1 No
contrato. I lhadas, dep"ís de perfeitamente seccas
| itscripção de cutro iovanlo não menos importante,
violacã > de \i7:ã cu mais condícõis deste o
Att. li. B'ii tnrfo que dk raptitu I policia dosfEsmcria, e ojesjravus Raphael,
triz mais um casamento, cuja certidão foi depois\ su{,riei8gado da villa de S Fidelis
João, Antonio, Caetano, Miguel
Jcaquim,
o tambem devilo a nm iifiliaao.
Rufino,
aceuog
Sexta.
direito
de
salvo
Pinto,
segu-j
rescindir
.nincr^is
navios,
o
fica
A'
Andrade
du
I
de
e
ó
o
—
presidência
apresentada,
Ao Dr. José Caetano
porto», carngimcnto
tnr
lupsnai*,
encontrados
eia
serem
E' o tdcgrapho impressor do cavalheiro B meili,
ci-'- em, b.HK u vSclta, cs subáitosfe Lturonço, p»r
Manod Antünio d3 Brito Abteu com D. Theresa |sandoo recebimento dos seusoíScios dõ 23 ds julho | contrato nos casos quer ds violação simultânea de] Q arrcm5Í,nte deverá pintar as madeiras do pon
innç.
**°
do
IU'
foi director das linhas lelegraphicas nos estados,
-'
Pugo
dos di.-ui pilzds serno rop^ciivijmL-ntr) mjj-íIoí fis a'-:;3 r*,*-a a
Iiiuia uos Santos.
lultimo, acompanhados das contas documentadas de3| algumas condições, querida reincidência de infrac-Ito]*hão cora vtírniz de a]c,trão iogo que s-ja pstà | que
Josi* Jlontairo
i
José,
Autonio
ita
S.
z'u
fa-gu
sardps.
Na
rescisão
mais
dellas,
os
cun-;
a
Todavia,
ser
ou
c-xer-1
de
uma
tlu
territoriu.
seu
s|
o
.IOSE
podendo
leis ü- regulamentos
NA MATRIZ DE S.
ção
despezas qae uo anno passado, durante
pelo engenheiro do districto. ; Esío invento é destinado a »^ue
"' Scíl*m£t>
|coastruCção^^ approvada
ío AmaMute, Maria J«epha da Cncei^o e^porse possa obter nas
*
de multa, ua conformidade dos arts. 60|
vlc^-ron,utcs reative
acompanhada
desta
«ta
•
provincia,,
de
de
chef*
c^rgo
policia
iriana
Victorüiafcicio
do
^
^
^
^
^ ^^
reino,
tra
de
qualquer
d;:
de
8
de
de
IStiif.
á
Í8BS.
I
previucias
1 da ordem ínleríur íogut z Narciso José Antunes, por desor
poucos insíanVes
2egula:í;ento
iulhò
::_.
'..
6_.L«.„.:..„».
.„._.,_!.,_,
„
íínrgo
rf-mèttid3sádi-ip.
61
do
regulamento
uo
e
julho
Forão rc-mettid,-:s
*
. fJrj. C elho, na Santa Casaüa Misericórdia, com licença.! so fizera? por sua ordem.
o
arrematante
a
um
receberá
todo,
de
c
3
reproducçao
obra
cuja composição
embriaguez
esta
•,
¦
r
quantia
Por
dí
Mturs,
jornal
tltmçahes
úsco
p
A
s f
Ot tara.
n bordo dos mw .us de tommeícto de suo, na.;ao e sd
L-;andro fvíro de Msrcsllo com Anna Mari. de! rectoria do fazenda ss contas tíe que acima
etr.
duas
ua
capitsl.
sorá
feita
lho
ieji.
vaga
i.GSSSee»!
prestações
f
de
que
mentas.
— Áo agente do c.jrrii'1 d cidade da Barra-;
o presente contrato não pó Je ser transferido, nem j.cllcs t maríü) et ühícía.».ato do todas as deríivceçasí
Jesus.
?
Para tão admirável effeito bastt faze: andar perIseodo a prúr.eiia de 9[t0 do v.:lor contratado.
• íiwí-^o» oS«4?ía ¦¦ .»tserTíç*3*i meteoro
u:íí
cu*
tavn
cs
o
cs
cfilcíac^
o
CDpitào,
deítioo
entro
v:«*r';oi
o
ffeb.
i_.furme
ou?
subrogiúo, no todo ou em parte
qus
LuigiMajio com Luiza àiaria de Oliveira | Mansa, exigindo
Giacomo
|
iicularmento á linhi dos caracteres typographicos
e
a
cbra
*e
de
concluída
provisoriamente
depois
.-'
p-n
üÇiNona.
,
|
. ,
•pS,i7-.
ioflicio 'lhe
,
lndívluuo* que obtiverem compr ihendldos, pcrqual-1 a*, h x.i-,
, ., vf°r
in ™.
que Cm data de 22 ás dezembro do anno]
dçp"s
d*
^Ivi°
de
cia^o
•««••
ponteiros is-- lados uns dos outros na sua acção,
^°
foi enviado .ela presidência, por interme0 B ociantc Jcsá B ;rnrtrdo Branlão fica «flida.
findo
quer titulo que s»|a, no rol i.a tquipsg.m. |30 ivagosto.
\°^s
RITA.
DE
SANTA
MATRIZ
NA
uma espécie do p»nte, estiiido cada um
o.p.ço
formando
dc
um
anno
e
e
bem
constada
<
achy,
se
por
•;...,.
deste cnn. i
rMtQ de
Th dt V;ifr Bar-* *¦* m v- -c -••
irencâ,
As autiriduttas locaes não p deráô i.iiocvir senflo
ob-igaão
obrJ Jo pdala i.-enção
dio do correio geral da corte, para ser entregu* ao ;.riamente
r;ament^
*
perfeito
,.,
a
obra.
los
cc-iti
D
Joaquíns
definitivamente
üias
com
ponteiros em communicação com o lio conduci
f
,
José Cesario dos Santcs
St.'
§ commandante superior da guarda nacienai dos aíi'*1 * trato,o. e<: em qualidade
au?lidade de abonador e principal pa-|
no ca*<o em qu: a desordena qoe dalircsultarem 1
uma pilha volteica.
tíe
tor
Oitava.
62,?7
91
66.3
Lopi.s ãe Oliveira Ar ujo Hozo.
185
| ga(jor) qk responsável ?-.-l 1 integral pag^memo das I
I nicipios do* Darra Mansa t Rio-Claro.
for.*"» de natiifvza a p.ttorb.v a l.\iu<,,*uillidnde pu*|,
oj dentes do penU em que f_íllái!_>js enQaando
'..
91
Manoel do Couto cou Maria Jacintha.
76t.t9
71.6
Í2.0
trata a presente condição
blicí» uu quando ui*n ou mai» pssoss do pa:z, cu i da
2-1 secção.—Ao miuist.=rio do impeiio, pedindo | nulit1s em qu?. incorrer o arramatante, sem qu?. em \ Os pagamentos de que
§
'59
dos caracteres typographicos, prorelevo
o
contrão
83
7Í,3
90
•;
224
NA MATRIZ DK SANT ANNA.
«o th.sou.ciro do?ta província |terap0 a]gum, amb;S, por siim por seus suecesso-1 sómeot3 terão 1 gar á mta de attestados.00 e»St- ^^^ d„ eslsrA,h,
entregar
estranhas ¦« "qoipagfm nellas sj acharem i uplica
ãi^
h]C, 0 ,:,Ilita em (IX 3,peí
fque
- ?SE
-e
oara r. illuminação, res, SPja oual for o motivo allegado, possão recia nheiro do districto, que proveaa terem sido fiel<Un* Km U>J8S «'.' d msli casos as autoridade» se i Céo limpo, m nt.s nevoados, vento S.
Francisco de Sa.i_pai-j Guimarãüs co.._. D. A_ielai- j a quanti- d.'4603. consignadaIa para
de
manJaliez outras tanías
dQ
nlífat0
*L
•marqoalquer indemnisõção da fazenda provincial Ij mente coropridas todes as disposições deste cn-í
'¦,
j^.D pslacio da presidência
_
dc Paula Duque-Estrada Meyer.
limitarão «dr.r atixlüo ac-i funcclonoriosconsu!arts| CiOAgüftttl '7*a
^
iti.: ir,
~a—ms& •¦.ii'A£ia?'3:i;
E psra firmeza lavrou esíe termo, que é rubri | trato.
nodOas paraaS iotaãp estas nodoas se compõa um
M .•
M:n^el daMotta Macedo com ü. Tàtresa Adelai-3 __ a' directoria de fizeuJa, m?ndan3o paga
quand» estes o raquisitarcai partmaadar pi>Hi.ieret i-.vM-:x. fi emite
Da fórir.a que
arrematante|
dis-!
Epara firmezi se kvreu esta termo em additaC5do por S. Ex. ássignado pelo
-'vi i9 í ogesto:
conduzir á cadô* os indivíduos <la equipagem queI
g quantia de iS:143S933, resto, da importância
" üo Lemos Magalhães.
de
no qual a letra O representa uma liuha
alphaheto,
nn í° dis- \ e seu abonador, pelos directores de fazenda e obras ment0 ao C;ntrato de 5 de maio do 1862 para as
D.
Anna]n.nijiaa
administradas
com
da
Sito
Pessos
oU«s jul^re • conve-.iíente alf recolher, cQ»coose-|
53
obras
Evaristo
cou,
8S7
antonio
indicada
:'¦'.
j
por cinco pontos, e a outra metade
3^.5
subscripto peloí0bras do^terrado e poote do rio da Aldêa, que vai curva,
|
Itricto duranto o anno próximo passado.-Commu-í publicas, pelo Dr. procurador-fiscal,
23
linha cur*?a em saatido opposto; um I repreqaencU <lo toca desordcni;.
uma
Carolina do Amaral.
EnU*S«a »
,
I
'Úo
rsecrétarió dá província e escripto por mim José|rubricado por S. Es , ássignado pelo arrematante e senta uma linha recta, indicada por cinco pontos,
Ait. 15. Oi cônsules graes, cônsul.!*! e victi-l
jijegtoria de cbra?
23
•< "
Si'
I..
DK S. christovão.
MATRIZ
NV
da \ Marianno Dias, amanuense da. secreta rii" do governo. seu fiador, pelos directores do fazenda e obra3 puconsttlPM poderão mandar prender o. íem «tar, ».u)
^gffln }dein eatreg3r ao depositário
|
8
?»*>*:cõriiü
quo resultão da impressão de c-^da um dos oentes
Jacintho Martins di C:st_i cooi l.üiilie.io _ia-.
«is
a\ — Joté Antônio Pimenta Bueno Júnior, secretario1 blicas, pelo Dr. procurador fiscal, subscripto pr-Io|
niari-j
o
tm
ipspectivo
Sercpsdic/.
ou
paiz,
'
¦
'
companhia
p-to.
imperial
«•••
^
paru bor.lo,
fol].^a
844
^
do pente, e assim em diversa combinação as restoue
?!cã<3
Bent.jd.i Silva, em perigo duvida.
subscrevi. — Francisco Antônio ãe Al_\ Dr. secretario do governo da provincia e escripto j
estabelecimento
Ido
governo,
uhôirds e todn as outras jurs «» que regularmente í
do
custeio
-!v
..,.-¦.'..,'
•
orçada
<
;dos .:.Tf : l do diarrhéa, 2 de tubircuparI
onantiá
sf'
e
t!:s letras.
na matriz oe s. francuc} xavibr do ENGENHO YELiio 5 i
José de Miranda di Silva Beis. | por mim, Jo$é Mariano Dias, amanuense da secreImeiãi — Bacharel,
tl.,t.„3l- u„ nr*t,,'ti
(ateai pariu das «iquipsg.n1! dos navios d.i g,v rra ou í -os
,,
,
1 de auasarca, Ide kaão do coração
.
_.
nreuiJ|
' _,
— A1 mesma, idem por ern arrematado
• r,-_„ 4 n _, t
.
¦
,
pulmonares,
•
.
.
i
I
«í
.
.
/
,,
T
¦
E3te systema não exige um synchromsmo abso-«ranuo cum
com D.
u.marcounai
Marcolina
da Luz
uu* Franco
Grato na
i^~^_
NapoleHo uraw»
Itttrcant tua n'ç&n quo tivorom desíriado dos J i ,,*
m declaração.
A_,cUJpTlQ
•
rua da j- O prccurador-fiscal, Jose Antônio ae Maga IhaeH tam do goveruo.- Jose Ant-: mo Pimenta Bueno Jusituado na 1
«apoieao
3 sara
denòniÍQado
Pakcete,
luto
na acção das agulha3, ou, para failarmos mais'•*rs:Uí-j
}*,
. .
Castro Sobrinho. -— Como Gador, José Bernardo j „;tor). secretario do governo, o subscrevi. - Francisco |
liltoinatios. Para t iie flm dirigir-se-nâo por es-j
,, •*._ '
A3 ^ufo.-ar.íS »o So
,e*>>s y.» C\-i *'Joaquina Soares.
e juitifi-|
Como procurador do arrematante, Ber-l Antônio de Almeida. BacharelJosé de Miranda. dai^V^*™™^ não exiêe 1ue emqu-snto a ponta à&
. Lima, Feijó, Por-j _Caetsno Pacheco do Amiral com D. Maria dal T^dè*otóí,"rémÉttehdoos requerimentos àeiBrandão
tfsacelÇeHdauo, Joi^
«,u «Ja|,(
.
- N. ií
Pagcu 30S de\ Silva Rtis.- O procurador fiscal, José Antonio de|uma í,S'a'ha ds ura aparelho electrico da estsção^
caráò pia t*h'bi<#*.v,> do legistro do navio
e Samuel Hèisoler, fnardino Antônio Maij.
'L God>y: Diogo, Silveira, Bu.st.imanlo, Bran-1 Gloria
Castro
tíe
Salustiano
Antonio
f
trace uma linha, a ponta de uma,
?<¦*• ."iatiíi/. pi; s.wi i í.vium :,1
A\n,,-.-,•»-ii oe
Cnit-i-Prí»'Santos
<:r ie
sello. Nhherc-by, 5 de fevereiro da 1853. - Aravjol Magalhães Castro S-brinho.- João Alves Carneiro, f central de Lisboa
•-, li*-im
J>um, Baotisla
rat.Çi,'.awi
matricula d.* cquipagem, tu no caso do iaa.li terj ,„ F.,...
papuaiautdos..^.luioa,
da direciona
da
informação
acompanhados
""tra agulha na estaSão do Porto trace uma liní,:1
-Jo dccum;nto respecüro, devi
V,J., Goulart, Peçanhaj Li pes, Soares do Souza, ? Mmoil Botelho de Mello com Maria Guilhermina S zen(]a e do pare,-.er fiscai, aHm da mandar proceder; Felíozo. - P^gou 363 de eaiülumealos provmci.ses \ —Pagou 28 de emolumentos provinciaes Nitherohy. i
partido pala cópia
j
igual lontra.
os homens recia-j lagu$t0 dos SBtlt64 „ Veiga.
'Botelho.
dos süpplicantes ^Nitherohy, 5 de fevereiro ds 1863. - Meireles130 de jaueiro de 1863. - Meirelles.- Vellosi.- Pa- pe^mente
dameuto legalísado por ello», que
emia
de
de"bbouÍ(Íchimicos
Inrfebril
fabrica
produetos
Por emquanto o systema e lim>tado nos seuseíTei_
\süveira.
Lou
|na
m
Em vista,
lS100 desello. Nitherohy. 30 de janeiro de
_ D 23 a 29 d, CMrM|e ba -sa
nados Uzlh* paíle da du equipagem.
I ao exame de que trata esse parecer fiscal
NA MATRIZ DE N_ SSA SENHORA DA GL':RIA.
ims.-Vasconcellos
lhes
nao
porque só pôde ser applicado aos caracteres
Velloso.
tos,
Souza.-A.
poderá *
• desti r»'cLmuçriü casim justiücáda
m™°^*
fao*w ¦
de
Palmeira
D.
Zenobia
secção.com
Ao
conselhe.ro
3»
Jack^on
typographicos.
João
Prazer
disso,
além
j
|
' "^ | C0OTRATO DE 27 de janeiro de 18G3 celebrado com
J3^
ser denegada a entrega. Scr-Ihei-ha,
"
bivtriz no sant.ss.m , sacramento.
Umbrczrin.
[imperial, communicando, emreSp"s.
J.to,
na
dos
o
basca
a
de 13 de março de «863, celebrado com I Tem, como vimos, o inconveniente de carecer de
ÍÚSÚ EST£VE5 PENSA FiRME para a conservação da^GOStrato
prMo
auxiU
|
«
¦
J
para
-.*
^
dado tod
oe
^
1,37.
n.
Pedro Jofé de Mello, com Maria de Jesus. \6 do corrente, que pela líi
^..^ m/-wiiíi tumnínn5Píl!
_filho legitimo de Jos* Fern-.n
JoI, DA silveira freitas e jose' amaro caro so {cinco fios conduetores; mas assim mesmo coasta-nos:
desettúrês que poderio e.'í guardJd.s e mantido*. Manoel, 3 anno?.
94 consignado o| ESTRADA DA PEDRA, EM ANGRA DCS REIS.
2"
titulo
de
1862
seacha
§
no
dos
Rosa
Corniliurân-sP
nn,
r-Mnil-ríri*
nn
Eb™
Santos
-Sepultarao-se
de
nos cel!li-r*üi ?ü'
Damasia
o
da
d silva, para a co.mstrucção de uma ponte sobre j que está senlo usado na Inglaterra.
ObitnarlO.
„ M- d]dss a beneficio das
nas caiOas do pulz, n pedido o á cuju d- s agentes des dos Santos
Tendo sido rescindido, por fallècim. nto do comdt
ilIholeg,ümodeSe.|bücos
filho
logitimo
c
n
diw,
89 dia=,
,-.
mezes e 20
10mezes
o ribeirão denominado dcuj rios, na estrada de I O gaz e a electricidsde. compelindo e vencendo a
no dia 29 de agosto 17 pessoas livres, »|£^
C«los
, io
acima r^rido*, »«té quo f>s iiifíraos ageates Lnhaoj
e cioco pensões ao ;mendadcr José Francisco da Silva o contrato com
^JS,
dc,sabP!..
Instituto
de
Amalia
e
Çhvobina
s.S. fidí
fidelis para cantagallo pela aldêa da pedra, f força viva, são os materiaes mais poderosos do maachado occaillo deos remetter ptra sen priz. bastião José de Lima
^u-os mulos eque, nãatendo a pre-1 elle celebrado a 12 de dezembro de.i861 paraaconj
""
dos
<?0
mais importante.
annos, sol|
. .
J°ão Gonçalves Bastos, poi tuguez,
Be, potím.naosoollorecorcíts OCCatiàO dentro i ^***a
deJeru-i¦> Deter,minando a lei n. 1268, de 6 de dezembro de | chinismo
deliberou^soiv-ção da ertrada da Pedra, desde o port)
^.j
-----.
^..,52^.^1839,^0
se aprerenta no ciropo da incompetidor
Outro
F^.bre typhoide. „
doptaxo Uo tres m%%*%, contados do dia da prisão,
Julia, 1 anno, filha de pais incógnitos. ¦ teiro. ;*
*<*übr» "~
...
'poup ouantitativo pelos diver- 5 merim, no municipio do Angra dos Reis, até a divisa^ 1862. que o presidente da província contrate com
.
a
dpstrihu>5n
"
'
j
"
de
•¦ »t*°
"^S.S^Sfe
"Í0S' I
osdtWoa i«r&a vonto» em liberdade,
»""'
Antonia, 5 mezes o 0 dias, fith
Jm*
Crd..,
»]
s
»»«»¦
F,,,.f
W»
o
EIm.
Ce
8.
d.
Sü.-ei,.
Fjutó.
e
««.
a
cUBi
,.5„
pre.i-!
proviaci.
iJr^o
,»=, \
e
precedendo:
Í^ptu
^ SS
í
hole
™'J
imPuUo
empregar
ao
mtZTmm,
^^
Í2Í
íue
avi»o do tres<Hn» ao c.i.sul ; o utto
para
suffocante.
*\
âélíberscão,
Mosa.
Cat3rrho
sobre
de
uma
8
™z*5'
o nbmrao ;
ponte
¦
informará ? deute da província o Sr. desembargador Luiz Alves \ Silva, a construcção
a mnín \ D°ri9^
v
poderio ser' juina
Antônio
d * Firm.no
de
na
estrada
M8riaRosadas Dores, fluminense, 29 annos, ca-I.W
prusot de n vo polo mesmo motivo.
S.
Fidelis | vencer as distancias cu subjugar as resistências,
Rios.
Dous
j Amélia, 28 dias, fiih.i legitima
arrematação
Bello
denominado
mandado
de
Oliveira
Leite
porem
em^
f
MoSSlS
u*
pltSpSif
I
PlUl
Cunha
no ferro como na cera, ou na pedra-,
Cmttado, leodeiertortivet cummatido, »lém ie )*!*u* o de Emilia R- sa da
quaDt-1
*"
sada. Congestão cerebral.
trabalhos, servindo de base para as propostas | p3ra Cantagallo pela aldêa da Pedra, concedendo- ]"¦ trabaloanüo
-7 Ao 1° secretario da assemolea enviado cópia, esses
massa
mais flexível.
r
disso, qmlqunr crime ou delicto tm U rr«, • tu,
na
50
anuos,
como
escravo.
uai
mais
se
um
de
Baptisou
de
Mattos,
Pereir»
\
da
cobrar'taxas
Manoel
portuguez,
»«tpassagem por
concurr.lülfcS * de 6:000jJ ammieE fixido (lhtíS 0 direito
do
¦
nada se deve msis esta prodígio
^
menos
:.
,...,.
,
?_._,.._,„
*„..„!_...,..
_._,,„v-,i
ídooffi:iodacarsaramunicÍDaldeS-Joaodal5..rra,,
....
.
tum tòto Virinc.irftib.poU qua „ ttibUnslcomp©-!
A
¦
¦
-.;qne
..„..,.,.
,»-.„.
"¦
*¦
¦
-.-*'
*.
•
de
30
anuos,
reguladas
cxoedeiá
¦,.-.»
ypor.'
NA MATRIZ DK s. J0?e
,-,-. ;n . no soUreüiio c-ntrato. I-ji fio dia 33 úe Cit-zemuro uo:. p raz,. que uão
tonUi hsj.» proferido sentença sobre o crimo ou dcMend,s:
Gertruies
PortuÍf?^lf^0^
do
M*ria
Msria, Dh,
u_
.
Br«,la„no 6 m-». o 28 dias, filho I-gili*o de
T^f^^mSÕ\^^^^ dignado para a abertura das mesmas j
O novo ruot.-r e o vácuo!
Jicto \ eesta tunha tid i plena execução.
x
desde
á
aonos.
Tobarenlos^mesentericos,
.
a
que;
pertencer
provincia,
ponte
Penna
Firme,
kjolLo^.lgae»,
"
|deveudo
"_* *
_M
\^^^^^^^I^^^^^^J^
é
Um n:ixto explusivo,
causando uma detonação,
íip-=p*r,hBrffador
hr*vii nFra
__a stu '__
-.-._,-,:
-*
o exm Cr
...r. aesemDErgduor
prazo, nu\ia
m-sn-i f ÉJÂ^oaói*
findar essa nr«7<i
lVir.ir!o. 6 mezes e 4 dias, filho n
cargo cs _"
te apresentou para tomar
.
Íade cal
-,n™o_>,to_í_,v_,i
w
a
1^,.,-*™
vUin
rpcn-'aue
recu^
visto
Campos,
oarra
ue
wnportada
na
motora
o
vácuo
de
força
pela
servir
d»
|
equipa-jAnl.nU,
individuos
-,„
que^eixa
pira
quiífimem
p-ítte
t'cmal'1
os
.
. . np1, da ^J^,^ ^ preço e5tipül5dogSDJeit3n,0. | Lui.z Alves Leite de Oliveira Bello, então presidente _
Mi;u"p^
elSUQS V>^ o ,
imputo da importada pela
j
do -ptizeu quoa deierçio tiv-r logar,! Pon.cr., BaatS!
ordenado por.dèspacbo de 9 do mez ^cmna que se emprega-,
*
José Antonio do Nascimento, pernambucano, 301 ?¦?"
I"
\
gem, sub lita»
CommuniCQU-se á camara municipal [se a todas as cláusulas econdições do contrato feito jda provincia,
Itabapoana.
«rt.go
do
da1
;
estipttUçôes
j
presml*
pranciICOi c „,„„ e 4 ilhs ^- nj dg Mfl_ j annü9. Tuberculos pulmonares
,A* BXO ptóa<»«»
próximo findo, exarado no requerimento de 30 de j O^meio do d>ter éMnda despendioso, mas os rede i de j com o finado errematante José Antônio da Silva, jjpro
cfficio
da
Barra,
i
ao
João
em
resposta
S.
de
[de
houver
eitipuíaçõo»
con-;
1
nao
dids.
noel
10
Ribeiro
fluminense
Teixeira o «iu Fr.-ncisca Lydia Ma- I M»ria, filhi do Juão de Deus;
Art. I». Seiupw quo
I dezembro do anno passado, daquelles cidadãoSj que su!tados ccmpen?ão bem a despezt.
| que são as seguintes :
> julho ultimo.
•
armi dores, carregadores e d ruga.
os
Convulsões.
entre
pono»,
trarias
«SU 1*°, L!teT";"aTari" sfl°reg
i Jo5°'2 mezes e *8 dias.fi,ho natural de Antonío
*_
wm
_>
T3
:12___t
Am*
__
*-
i_»
f»
ÍRâSSCRIPÇ
m
_t
í
Mw™»«^w**<miutomnj^
<t^ v»»,v.»»-!v . ».,- -y*.
J-
.'
'
7*.._>*".,...
.'•*..' V ..-_-;*-..
¦:¦¦¦'¦¦:¦¦'
¦¦-.,
-.
í
estavão perfeitamente , ___,: I. egoeios do Bi.nai-.aL ...
E-flqusnto a machina a gaz dc acç8o dirc cia de, mano, sendo desconhecida a data em que o tal rosto. ver uma impugnação: os factos
Hoje, 31 de agosto, Terá logar, depois da audiencia
Banco ÜLural e Hypotiiecario
Academia Imperial de Medicina.
------munhas tinhão
.enoir cateco de 16 800 medidas do crlorlmetropor j'd animado e visto á luz do sol.
! definidos, as testemunha
dito o que ssbião e
do
ExtQ Sr- Df- 3QÍZ de orphãos, a praça de 12 esSr.redactor. - Lendo em seu Correio Mercmlil
SESSÃO GERAL, EB 31 DE AGOSTO DE 1863.
121
RUA DA QüITATXDA 131
•
Entre os sábios que mais discutirão o achado ei- o Íue não sab»a0> a P^iÇão de esda um dos indicia- de hüntem um
C&vsllo do vapor, e a machina a vapor do cenden.
cravos
menores
Théireza
Adelaide
do
ás
D.
eseripto
Bananal
artigo
pertencentes
acompaPresidência
do Exm. Sr. conselheiro Dr. Antônio
j
'
dos descontos será d'ora em diante para as j.
11(10 n mais perfoita rxigo 14,400, a machina de taremos Milnc Edwards o Elias de Beaumont. [ dos destacava-se bzm. O trabalho da aceusação devia nhado de uma denuncia dada contra o integro e Carneiro Leão e D. Cecília Hehtiqueta Carneiro , . A taxa
Felix Martins.
da,c praça de 9 %, fa caução IO
Os inglezes, provavelmente, pel.s muitas vezes consistir na demonstração de que os elementos colli- muito digno iuiz
i
hypo
de
Al. llugtn por mdo do vácuo despende sómente
Leão.
daquella
%,
municipal
a
cidade
em
j
Ordem
theca 11 % e do próprio branco 8 %.
do
" dia.
*'
;
9,000 expressas na meima medida por força de um quo tem sido enganado, com moveis c quadros que! gi^s na formação da culpa compromettião realmente qual Tem de envolta nomeie parentes" e amigo fe Pelo
municipal' da 2" vara, escrivão Caetano r T^r^Zr
>
juizo
I
„
,
S~T"J
o,francezes lhes vendem como autiquissimos, sendo]o
cavallo.
meus, é de meu dever prosar contra semelhantesIda Süvl, têm de ser arrematados, hoje 31 do cor- |&§$£%£_§cèb«.du*«V aprêmio de 6 % em | A mesma da sessão passada.-Dr S. V.De
j
!g?^^P|^*$£*<
* P°P * Pm0
Mr. Utigon venceu a dilllculdadc de obter a deto- fabricados em nossos dias, aconselhavão o congresso Nesse terreno, porém, não ousou a aceusação em- calumnias e pedir ás pessoas que não conhecem aos feie vários
¦'a*
-° de 3° dÍM S™°nÍ' sec*etano &8ral
moveis nor execução oue move Manoel l
j
**"?*
°S
a
estrada
*"
do
real,
franca,
misto
a
actuando
insUatasea
livre,
emprega
duvidasse,
e
onde
** 5:00°S
que
otçio
que
por
porque a queixada podia ser con- Penhar-se ;
Srs. Dr. Jt0QÍ0 clelaB0 de oií.eira Carvalho e ^áSdl^^PSSlíal^ Soares Zl"™''
^
í™
°U
°S
S°e
"minh3r
^
M
o
embolo,
Seg'3ra'
n?;°
iintermas
sobre
um
^
C°m ° £5^
corpo
sobro
C0a'ir-lhe'
nio
P0dia
*%&*
l«»l»BB«° ^í'Ça
^
» _<* Cândido Ribeiro Barbosa, su.pendão seu uizo pLto Ju ior os ouaes se achío no dtlSuSubfi o ,lT
81
P
P
__
Ossabiosseparar5o.se na duvida, e parece nos | • ** q» se transvia por veredas escusas procura; ^ de semelbaates accusac5es, nà certeza de
•»
- \W ^T ]Ur°S_i.cd.atto.
Attenção.
sj|
que"
'
^apitahza
os
das
confundir
tudo,
contas
dessa
correntes
a
ver
se
balburdia
tira
no
fim
de
a
célebre
o dese- j estes digaos caracteres virão em breve á imprensa ! PeI° Juizo m^Qicipal da 2=- vara, escrivão Caetano ]
juros
queixada que os reuniu em Paris não ]
A machina do M. Ilugon, chamada por tal metivo que
tri tf.» na V, « r. _._._. JÊm Z — __.
_t__
_!___.
i __!____ n*«l _ /.a . «2__-t ___ _IãÍm m _.«S £___ n___— _4f_.__.S._'._.'_£
*"
amestre cml, e feciüta a retirada de quantias «) De ordem da Hlma. camara municipal
teve
as
honras
de
ir
1
o
museu
da
do
escola
de
me31
Ía*°P»rtido:nãooddxareiirpordiimte,heideemfda
Silva,
tôm
dia
de
ser
arrematados
no
pira
funcclona
desta fôrma:
daacçSo Indireoti,
^
sem ffig prévio, segundo as condições g) convido a todos aquelles que tiverem de
dicina de Tolosa, onde algum dos nossos leitores.se bargar-lhe o passo, e restabelecer a discussão no ,çio ao
09 Dâo conhece.yisto queparaaã\C0IÍSD^ Tarios moveis, por executo que move ^ulares™ concordar,
comprar prédios ou terrenos dentro dos
Qaindo o embolo tom chegado eo termo da sua
publico
que
§ limites
terreno
amplo
e desassombratío da verdadeira inda cidade e seus arrabaldes, taes *.
^ ao facto do Eeu caracter e ^ag u] | Manoel Franéisco dos Santos Deveza a Antonio Soa-femlfs
carreira, entra no tubo a quantidade dc agua tuflí- viajar nessa direcção, pcd.rá ver os r3stos antidilupessoas
que
Và cartas de aeilt° sobre as casas dos Srs. Fon- ->^ como Catumby,
strucção.
f
vianes
tirados
Thereza, §&
morro
dos
abysmos
se
tôm
cavado
em
Pínto
encher
^res
lu^oi,
deposito
no
se
achão
os
o cylindro. Fecha se o orifício
que
limas occorreDCÍas do Binanal, é mais que desàepu- j seca,
ciente para
~ de Santa
"
j
quaes
Cattete, Larangèiras,
Santos & Vianna, e Antonio José Pereira de
Cie- &K
Botafogo.
-S.
Recapitula
,
a
as
circumstancias
algumas
recorriJa
todas
,
I
cavernas
blico.
e
dos
Pyrineus.
;
entrou
_
onde
esta
agua
c abro-se o quo lhe podia
cessaria qualquer explicação.
grutas
por
mente e Lagôa, a virem previamente inforMagalhães,
em
Lisboa,
Mercantil
e sobre o banco
I
que se ligão ao descobrimento do cadáver, e de í Digne se, Sr. redactor, publicar estas linhas, com i Hoje 31 de ag isto
eJ mar-se na contadoria da mesma Illma.
dar sah.dn, e quo Bcj do mesmo lado, eat.bfllecendo.
(Do Commercii do Porto.)
pela joizo de ausentes será ar- | Portuense, e o Exm. Sr. visconde de Pereira Mal.dos os indícios
camara se taes predios e terrenos lhes são
na
a
iza
;,,
$3
pesquiza
--*¦
„„„
mn;,„
nK-.-.„:-:--í
.-,<.
«.«
Ptf
^rematado
que guiarão justiça
no assim uma co-ttmunicajlto com o gerador, cnie o
. •. ¦ ¦ —
10 que muit0 obçCÍIUÍari ao seu etc.
"¦¦"'I
um relógio cim caixa de ouro.pertencente chado, no Porto, em virtude de valores depositados
foreirosem eraphyteuse
ou subemphyteuse,
do
p)
crime.
a
abunda
aceusação
Nisto
terreno
e
re-j
acsba
su
de
i
fizer.
vácuo
B. da Bella-Vista.
|ao finado Francisco Alonso, o qual e.tará patente em conta corrente. Secretaria do banco, 16 de junho $£ embora o vendedor lhes afBrme ou exhiba
larga_enlc
incidentes
fizerão?
toáos
03
(produz
que
Neste eniíjo e ns »,ut'a exltcmi-laJe do cyliadro,
de que sào próprios. Deste
Rio de Janfiro, 30 de agosto de 18õ3.
PUBLICAÇÕES A P^^TDO
,ia 1863.
.c..^ - No
m impedimento
,. • i.i J.i de
a **
íf§ documento
| no acto da praça
de
modo, e com muito
do. secreteno,
í dpsp._nt:r as terríveis suspeitis contra os indiciados!
o ortticio de adml.são dessa cxtrcmidndo ebre-se
*
pouco trabalho se evi¦
França.
.'
( •. hd taráõ pleitos e complicações futuras, dentre
para dar entrada a uma porção de ogua, a qual, em
>*ia
I
, NeRfldos do Rio-Vrétd.
Tributo de respeitosa amizade e
|
; fl_ as (Iuaes a peior é a nullidade da eoniDra
Em {executores.
s'gur!a vem a historia das correntes,
vic-s
consequ.ncia do próprio pso c da pres.Si ntraosBanco
&< em a ord- do üv- 4°> tií-38 § 1-°— ° ÔÍ
do
iSrasil.
i
grü-iidão.
nnEVE
resposta
Ai
razões dr reccks. j-r-fí. parte'tiriossmeute .xnlic.da, a roçada j da copeira, etc,!
i«t®
erocurador da Illma. camara, Antônio Car- &>.
phettca. faz preiílo na face correspondente do cm.,^T.r.i-iic
ta
ct-t
DA ACCUS.ÇAO CONTRA AST KM IGNACIO F1.RRAZ.
Tendo o Sr. Dr. Ignacio da Cunha Gslvao alie- *
I
adoso Vanna de 3arro3. F. ^"
S
Sepultou-se no dia 26 do corrente of Romàíia datPénlia
todos os outros •episódios
bolo, que se precipita na dirccçüo do espaço que está
ie »j
qu-. derao aos aceusagg
I.
dores a certeza ds que o crime Unha si Io planejado Exm. Sr. marechal JoãO José da Costa j A romaria da milagrosa Virgem Santíssima da 1 gado perantíi a directoria do Banco do Brasil quet^
vasio diante deste.
^S^S,Wg, CV3 SV5 p;íiGkS ev. sys ©VSSiai
O publico tem conhecÍT-ento das razões cora que -e executado por gente da fazenda d- Santa Clara
Pimentel, que foi gloria do Brasil, hnnra ?euha' terá losar 9V dia 27 de setembro, com toda peroèra o titulo das 16 ocções que possue do mes-1 ^^^^^^^^^2^85^
Por um movimento de gaveta posto cm acçüo pelo
e
°
brilha^smo
mobanco.de
do
requerido
costume-,
es
a mesa
ns. i'.7.155 a 147,170, e
meínio embolo abrem e fechão os orifícios no mo- instrui o recurso que interpoz o Sr. Antonio Ignacio j Sfgue-sí a apreciação de todos os f-ict-s que, no da pátria, precioso esmalte da boa socie-la pomp3
AiraniScga do Mio de Janeiro.
perà o comparecimento de todos os seus dignos ir novo titulo, faço publico, para conhecimento dei
Ferraz da sentença do Sr. Dr. ch.fi do p.licia da ¦ sentir da aceusação, iaiicãoquo a in\c">ativa do ddde.
monto próprio.
com o prazo de 30 dias.
*
mãos e de todos os fi.is e devotos, afim de com quem convier, que fica de nenhum tffeito a cautela
E' fácil perceber que o gtrcdr í a parle principal provltida tíe Mina?, que o pronunciou como E-an- crime p3itiu do Dr. Gabriel, que o mandou execuboitax.
A hiographia do general glorioso e sua
tornar
aqaelle
N.
101.—
aoto
mais
solemne.
n.
73
Pela inspectoria da alfândega da corta
passada a 10 de outubro de iStii, e que destaí
da machina. Devemos, portanto, dizer alguma cousa dan*e tío assarsinito de Manoel da Silva Pereira j tar, e tratou depois de a^agir os vesiigios que pu* clemente, deveria ser gravada em letras — presença
^az publico que, achando-se as mercadorias conO secretario, Mangueira.
{' data a 30 dias será expadido novo titulo,não havendo
'Jenuncia-lo.
a seu respeito,
|se
Júnior. A aceusação anaiys.u o meu trabalho, e o jdiss.m
de ouro, e em pyramides de granito!
reclamação em contrario. Secretaria do Banco dolíidas uos volumes abaixo mencionados no caso de
todos
esses
8CciiS'ção
de
A
Mercantil
occup*-se
largamente
troux;
a
fa
19
d
Correio
lume
corrente
o
honrado
até
Consiste em uma letra da fótma do um V, tendo
Sjndo virtuosíssimo, probo,
j
Brasil no Rio de Jantiro, em 24 tíe agosto de 1863 £ serem arrematadas para consumo, nos termo3 do
des1gus.es cs du.sha.teos. A mais curta ciramunica o resultado de suas penosas locubrações. At.refado! Essumptos.c.ja discu3sãof-iciIm nte _e comprchend»1 o mais apurado escrúpulo, morreu po—O secretario do banco, Aíü-ioei Marques de Sá. pi caP- G° do tit. 3° áo regulamento de 19 de setembro
_—
.|de
com o cylindro da machina e a mais longa com o como ando, só h j-, pos.o acudir á imprensa e dizer'que vem deslocada e ínopportuua.
1860, os seus donos ou consignatarios deverão
bre, mas querido, sempre amado e senP-.Gviiicía do Rio de «.auaiw..
finalmente
á
tonta
depois
algum.s
oecupa-se
de
divagar
E
respeito
dessa
a
reservatório da agua. R' na irai. curti qun ío inpublicação. |
palavras
Companhia Kiílierohy e Iialioimeffiui. despacha-las no prazo de 30 dias sob pena de, findo
íidamente chorado por aquelleí que de Pek secretaria da
|
presidência da provincia do
Ao pas«o que a aceusação procura deprimir e I do recor;ent3: ess.lingo arrazoado faz lembrar!
flsmnia a mistura gaze. a par meio da faísca clecelle, serem vendidas por íua conta, sem
o tratarão.
perto
fornecimento de carvão.
|
avisj-se
Luiz
que lhes
Janeiro,
ao
Sr.
Manoel
GonçalRio
de
Icerícs
ruiu
omesquinhir
no
seu
conceito,
o
a
respeito"
trabalho,
deexordios
ext.usissimos
sermões
que,
trlca ou de um bico de gaz, que ahi 6 levado por um
competindo allegar contra os effeitos
abrilhantada ve^ arrematante da construecão da
A
historia
do
ficará
Brasil
.
|fi(lue
""°
desta
P
.
,
o
sobre
Recebsm-sepropostasparaofornecim.nto decar-|ven(_ja.
não passn de uma cotnp;eía mexinif.d. ch.ia de de- Ide uma virluJa, ou de um grande feito na historia
"
ponte,
mechaniimo.
feitos
com
os
do
illus
re
e
homem,
grande
rio Mambucaba, no logar denominado Registro Ivão de pedra para o anno de Í864; as condições
Instantaneamente o cylindro fica vazio e o «m- clamarõ.s cômicas e vagas,-eu, pel; c..ntrario, re-Ido christianismo e depois minguados, rachiticos
Armazém n. i5
csfjrço heróico, os predigios de imagina- _ c estirilÍ3.imos d.sde que o pregador entra na ma- que a pátria perdeu.
o
conheço
Velho,
que se lhe precisa fallar. Secretaria da pre- jachão-se patentes no escriptorio da companhia, e asl Marca F M B : 51 caixas,' vindas de Bo-deaux
bolo aspirado entra em movimento. Ao mesmo
Perda irreparável foi essa !
sidencia da provincia, 19 deagosto de 1863.^-Dr.
devem ser apresentadas até o dia 5de|aa galera franceza Imperador do Brasil, em6 de
tempo a agua, forçada a ir para o ramo ou braço ç.o e a fertilidade do adversário, no afinoso empe- í• tíria.
|propostas ao meio-dia, sendo a
Por
mais
soube
apreciar
o
nhodedarvuItoeproporçõ_sap.qiicninosinci'Jentc3.
e
respeitar.
ouza
Ribeiro.
("|setembro,
opalguma
cousa
quem
em
a
necessidade
de
e.crever
esta hora qüe elli.sfju.ho de 1860, consignadas áordem e F.'m. Branmais longo da gerador, chaga ao reservatório, e por
devem
ser
abertas
diante
dos
e será | d^n e Ccmp
meio do um movimento de circulação continua passa quo, quando muito, poderiât) constituir indícios re- ípn.jçã;. á3 razões do recorrf-nse obrigou o patrono
proponentes,
E?»!ra„aile ferris de S>. Pedfo SI.
motos; cu admiro até a ingenuidade e a boa fe com \ da r. corrida a um esforço; e, bom ou mal, catando
vautajosaV
a
for
Marca BC & C: 42 c.ux_.: vindas da lUáa m
mais
Janeiro,
Itagaahy.
Rio
de
•Iternstivatnenta dos tubos para o cylindro e do cyPreferida
que
A directoria autorisada pelo governo imperifti, j
j
que, depois do uma estiraJa diss.rtaçào a respeito = ,.qui e aü_ eil-. pôie estender nas columnas do Cor28
di
agosto
da
brigue
1863.—
O
Joao
-4n.o..i"o
secretario,
nacional Maria Alficdo, cm 4 de
lindro para us tubos.
1'ARA OS EXMS. SRS. DESE-lBARGAnORES HA CURTE.
|
cór.ff&Ja os Srs accionistas n realizarem, em virtud
julho
de Figueiredo.
( | de 1860, consignadas á ordem.
O vácuo d o cylindro póie variar sfguniu a mis- da inimizade, o prcpiio patrono di recorrida ia-\reio Mercantil a arenga confusa e prolixa a q'ie
Tendo o Dr. Jo.é Jcaquim Rodrigues Lope., juiz dos aris 7 e 12 dos estatutos, a 9a entrada de 5 %
voca
a
opinião
do
Sr.
conselheiro
—
Ramalho,
! Marca LB: 85 caixas vindas do Havre na
e que serão tudo
que!chamou— razõ-.s de recursos
tura quo produz n detonação, dosde iO ato 10 centigalera
-Loteria-.
considera indício lece a inimizade, esiuecido de quanto quizerem em relação aos outros réos, m3SImun«apal deste termo, sido condemnado em pro- do capital, ou 403 por acção, a principiar de hoje
franceza Paulista, em 6 de fevereiro de 1862, conmetros dâ mercúrio.
d^.
s.tembro proximo futuro, dirigin-í
o art. 145 do nosso codig. do processo re-j que nenhum alcance tem em relação ao recorrentere3S0 por crIm0 de "sponsabüidade a dous annos aíé o di;. 21
O re=to de bilhetes da 17a iütç.ria ua Imperisl Aca- j signadas a Dreyffus Ainé.
Bitrl funcclonando tm Paris uma destas msebi- que
:
esse
fim ao banco Mauá, Mac-Gregor o| ,
de
suspensão,
e
appellando
p^-s!.
o
tribunal
da
para
relapara
commenia
se
não
senão
Ignacio
S
Antonio
Ferraz.
I
mia fa Müàica e Opera Nacional, continua n \ Marca J ancora R: no caixas viudis do Poito
que
pronuncie
qir.ndi
nas da força do 4 cavallos, cujo dispcndio dc gaz 6
d;z que ha de ser Pcr Í0:C-'A aDí<>!vido fa despeito 5 Gomo., na rua da Quitanda n. 143, oude deveráõ | vender-.e em
¦ m:s é claro que
concorrerem
indícios
vehementes
isso
F
facilimo
o
de
demonstrar,
o
será
object01';:!°
casa do thesoureiro, rua da Quitanda ;na galera Joaquim, em 30 de julho de 1862, conj
tto l,r»0O a 1,600 litro? por cavallo.
de outro artigo.
provas as msis terminantes do crime que com- apresentar as cautelas que possuem; e para conhe- a. 144. A roda anda na terça feira Io de _etcmbro signadas a Pereira Martins e Gssparino.
cite
deve
em
tudo
abster-se
das
das
regras
e
processo
j
Uiiiist 0,50 do sui força theorlca. Certas modldos preceitos eshtuidoa r,n l,i. Que importa que na
fm'tteu) pois que conta cm a influencia de pre.ti- cimento dos mesmos Srs. accionistas resolveu adi próximo futuro, em a Santa Casa da Misericórdia. 1 Marca J D & B eu-bàix.: 12 caixas vindas de
Cm,los Arthur Buscu V.rell..
flcaçòM na C-Ustrucçio talvez c meorrio psra que
cadéj (J.s íriducrò;S (que nn l.vp.tl^s. dos aut-is» ^_—«___-_-__. Smosus pard-tes pata com os aliás honrados Srs.des-|rectona transcrever o sfgumt. aviso do mimstèri. Rio de Janeiro, 29 fa ;;g.-t_> fa 1853.—Saiu mino iNe-Vfr-Tork ua barca iug.eza Evthem, em 18 de
se obtenbão multados mais econômicas.
remontSo a 1851)',
cattiio quebrados,
|de fazenda.
cu não»x;s-l
n
ti»
Praça
Ferreira dc. Veiga.
,
.^uuu.
__ do commercio. í| emb5rg..d.jrí.-s.
(• [julho de 1862, consignadas a G. N. Davis.
As nsçtVs, «rm quefelta o combustível mineral,
amigo
i rslini.terio do3 negócios da ...z?n<_a. — Rio de JaO
da justiça.
tissem nunc-, oa u!o3 que prendem cs f-cios isolados
_
Marca Vi e C: 170 caixas vindas de New-York na
í
deverit prtuar a mais séria attenção n esta* ma|
20 de. agosto de i863 • Respondendo aos
& cat-strophe que todes lastímamoa ? A imaginação °ER ALB,S0 ,UQvm L0FE5 E cs SECS PER?EGUÍD3R?S
S&ancò do -Srazil.
|neiro,
u
nos
sons
istuia-las
dilTerenUs
;p<.rf<:ifbarca ingleza Eothem, cm 24 de, julho de 1862,
chinas
da directoria da estrada de ferro dé D, Pedri I Tendü 0 Sr. Francisco Alexandrino das Chaga, consignadas a G. N.
supriiá tcdis cs lacunas, o a. concluso a, embora] \ Debaixo d ;st - titulo vem um comr_unic.do, í:Gn-<j
-.__í>í_n...
Davis
|officÍos
<• mwifa'.
.,_ . .
" | ..
,,r. ., „
e 13 dol— _ .-j j_ ae
' próximo
datidos de 30 de julho
illcgiiiru;.s, ou fllhis do falsos princípios, ccmpli-jt w. assignado— Timon—no qual ss pretende mo-1
passido
r"
J,
III.
lesiamenteiro
marca
ao
raueciuo
vv
&
_
e_
conegos
qu-uaone
ao
sr.
capitão tim TiiF.o joíe' cardozo dk
por baixo: quatro caixas, vindas
. Ir,a
.. .' V...
V
Se, ccmo ò do esperar, provarem na pratica cs torio
,
o resto. ISai te tratirá do vimm et n-p rtum : ralisar os males que fl tgellio e.te wiis.ro torrão, aicorrentr, e saüsfezendo a requisição feita p^lo mi-1 joaquim Mariano do Amaral Campos, írepresentad 1 de New-York no Eothem em
í
abranches
' julho dê *r
2i dè
]
reíuítados qnr. ioannunetãn, a su. introdacçlo cm Virá a
1862
de Agricu1tura' Commercio o. Obras Po -U directoria do Banco do Brazil que perdera o titulpi consignadas à ordem» ""
fantasia, alandos-.bre um tíhosinfoime tíe: cunhado paiz constituid< e liberal. Loav.ndo eu'; Pergunta-se
ao Sr capitão A-mnelv-porqu* não ?EÍsterÍ0
Portugal .•;!.. d«: «randü ventsgem pari nlndu.trí:i.
declaro a V. S que oi das-.doze acçõ;s do me.mo banco, pertencentes -ao I Marca J D: duas caixas
vindas de \'ew-York em
Em Frasca tíescibrlu «o um novo processo rio conjícturasedepreiumiçòis^rraiicar-lhedoseioa «utoo seu .-.utor, lembro-lhe que qusira addtcio-í p3g;j a StU cDnbado"ai mporlancia deduas tropas [blic38 cm 25domezfiuda,
verdade
conüuuação üe s u communicado a historia da
pura o csnJK.a, quo é íilí,-a do té»: quoimgoverno imperial autorisa a chamada proposta de|düo finado, de ns. 101.247 a 101.264, o requerido! 84 de julho de 1862 no navio Eothem consumadas
\
^^
1}lB
abünou
ba
em
s
e
roc
Desta
qus
j
qua]
graviiM, iscado na efilriidade diff :rent-j dua aciiios
ç„3
jnará
'
porta, s«a todo o tramo 6 prrcUo vencer? j Mi.ga pobre e a advogada na causa de Bento Pereira {iya£je fle abonador es Dacr.u nar falta dn abonado iOfiOOO por acção; c bam assim consente que a inovo titulo, f.ço publico para conhecimento deláordem.
pare ot> difT.rrates mi-taca.
"tí*
dos
As
r-zõ
.
valor
titules
com-1
da
is
sustentar
o
A'eces,
em
directoria,
moralisando
dtf
,-a
/.
dous
Umbsm
do
de
nenhum
esses
Sr.
convier,
fica
effeito
a
1
Antônio
cautela
que
p
p;oduzid;3
para
í
qU«ím
que
Marca V A & F : 50 caixi^ vindas fa P>
j seaúo U£ua em ,840 e outra em i8íi _
O 6uior <'i Mr. Vial.
|
h <
ípanhia declare aqueiles accionistas. a quem não Ide substituição fa n. 231, passada a 7 de maio I na barca nacional íris, emi fa setembro de. 862°
Segundo t» m.u pr«ee.-o, o dcítnho ÍVtto com nmi Ign....io Ferrri tr2o de rigorosa e irrecusável pro-|flCt"s lão scua conhecidos, de uma só c.-<jad~ia ma
Um curiozo dc Quelu
f;corjv.mha realiz.r a entraáa, que podem permutaride 1855, o que desta data a 30 dia;, será expedidof consignadas á ordeml
'
tinta do uü fa cobre sobra umi folha de /inco {óJe cedencia jurídica; a inaiy-c do pruce.-so na part: í bírá tni; coelhos, e p.upa ao ab-ixo a çnado oes.o TrJ.>e*JS—*m*l -. . .-W-J^—*«!>#^att&&f&&f_*S%&mV*m -wj.:-* «-- rw-, *..**-;lha
dizia
respeito
es.i.cgava
trabalho.
ccmpkUmtnto
que
aí
ias suas acções por apolicss de 1:0008000. computadas! novo titulo, não havendo reclamação em contrario. | Marca VA&F: 22 caixas vinías do P trt
transformar oa tragos eu» releves, mediante o emE?ana<aaS de Itagualiy.
accusaçÃo, demonstrando qu; pira vingara prenuu-!
O primo di prima.
ambos os títulos, devendo, nos casos em qual Secretaria do Banco do Brasil no Rio de Janeiro, I barca pertugueza Joven Ermelinda' em 16
pr«»gj di .icíIo azíitlco, *>m conseqüência da maior cia nra
de julho
|ao p>r
'
'•
a
Muito
fragilidade
humana
!
miiícr
trucidarem
toáas
os
noções
póie
da
dirr.to«
valor
das accòes permutadas contiver fracções de|em 24 fa agosto fa 1863. 0 secretário do b.mco,
aíBiiIJado üo ôcíil.t atotteo pir»» com o zinco.
Í86_, consignadas a Pereira Martins e Gaspajo
|de
"Icontos
Tuíío euá a-ulado! Já os büheteiros tambem es
da réis, entrar o accionista com a quanti*IManoel Marques de Sá.
Couli.ce.í.o* fa mesmo autor um curioso proc.sjo penal, que, tío mesmo modo que auxiliSo a justiça
("Irinho.
O Jv. eonselbeiro Tavares.
-\r;„,„
crevem
na
seus
ardguinhosI
i
nã.»
do
causa
£.-imir.i-i;riec.-5S,r;a
cri-nce
subsequente
porem
exactodej
pesquiza
urn
numero
tunicão
do
de-.
„
c.
,.
,
completar
Sem marca : . 1 sr-ccos vindos fa Tiieste na barca
vmte
p,ra
ve
fi
n
para reproduzir as gravura» antiga?.. S-uvem lhe do ,.
annos
u
o
'
¦
Sr. conselhairo
."""/.uuuu
guard
do innrcenta no n-t-ín ;t.
i . .,documentos
ç.o porque jí vi uma professora tramf-jrmar-se cm ap' lie- s.
h.8.i as trans{iosiV».s, as prtcipitíigõísm.Ulica», e Iinquente,.sa j a s.lv-fuarda
^_._-_.;;_^i>-y_^-ifei;.aa5
G":eUu, (;m 21 da julho de 1862, consiTavares
os
concludenüssimes
, . de
f
que pudeumaluti desenfreada
^fsustríaca
Nas horas da Collegio tocar castanholas, I Deas guarde a V. S -- Marquez de Abrantes.—
interessa que se checão, blicou> cmfim> hontem
;p;lh.;ço!!
tombfm a afilaidade tim ácidos para os metaes.
&
ordem.
)^?guad>s
\
v^Jnrnaldo Commercio.
Arsenal tíe jçraes _*a da côríe v_v_. _•
— llio
T.aii'pirli so para nma ch.pi de aço por meio fa ódios inveterados qu. acórdão o dc perseguições i E T,A, qní t.nt,, lardou a fl7, ,M c„llh£C,r? Som dançar o fandango, recitar o sermão de ?. Co.lho e:. Sr conselheiro Ctiri.tiano B .nedite-• Ottoni.
Sem marca : Tres barricas vindas do Tri-.-te na
ABASTECIMENTO D'aCUA.
C. ... Ottoni. |^
ou.ms counnhas mais!
?[fa Janftiro, 21 eis agosto de 1863.
d» ü. liij de tircbentlai uaia gravura antg», e qu i surgem «wacaat.ni, nu insinuào-se traiçoeira3 \ 0DviJa p,ra n5o rc.brir „ feriíja3 dc sua
r J ;uUs.
A respecli.a direct ria rsçebo propostas ||!^rca Gazeile> a? 21 de julbo de 1862, consignada
1
,
.. ..
E se horueü. quo s=í tnn.formou em flor. d s quem \ presidente. D.. A. P. Lctão, secretario
,
.
f-.j^
m<.ttern. o chapa imi um banho 'Ic ncídu do sulphato o mascinrl.s.
^Sí
recordação, e p'ia religião e respeito cue on.- È
„
dia 3 do mez de set.mbro próximo via- :'-3^ [aordem.
5sima
-..-., no
Os Uctos commc.iioralos
*-i ,. c r . ¦ i
>'¦'"-t Marca
-r.-.n1-".
..ia as
¦•= ii,i noras
~~
V,"
:
no Diário de 261
i ,,.•-,«,!aa manna,
>
i-a pronuncia e reergui - \ s,.grn .-,.,, augusto üna io a quem tudo dev«u. Só de falia o bdbeteiro em seu artiguinho
mr. o.> jâgig
,..,,,.,, ate
~^:>
i.inha, para
fllarca
Cíí-;.2-_.-"tv_o.
B^qouro,
fo qti 1 so precipita sobro o íço c-im o
b u eütielaç.dos:
.
3 ssecos vindos dr»
,
,.
,
,.
:|K!
dos
??.
deagosto,
nao
dj»
a
fflft.
his-3
s
sim
a
isnas
secca
tempo
suppnmento
„
historia,
á
de
d'_gua
em
,
.
r«Õ3s da recorrida não tôm ligação|civilidade conhecemos o Sr. TnvaiC5; mas na apre...„
po
.._,
,.
„
[
p
n„,„„
.,
,.
™
porem
pertence
seu ii ilho i ittthco, «cm t..i__r nos tra^oj fa fasebaica
Jomn
ue
Qn»n-|^
Erm^mda,
.ao
aifferantes
object.s
tratar
dc
em 18 de setembro
.
par.
Conc.ição, ^s|
toria n-.s dá matéria. \arci_¦.; foi amado por Echo,;.
, na
¦
^ atí
^®l hbfím de armas|a fortjieZa da Lonctiçao,
«li-*- Om i> > <i<i t u\ pira o . cido laute efllnida !c 1'gica o natural com o f.cto princtp.l, n.v, o cxpli-jCiaçãi geral este h mim é om volto proeminente
de
SS62!
1S61 c msign .do_ a D F. Cunha Gó.s.
ig| |
horís da tarde.— BgS por contrato celebrado com a dita direc- ís^;
( „- àoy
Ar íç*s, no dia Io de setembro ás 6 J4 ,
não amou, sempre ro-i-tiu ú *„
«ea-cao
ca), nem poderia, tô-í. determinado. Apreciados
tp0rÍ3M..rca A EO barricas vindas fa Lisbu-a no ii
iusirucção. serviços e inab^vetfirmeza de p•.•r?m
|^
':°
quo o cntiií', 6 atacado wti mais populartroati» ri:«ped^nt
Corrê^
Sjlü_jporSUlt
<fa t3dos ínnocent s, c eítâo n Cüberío'
amor. A historia áo- delírios amorosos
ggÇgügg^g
dessa nimpha i
.-JÜHÍ.--U..J-IÍU-;.
_. . ;,j-j
Aa
A.j propostas
aueri.s ern prts
sbra ,> aberUs
.nça j||
A
^g . oortoenez
proposta, s&rã
Abreu
c,.dôdebitj. dn dosíuliocom lt»:fa ifisUnluieidade tooladaraente,
r^â
caracter. Sa ell* não comparece «o bulido das soj em 18 de ¦> ¦i."».uu.iooj).con
portugue2 .:¦¦¦¦.'
fo
~
çrn pres.nça
doss proponentes, devendo declarar
&<b
ü^-r&iiiiisett.fsi:-.
Í3rasileira
_
as mu - ^ ¦(.&.
ocfídaíie
discorrer
ésuflicieute
sobre
o
assumpto:
da
|
camara
porem
para
jurídica.
ignadas
a
com quant.i o depcsit. so Ul
Mendonça
e
'
Irmão.
"lil
jci-d-d__, ú que elle mesmo lem suicidado sua proJa-í
doa
mesm
33.
i^s
i
observância >ia expre.sa determinação ''°|:^;raA_
Ancc
Aaccutaçao
para que ? _e já não ha aiajphas q^;e pr slem ?!!...
.eniiu o rlcance das alUgiçõs di
soas a qoem coi vier a ex->cucao «a 8 Marca A : 4t5 barricas vindas do Lisboa na barci.
prij importância, ofastando-sc de antigas e slías Apenas ha Narcisos
Kst! p i.;;-M-. cou.tílu i Umiicm um novo g-nnro def sa b ai. i <ip^rs'guiJa
c-p £° do regimento interno, ds ordem d.*| 5*^ <•-leste fornecimento
t
i°
_ó
arnão
a
sua
e
Naiade
que
ató
cs
compareção p.a-.i mais |§f portugueza Cota, em 28"
üliimosin.rin-[relações,
;
desgosíoso qu: vive ...io ostracismo em
..
.,
•..--,,
de oulubro-j de 1862, con
,.
dc gravu-B. i;orn i» sua applicação bista, para qr..v.ir, chi.i.aniantos,
não tevu comtudo abncg.ção bastante! que g.me, sujeito ha vint; e tres anno-. Agora, no saiiem cooservjr--e n :s ii-rdt-» do jurto e honesto. ; Exm. Sr. presidinte, conviooaossrs conselheiro••„ ^m esclarecimentos na. respectiva directoria ^|siB.ri
úg<l'>fa*
a
Slend
>nça
e
Irmão.
dia 2 dosupraditò m%.
fpá.f
proced-r sí-lmi oaçiai» t-ariíputo h.liogrr.phlio, para confiííar o erro n ceder-no? o csmpi;
Embora queirão tí--sca;rcgar sobre elles su.s j-ds, | c ¦!= iíos a se reunirem hoj. pila ? 6 horas da tarde, na I H| at«,«.ioretaria
do arsenal de guerra da côrté, !%É'i Marca M: Uai sacco viüdo do Porto na.baree
S.
......
,
procu-!intento de guerrearem sua eleição para um logar, ii.;nr.o
,
r.
.-•¦¦;.
bítume da Ju!«.. ph itographico (io- meio do pra. rou, na confaiao
a|
da
do
rua
da
rua
Areai
Formosa,
t.rro,
casa
esmo
e Narciso Beará sendo sempre flôcl]
para
por
de sua darrots, um .brigo precário \ todo elle bsnevolo, p:. palárã ; c.'lum/iias virnlentss
em 29 d(. ag.jsli_ d(J l86:Jfo_ N,. itnpg(ji: ^i| Joven Ermelinda, em 18 de -aombro da 1862. con
chlorurtki tío f«rro, ou desenhar sebre o íço cem á sombra
—O Io secretario. ^ mento fa secretario, bicharei Lmz An í&?!.
^
de
de
verifle.ção
poderes.
da b-ndeira quo tinha hasteado-, quiz reer-. que, quer no campo político, quer no foro da p-obiTlrcsias íses-ã.
| ^ tonio Lacombe.
í^_jg Isigroada a J. -franéisco da Gosta.
tinta'da Cairia tu com Ispls preto, íl-.atmeut« com
?•
íSã
);
Posa.
í
M.-rca 8. T : 40 caixa, viuuas -le Li-.boa na harca
guer a pronunc'a, mas nn > o c.nir-guiu. Idade pessoal, muito o o--\jã. mag -ar.
^^ gS! I
qualquer corju quo resluti aodppo.ito do c.bre,
'WlWMM^l
E abi estão nas columnss do Cor^io Mercantil as \ S-is uma burle-.ca tx.lusão poatugnezi, tambe m
P°rtu§ueza Estrella. em 31 fa outubro de 1S52, conCaixa-?ia.
WÊÍA
dolx.tndu«ío etacor pelo aço o com cs corpos qoe derradeiras allegaçõo
i do adversa-io, att sbndo os t adrede invent.da ? Não está cinda presente á meme
í signadas a Ribeiro Tesicrff.
Vs;
.rar
do
Io
até
da
ia
ss
8s
l_g?,-se
Caixa-Pia
pen.ionistas
ptüwift dfjpolir o .fi por partos qua se gravem apuros cm quo elle achou-se.
í__ip.<;io do s«IIo
j ria dos que o ièrão, o merecido elogio a esta capaMarca AR: 30 saccos vindos de Lisboa no lugar
todos os rr^£- R:°' -9 á* sS"-t:' õa i863
Foi
nomeado
encommendado
vigário
i,i;;
da
fr.
depoh quando a chipi fo.* mergulhada cm um banho
guezia
Tti.o quanto eu escrevesae tm f.vor di causa cida ie, p.b Exm. Mendes Leal Júnior? Aocrovaem
execução
Achaado-se
deipõrtugaez
o
det-rdo
Júlio, em 20 de novembro de 16üá coun
3J39
Ibísjurehú.
Soares
Ribeiro,
de Nossa Senhora da C-.-nceicão da viüa da Barra de (i>a:':e
|
|
dc ací!,» d i sulpli'to il! cubro.
Sfliapinco cm comparação do serviço qu? lhe fezjmosque
imposto
deste
mez,
sobr«.
o Sr. conselheiro pecfl<gassa de-temodo S. M ! .us, na
o
do
a
selio,
A. J. Cerqueir.
publicadoJsigaados
113
...,_,..,.,.
Pagaâonaeas tronas âà corei..
provincia do Emiritc-Santo, o Revm. I
O., naturalistas aín !.i tun.» drsespetdrão dc encon- aaccusaçàp,quettndocomprometu.-lainãoagradfç «uo^u^u^a^». o;.. '
n,...u w_ias.e em Sr_
Alfândega
G!í°
do Rio de Janeiro, 44 da agosto da
1S
do
corrente,
assim
sefas^
^iClíiíde
padre.mestre Bernardino de Santa Euf.osinal Pa^ão^se no dia 1° d-setembro proximo fut,iroÍn°
tr.ir o i,iiii:,,í!i f s«i! nnt<*í}iluvi;:n i.
n'.menção, que era Juitü, mas aceito o resultado, l seu seio a milhares lilteratos d^ta ilfus.raçãjo, nosso ií,„rATtirp,.«
- , ¦ ,'- ,•"
t*
I constar para\que chegue á noticia de todos Recebe-1*863. -/. Ântão Fernandes Leão.
. ÍC .,nrirr^vic-n^nliirn «_=««. -^«'^T
ç, .„ *s.
L
Ltitouíào fito U r i!e.i*i b rt<> um t.icavaeOjs gi qu Be«celie„te.
progresso muito breve, e muito hnge iria. O Sr. *£
J»V
Rií
agosto
'õ
de
*»
de
Í8Ò3.-I
2*
^ ^Z^fabo'
f"1""
,;!'?tód',
ETm
''
™*"*
"'
""f
E, com clTeito, qusndo . o tratava de demons.rar ceii_fe.heiro acaba de receber .le Porlu*.., .rm c,rta I °Xa
ganks.ca. plgiutsex^mpfa^c. dos restos completos dos
^U™.
^ Manoel. Paula Vieira Pinto, tiaúLtrofar. (•
, ..
i°?•?'
?T
nom
eadi
cot
aauemaW^O
a
nomeado
como
f.z.
a
Psudo
OjSup.ímo
maior
mihtar]
segun-la
quem
Ligiurçarao
ei
__1__.
—__
L
general,
priar ir. _ c U dt (rreaçãft, a« pa.so qun \ôrn app,.re- que tnvia no processe ehn.ent^ capaz _ de gerar a\fa venerando visconde de Sá da Bandeira, a meda^\na policia, afim de seguirem pura
<i
/
^5m3r-liI0! W* Por mais 5 terceira directorías gnrars esci-Ia central e miimi-,!
os log.res abaixo declarados, conformea designação
ei lu re» .* ií«* aniiiufs, tuji raça f«1 cxlincti, c imo ju.hst.Sfoi.ad.queFcrttzcraum.osmai_dan.es lha da campnha libcit.dora. !.rab2ns, Sr renEstrada
de
ferro
Ue
Ganta^allo.
d:'umaP3dre:raestre
vez 11— sido neste bi?pr,do vigário de mais iairhivou militar
fdila .1L1-o111 nauos.•
oel ¦% k'-riti.r_ado>.
,.
., ,„«-., ..-.,;.-„;,
I „„»lc"tt
pnmmi««ãn ue
fa n-eiuorcmeoto
r elh -.r-^pt-i ri,.s nw.n«ihn_™Ai,»mn»i„.
I ...
•
n urjtM,. (primem (grande utí»iit, v. f,ls tptrltus (gAlo dícrime, a
uuuidi, commi-.ao
tssa chrcuicataoprolixaraentífsçlhoirj.
"IU
qujven
vara
nma
freguezia,
enas
o
até
da
de
'das caverna') o o rhnnticcroí lllgco-kiuriê
<.
.
aos Srs. GÍRciaès empref.
povincissd?.^lslc,;e.,ir.l do exercito
O respeitodor d.» mérito
.par., uma asseaibiéa geral, que teríi logar tio dia 121 Pltrt'3 VÍ)C Liibori: LU'z viüi*a M-rinhoiro, Lean{mfa d s dcienvi Ivila • m telsção no crime, aos rx.ciüorcs c;
S. Paulo <: Minai, tem porisso mssmo 2 pratica ne-|n0 arsenal de guerra da cô t. e em outra.
P^reirf iia Co3tl' Ueili0 1>creira^ F^ncisco Carbo«qU'SEls<tnl.!íc »).
FitANci ci dl Paula Astusus iiin.o.v..
a todos o» outros personagens qu: ii.;iu.:io 110 pro-':
Ue setembro pr xirao futuro, palas li horas da ma-|f°
nhar
as
cessaria
árduas
semp
f:_ncçõ=s*
bem
para
n.;.. ;-õ S; 105 corpos no àis
Squellc
inhã, no escriptorio da companhia ao becco de Bra- |d;'s'! í>(;f-1:Vi' J^eYiem. da Cunha, José fa Silva
N'S
o pre«ccupa?*j craao ? O qui í.üi do c.mtuu:a to.ia vs-a i_s.ir.tda \
-\.
fa&U
destemioiste:io;t
niom«=is
mioi.ie
io:t
^'"Uo' Berpafdo Mor .ira, Antônio Coelho, Luiz Ferque/euaeaumainslruc-|que {ô- designad » por S. Ex o Sr. ajudíntege-1gança n.32,"para 1 hes ie. lilo o
\
\> Itoivl, um c ugr«sso intn.n.ici .uai do; revistt com ts pontos da instrucção que so referem \
parecer da com - j
b,m
Variada,
os
Conhecimentos
1
precisos
1
do
exercito,
para
ção
d-.|missão
a
revista
se
],
pnra
gera'
tt&mCcsx* t iegívii." rs.iminava paufa.'amerite ums- ao racerrente?
d- cont.s e proceder-se
passar
á eleirão do novoi'rein Fon3ec^ J^> Rodrigo .3 Pinto, Victorino da
Antoníco S ... L....
p
rebanho
do
ds
J-.uS-?rí;:sí;a
cmduzir
esta
'
grande
as
í;0
dia
3
p^r.e
fortalezas,
corpo
dc
engenhei-!conselho
¦,
;
>m
ã que fo «cho i
director que tem d fanecionar no seguinte| RüC:!r' Ç5n'J'!o IÍ!bMr" da 5i!va> Floribdo Moreira,
Ali.ulir.-Qu.gn n, n que j Nãocra pos.í«ItÍ3ul_iido... recorrente, epr cUnd >| Tom. cüiJ-.
que
po.s qtier.m te il!uii. 11 . ca..
Christo confiada á _ui gua:d-. Iusigne cia lor sa-ír. ?. asylo d* inválidos da côrío, Srs. coronéis, tt.-Íannoü Rio, 27 do agosto fa I8G3. 0 secretário JJJose Aníünij da Oliveira; Jo.é Paim, José da Noufa li vit p rt-nciJy .1 um ns tu ht>' a prova em relação a ell?, achar matéria para e.-cre- f
Um teu amigo roceiro.
'
Soires Noronha, J ã. Jorge, João José Margrado, o R vio. Sr. paire-mest-e Bernardino in-ítentes coroncis e majores; no.^ diis 4 5, 9e {Of.o..?j. de Uma e Silva Sobrinho.
(. |brega
ityães, t.nentíís c aif- c. _ e 1Í0 dia 11 f.rns;
Ferreira,
stiuirá de certo, e com muito frueto o.í seus paro-; bis
portuguezes.
|tins
—I íriglalerrã : Welier Maasolk, Abram Dar Caston
nes Srs. procuradores e maus despezas qu.
diante
do
-i
Evangelho.
I
00'
00
na
ichinnos
•:•%.'
p(..tic.t
m. J-.'ão Tneobsl Io das Neves, equip. 4 : c farinha
Giryaz.
.
5 dc t-iaio.
PUBLICAÇÕES 1EUGI0SAS.
_R
—
-~
<-.-.*UMHUV
**fc*
WV»_____^-J-4-fc 1
DECLARAÇÕES.
mi
Ss^^iüs^í
v
iUo, SO Ac ligo*lo di. 1803.
Mato-?.ro.*o,
fia ;à:i\....
Kinsj.
.
?-ir- .
.
IVralyba. .
I*araiiã
.
IVrn.nib.ico.
IVrto Algro
.
.
.
.
ÍO
d
21
S
31
t
.2
(4
7
2i
30
!•: j^nhi.
fa rgst).
do agosto.
'•
rgo.to
<!.. julh ,.
d; agosto
d» ago-to.
de agasto.
dc jalhu.
ú- ago4o
ri; julho.
ao nomeado frtliz vi-.g-m e que. occonêrem. Ri» tíe J neiro, em 29 ile agosto
a M.ncel Júíó fa Faria; p.ss g. Olímpio Guer- ( Desejamos, pois,
Providencia,
a
Di.ina
guiando seus psssos na senda 1863. — F. A. da Lima e Silva, servindo da
reiro do V. il.:.
j;'da
virtu ío. o faç. tão feliz quanto merece. Eis os official.
Rio-Gr. ivlo por Santa Cathsrina — 6 Js., vap. tro-;
.eotim.nto1 üu sou s...?g_
; -RtêSação noiainal <'os escravos _,^-eíi-!i
tc.uio con.m G Wadáingtun, c. milho n generos (
* Hliiíios á t.:j»-S-. í2-.-»S(í*íi-Ki^.ã,t> ádâspíi-.
Du. M. G Rabos.
'*
& Companhia Braüleira dí I\«quet's f. Vapor,!
siír-s\» üo Exsm. fi».. IS.'-. vii<£Í<£ <ât. po
'ío
a
f.niiiia
ÍS63.
comrüandai.te, Luz Antônio! Rio
desgc.to de
psssags.
.
| ii'.".'ii2..
Mesquita ÍMlcã>. D. L»tmarda Antonia fa Silva,!
Felisberto,
Joaquim
dei
de
Monteiro;
Antonio,
| '>.
2 filies e 1 câaJa; cs hespanhoes Jo_6 H. Bahar- |
Jjanna cie Oliveira ; JV so, do Dr. Carlos; L«=o-i:
;
ínnn !. Manoel 51 ária Domingues, e a porluguez ]
I üi<íio, de 1! G.-:tr;d._ d ¦ Au Ir. u.-: J. anuin;, de •*'.'{
J> 5. Tavares.
tüaçs: Aoiró Valim, tío Ur. Galdino ; Francisco. |
Rio do S. J.ão—l d. hiat. Trinta e um de outub o,
. fa Pedro Msriann 1 Couto: Joâo de P. ul?.'
Martins :.B
Edital.
__
101 tons., m. J.aquim do3 Santos equip. 8:'
de
Siheira
Pihr^
J^
Jorge,
de
D. ElizaI
de Sequeira juiz de orPhâoo lMalh5as'
'
c. m>u'i«-ientos a Barres & Leopoldina '^e O D.. José Joaquim
Ul;
Joaquim,
de
de
Anton-oM.noel
da
SaMna,E
Silva;
nesta c.rtee seu municipio, eic :
Polo v,ií.or p+ntrcçio ac.be_as as seguintes no
tici.*s ct.in»nt»nv.»e»:
{UUGRAXDE, 2U)R AGOSTO.
Cambio sobra l_om.-«*, 2. da.
l*aris, aos m.
. . . .
»
IlauiUiirg 1, lumiiiial.
. . . .
»
Rio th: Jaüiiro, fi »*/» a 00 úIjm.
Piauhy
*
Il.i|ii:s, 4 <•/» n 90 «lias.
Rio (Smndo rio Sul . .
»
IN .-utimbue •. 8 u 4 % a 00 di,u.
Rb-Granie do Nort.. .
Moeda .i.-cioiml, u l/l % do premb.
-•itETrs.
r>,
).
Façs j
ausentes
Rio fa Jtndro, 400 ri.
2 fili o; do mestr
-rge Rug-; Josquina, dei
1
J'
edil
I/.pa.aag..
,-16„
rir
no de Ji-£é Pinto; Adão, de J
o
saber
trusm
sahieaí ko nu 30 ue ac st »'.
a
que,
pisei
preseüte
»
R<hii", 5.0 ií,
hs., vap. Jvparana, Í37 tons.. m.José - . „.
Isabd,
de
Jo
é
Maria; Rita, fa D. Vi 1
Fortnnats;
eoir^le KC.Zj 0 , ffic aI Jü jusliç; de'se. j
Hamburgo- Pt. h-n b. Cathvme Jane, 2is toti3.,. Slarfn. Barbes:, tqu>p. 2s: <•.
dia 3
.'ornan.bucii, i?00 rs.
cafe ú companhia 'mana
dí
Hercukno,
Maria Ge.r.rude5. Goü-í
a quem!.c-ncia;
• r,tn. I. H. Sfrn, c^uip. 7: c. ofe c medeira.
trará a ¦ pubiicj pregão ae arrema-.çi-o,
thManeei1 Ribeiro
„
?«¦„ u\n ......
Inglaterra, couroí íalgtdos, notiiinst.
í«.iC8hi.e(.a_opo3;
Pinto,
...
Albino, da Fuão Pfs.ca; José. de Manoel|
.
nho;
passags.
"
-~
:
H.ic
tionr-irr
;
..
i
r
A
r.
»t.
,-í»i
í»t»o.i
.-tu
.',.
I.vr.7-.
'o J ¦ íiniho
da c:-.-a üj;- audiências tíe.tejuiz:
- Urig-i.c. 1 nmb. Benhz Kvhn, 258
»
cinza, 43 f/i.5 % Canal.
Sia õ s, Antônio José Fernan- I mai. Jtr, á port.
j New-York
José Ferreira ; J.ré. de S.ntos da Silva; IUarcil..
| Ang
alugueis aos
des pieaos
os
i.ioiios : 1
cs eiugaeu
atüraao,
será
ton.,
este
m
II.
i
ond«
Schutz,
cquio.
8: c. c._r<..
Al.t'AN»Ul.,..
d-.sGuimarães, J.So Rndrigues Gularte Macedo, |"n"
de AnlQnio Torres Rodrigues j,sé áe M;riJ
40 da rua da Carioca avaliado annu.laient, porfNelividade. ArltoQÍ0, de D. L,iza c,niida . MaJ
Rendimento tbi o dl» so . .
Jo.é Ignacio de F-ria, Jcão Jc.é S ar.s Júnior]
«1:3348Í85 j Gibnltar" fí"S- S^O 6,t«M/! 513 t n^., m C. U.
'?ríaj deD. Maria..Paula
í>iu 2\.
i lLck_:rom, equip. 10: c. cfc.
Gil de M.tíosPe.eirace Castro eu« a irmã. Bento ¦4S0$ ; r" ii4 da Prau Ge Bo-^ogo, em 1:2003
; Bernardo, de A!b'ao^
Importação
nm
*e'
,nfíS"
S00g
n
3
dl
C!emf
;
S'
d° S' F™Dd!C0 d3 Sul- Hialc foíod-ir, 57
da
rU8
de
1
n"
de Antônio BazJio ; Se |
e
Maria,
Siira
fa
Ca-tro
;
Ant-mio
Machado
Júnior,
Joaquim Leite de Sou^a!
Kiporta<_â(.,
\
f:S3!SÍllto
tons., ro. Z.f.rtna Josó da Rosa, equip. 6: c.
L, •
B.stos, José Pinto Ribeiro e 1 escravo, Joaquim!ma lu* ern 400S ; "' 3 "V l™*™ Tn T™ 3 : í bastião, de D. J.aquina de tá; Francisco, de José|
vários
3 B da mesma rua, e.n 3303 ; e n 3 Cda mesma iLu
REGISTRO D
08.3003797
«•«-«ii MWiMN--HIIB-lt<V'.l^ft*'rt' «"-'•.'»
¦i$m *.?'*
}h\
t ,1
í>ft ««ta* 'O' •
l.y~v,«t',y.
'
A '.ii!'.')':>< ,
.
23 de j ilha.
7 'íe ;igò*t">.
Huonoí-A,
Calílaiore,
Bortoü
Ca.til(.nnt.t.
..
.
.
Í3 . v' 8gO;t.í.
H..nV,ir|.;.í .
t ir¦¦ 1
*
Lisboa . .
Llv<n.piwr*, .
Lot-dM) . .
Mur.sthj , ,
SSíSl.,; . .
ftl.itití-viílí,.*<lRva.()rh:at>s.
!N«w-Votk .
Ifèran* .
Mu ri* . . .
PlíiJadelp»!».
Perto.
v*alpar»iít.
.
12
1»
0
I*
SA
4
2t)
Si
21
2»
tr.
IV
10.?
dc
ds
.le
tíe
•di
«Io
do
fa
'fa
m
«áe
fa
«de
10
54
t*J
VI
i5
'l«
-de
le
-Io
fa
SO
31
55
15
ie
«ir
*i».
.o
dfl
fíü
vi» $uVíiK«oa
Amazon.s .
í»kh!a. . .
Coari . . .
Espirito -Saiito
julho.
Julho;
julho.
julho.
julho.
julho.
Julho.
julho.
julho.
julho,
junln.
ago-te.
julho.
julho.
PgOft1.
julho.
julhu.
julho.
julho
«g .$to
julho.
agosto.
agosto.
agosto.
r
generos.
Itabaposma —• Pat. Santc Anfcnio, 13i ton. , ra.
D.zlirrio Jcsó do Oliveira Vclcoça, equip. 10:
cm listro dí jcJra; passags. Maneei Ferreira d- s
Sant: s c 1 escravo.
Ar.»co;d - Put. Tns Amig ,s, 1S2 tons., m. Franj
cisco Luiz dc Souza Juuior, equip. 10: c. vários
gêneros; pis.ag. t everavoa emr^.r.
Bínevento- Pat. Joven Minervim l!0 tons., m.
Ventura Gonçalves, equip 8 : cm lastro de areia'
— PcrPiumi, p-t. Dous.iwií|_K,8, !47tors, m. JoaquimG.mrs fa Silva, equip. 0: em b-lrj de
arôt.
Iguape -Vap. Progresso, 40 tn.., m. Jo.é Joaquim
de Oliveira, equip. 10: em la.tro de carvão:
r.ss..gj D, Maria Rtza da Silva Cunha, 1 ciada j
c 1 escrava.
BMTRIDAS M) OU30.
t\\w-Ca.t!a-57 ds., lá^ar breai. Saliei, £3i tons.,
m. C. R. Micsegaes, equip. 9: c. carvão a ll.lt
Wilson c Comp.
Swaniea - 51 ds , b i^. iog Morning Star, 178
t ns , m. S. Tallct e jirp. 8 : c. carvão á ordemHavre-43 ds., gal. fr«nc. Conn.iTcede Paris, 617
tons., ta. Tombarei, equip. 27: c. fízendas e generos a A Leherocy e Como.; passags. os francezes Mlle. A. CanirJ e -mir.nã, J. P. G. L<_roux e o _nisso J. U. Schwarzen.
Bi.-celona pela B=Itia (10 ds. do uli). — B.igu.hespauhol Ton». 38- tons., m. J Ferr r, tquip. 11 :
c. vinho á ordem.
Wucury -10 ds , lanchi Conceição Feliz, 38 tons.,
rlli.1 CAÇOES BO FORO.
z Gsn,pos do Amaral; M.rC-liin_ ou Maria, es-J
Pereira Pinto, Antonio Luiz tia Costa, Manoel í_n.
á h^:rÇa J,c'üt9 da í crava da n^ção : Julião, de Antonio da Ros.
Pinto da Silva, Manoel Francl.c- C.rxòs Joaquim 5lU3; C!TI iS°* ; Pa,ten5enl™
; José. j
Martins de Caivalio; o suisso H Marchand; 0 j«nada Marcoüna Mana de Almeida Birbosa, cujos]de Alexandre Barroso; Antônio de Firmina da]
francez T. N. Duos; o allemão G.Hc.mold; os jalugueis vãoà prsça a requerimento da João Ber-|SUva- paulina, de F. Azambuja; José, do Dc Sii-I
curador g^ral da heranças
pottuguze- Jj. o M. de Cirquaira, Antonio Fer- . nardo Nogueira da Silva,
j gueI Monteiro de Barros; Miguel, de Eúgeniof
mesmos
predios se-r vistos a ; de tej. Sabino, de Antônio Fortúdató de Brito;
reira da C-sta, F. J...sé de Freitas Vasconcellos r: Í3Centes ? P-dsndo os
j
Vicente C. R. de Castro e i escravo, M. àa SílvàHusl 'uor h>r:!: lavrando dlsso cerudã^ ^e trará a | Hariaj de 3ulia de tai. F^rtuu.to, do br:g^eiro"
»33^ üE eu
eu Ilanoel Antônio da Fon.eca Costs; Jjsé, da Lau-I
Fernandes, J. A. dc Fcn.cca F;<-.nco e i escravo . ioizo. Rio dsJan;iro26 deagosto fa 1S33
Ir-.
<-;
O
o
^~
o
o
'|Lirnbl.y,ingl.z;"S;
BaenosAyces:LuigiTonelIi, itiliano.
i Holiviapor Btipnis-Ayrès: Andres Martinez, hesI píohül.
Secret.ria ds policia da côrt.. 29 de agosto de 1863.
^ —
9
F. J. de Lima.
°„
S
to
.
es M
I
3
o
.;_? *
is, v .loU-.
.- —.
.*; . ¦-.-.ucniTí-i-v.'..,^-.-!
y..M_^ca3_r»
._.
—.
ifIAJu.II IMUo.
c.
oi
a
asa
CS
fa
^
£
S
_2 H
CO
tí.
CO
a
in
-a
CO
O
.3
"ao*
¦—I
Q
¦s
CS
T3
•3
p
A
«í
¦<
r-
-3
õ
ro
«
-2
•
o
to
P
.2
C_
a
S
5o
¦___
í?% _H
Segu. com brevidade o superior
brigue argentino Volante ; para
carga ou passageiros trata-se na
rua da Alfiudega n. 69.
/•
O
t/l
o
to
a
o
P
BB =»l
ra í»
*Z1
.3
'í.ií *4_áf
i>j_- n
Sa. í; s â
c
rt
"o
3
«
c/3
•¦-<
^
I
1
co
co"
Cl
g
«-*, .^ Sahirá com brevidade, por
i-vVLjJk,ter engajada duas terças
*e da
y=t;vsua
•
v
carga,
superior
a
ve;
Heira barca ingleza William Edioard caI pilão Furchase, A 1 em Lloyds. Para o
presto da carga trata-se com os consignaItãriòs Clegg e Omp., rua Direita n. 54,
(.
1 armazém.
C3
'8
rU.i|-lU rlln liiS*"*
Estrada ã-s tertá> ãe B. Fe_ro IS.
w «41
A diríeto ia receberá, por e_p .c > de 30 dias, pro-| i
A muito wleira e bera }conhacida
fechada para a construecão daestsção a4«=^v ÍVrca J£rlu^ za de
postasOm cartat.
Motta,
ülivsira X'tf
,
«. .
? \^i.-=Ffeií^s2s^.fiÍ!*noel Francisco jYí^t.™
- n
- , T • . ei
- ,_ ,
/¦! »•
escrivão a suoscrevi . -Dr Jo«é! rindo
do Ur.
t.aIdanbK;
Jose oa&itva; olementino,
[ João Braulio Muniz.
"
_
i
|pro]ect3aa psra a Rarra do Pirshy. Os concorrentes | gij^^g^^rtraii-f.-re a sua sahida para odíalü
- 2 ds-, sum. Estrella, 144 tons., m. Jo.é
di Sí?MC'mJoa*uim
í Jo.é. de J".'jquina de tal; C_im. da Antônio Psreirn?encontrarão na secretaria da companbia os dese-f de^ete-obro; r-c_be carga eofferece os melhorei
Piatof
iratase com os conPorto, comp. 8: c. agoardente a Targiao Jcsé.
Cesta; Sebastiana, não sabe o nome do senhor; nhos e especifiesçõe. de construecão, e poderão É
é)^=—-—^^
gjgjg; S^ío^&Le^lri^^PeScaúa Cruz.
'.
(¦ Manoel, dj Manoel Antônio aa Silva ; Francisco, de Jj obter quaesquer informaçõ.s de pormenores no es-§ dores n. 38, ou co_n o capitão a bordo.
4ll^!rí|^l'í|.il|?>
»..;-y ...
-2 ds , su-o. Dciii-i, iií tons., m. Rcrnardino Jos I•^ a^-Jja."
.y^*.^.-* -•.
._.JI]llICl4ilIá^
"
I g._ Brito; Ricardo, de Gaspgr Augusto; Christians, | criptorio dos engenheiros em Macacos. Não se in-J
quim dos Santjs, equip. 8 : c. assucar e sgu_r' I Q^nn^Wra.sldeaaostxpeloiuizo^.^nicJ^-0^^0"13^
de D' A°t0nÍ3 Lu'h; Ant^0' d'; Antônio Barb«Sa; cluem na empreitadajanella.,
as porta?, janella., caixilhos
ei
caixiIhose|
WÉM
.
f IQHA1
|^i|||l'||
Seeunda-feira, 31 de agosto, pelo juizo d. ausentes
dent'. a Gomes Pinto e Comp.
' • .-•.•-•¦. .__i?i>. wwçgir
de Antônio da
™*7'
^
de
Pídr0
mandou
vir
a
feitos
dosf
companhia
I
que
russa
havia
besta
uma
fmoliuras,
sido posta
que
' " T^'
M.ngarctib.i 8 Il3 , vcp. íiar.mbaia. 66 t ns... ráarrematada
I Costa; Joaquim, de Joaquim tíe Oliveira; João, áe. I Esiados-Uaidos, e coja relação será apresentada ã|
A veleira e bem conhecida barca
"IScAo AffjD£0 ' Pedro' âe Joa'-íuim J°=é Fernandes! quem examinar os planos pr.rà propor:: incluir-se-ha, |
m.A.-Lopes da Castro, equip. ig : c. café a Jsséip.^^
^
Silencio, capitão Franportugueza
reliraía
sido
ie
n
t?m
^^vâ:^^
não
^ d
F.de Souza Brr.-cs e C--mp. ; passags. Jsá_'"V, '• 4¦ ' -,ro.„i,'r>, „.i„m„m, ,- V >r seu
^ í Guimarães ; Jcsé, de. Djrr.iogos Soares tíe Freitas -A porém, o trab-lho de aju_«ar, sssent.r e pregar as\ ^'èá^^^j^,-isco Martins de Carvalho, sahirA
.
*
3
; e£t3QQOaf Alexandre, de João José B«rb.:5a \ Franci.co delLas
Francisco Dias, Jo.quim Diniz, José Vic^ntede ten'l0SlU
..-central, 22 de
»agosto í* J^^rFL™*os mmX& b/evidad.s > Para carga e
mencicniidis. E.tacão
fal™l™
.,,._,.„
^f"S-" u,cuulj"
no acto da
. passageiros, para
quaes tem muito°.bons commopraça.
/
/ai
v
.
ni
i
t,
fmesma
patente
(i
Oliveira Bastos, Manetl Francisco Vieira. Pedro] „
Antônio Alves; Apiigio, do. Pedro P_!hi?es; ür-lpe 1863.-.. B. Ottoni, presidente. -Dr. Antônio ¦^s {.ata-sè na rua da AiL-ude--- _ r>...
.
.
i.
r"..~.„
j_
...
.1^
.-..r.
;-.
/
6
Ezitui'.l da Cesta Freire
Cosma, de Antoaio fa Pereiro Leitão, secretario.
Antônio P, reira
A p-aca das dividas do iav.ntario de João Pe*>raN!a> á* FuSo Guimarães;
Lobão.
de
D" LuiZa CarIo}a de |
Ie!ippi;!
Afauj3
;
IVilbça/.qne^tavaaonunciadAparaodiaa? CcÔu'Costa
Banco K«ral e líj-potiiecario.
A' b:m 2 p_t:ch..s, 2 hiates nacionaes c 13,-.-,_L..:i'- t,.« r. ,H. si .inW-n.- „¦,„ ..L.i. |4zsredo Coutinho; Américo, ce Francisco Ant.-5\
'Tffi
brigu..
\m§m
° uuS'aocQ"£nle'P!ri;cpeáíV^nu;^;y:v:b3;;ia;_o,K*VG;t:! jsfiêm • áw*«.cario preci.a mandar |
da Antônio Gonçilves de M.-raes; José, fa fazer alguns reparos u,i casa n. 8 Fda rua da Piin-l
i>;
ígori'>,
\
1
NOTICIAS MARÍTIMAS
municipal da Ia vaia, escrivão Leite, .Antônio Ferreira Braga; Luiz. de Manoel Gom-s| ctz. Imí-eriel, e pira este Sai recebe proposta;
tas emi:
-,a.
| Pelo juizo
-p.üsentada-á
Sahiião dc.te porto c crit-gárão ao Rio G.^ndedo ! se ha d-, vender etn praça no dia 2 desUmhro pro-ld-2 Olireira; Manoel, ignora o nome do senhor, |caita fechada, que deveráõ ser ;
até
. o.
Sul: no dia Í6 brigue Irrperial 3Iarinh-iro; i9 barca Iximo fníuro, árua da Alfândega n 83, depois da . Antônio de Antônio da Co t. Francisco; Augusta, f dia 9 .le setembro futuro, podando os concr)rrer.t.sf OlpâqUítâ a
vãpoc Tocantins, commandante o t°
| audiência, cs bens penhoradas a Mme. Dei6naf deD Anna Ferreira Castro ; Manoel, da Franci-cot entcnder-se p.eviameut. com a direcção, das iO ho-. iene-"!te,.P. H OuVrt?, sahuá no dia 7 de setembro,
O-tarfíhim e 21 brigue Èlizi'.
Estavâuá cirganoRio Grande com destinos estpg Rrunac, pircx.cuçã. qua con.raamesma move João ? J"sé Dyou;zio Franco.
fras da manhã, ás 2 di Urdi. Seç_.tfíri| do banco,!a3 10 ^télida manhã; recebe cargn eenconimaabarcas
?pa.tachos|RaPtista
Boasica
as
da
e
da
côrte,
deagosto/dí.
áffnio
29
de agosto-de 1863: - 0 s-.crekrio, J. /. SoiwiJJ^^dlSf
e
os
Mahulot-,'as avaliações podem ssrvistis no \ Secretarid
polo
policia
% % ás 5»1 e os conhSsntasW^
fs7
?_S63.= F. J. d- Lima.
;V
Bebeeibe e Bastos 1.
cartório.
(•
Silva Bio.
(•
damanhà. (•
'-'
y^
MfilT.i-9 ^^ãI
PÈê
¦;J*f<
': '^_l_________fj_______^
'::.-'^¦*1*'.
''^^^MHBHBB-HB--BMa_BB_lHB__--i-i_-_i..-^
"¦
^SSP/jr-l^-y '
•'"¦ y
•¦
¦-¦•'.
¦
:
¦
' ¦' '
*
'"-*!'
'.'-Al:' ¦
."-'¦"-
':'•'¦¦- -•-:¦ -V
-
*'
'''" .' '¦'¦
¦'••"-'¦¦ •¦.-•¦:-
V ..' -r.- '..¦¦- ¦;
V.r^yV.-..
____________i_M__«w_-wi-_M-___M_________a____-^_»-^_M__M____^MM._Mti^^
*" r* J
i
|
.-'
V'í"
gESESSJIsS
i
------¦*MnMBI'^
—
C4S1 DO NATUIAUSTi
RUI ALFi NDEGA
8
!!!EMLIPDÂC&0!!!
'~^^=^_B__a
_^^^M*3M—Bii ¦
HOJE .
PORTOS 00 SUL.
iii."
:*t
j_f_AJ.iJS-.Av
«¦?¦ i-^\
.
' ¦¦ '.¦'>'¦".
¦' ' ¦ '¦,'
-';.'.: ' v- ';;«£#-'•
V"- WV . . '' V
yV. ' y ¦* :- ¦' .
8
REALEJOS BARATOS
o i»; SEGUNDA-FEIRA 31 DO CORRENTE
O paquete a vi»por Gere-tr. commandante
•
tenente Orqueira sahirã para Santa &_»___*_j__*_
M«_«
Grande, PJrto-Alogre c M.»ntovi«iéo no .aia•*£«"£
De 18 barrieas com superior carne
lembro, As a horas da tanta; r,cehocarga «™SSl
h<
rast
3
de vacca.
mondas somente ató ao dia 4, .as
a frete no dia 5 al* ao meio-dia, e os conhecimentos j
'
Regressando ultimamente da Europa aonde fez um numeroso e variado sortimento de diversos
.»t.'; ãs II da mauhã.
• gêneros pertenesotes ao s»>u negocio, como seja : uma grande collecçao de vinhos, conservas elimen-.
para
, tares, etc etc Elle se acha novamente á testa Oe seu estabelecimento e necessariamente habilitado tanto
i
í poder receber qualquer encommenda destes gêneros, assim como psra servir os seus freguezes
os quaes elle se compromelte a servir com a maior per-j
viajantes,
Srs.
diários
aos
e
como
pensionistas
ANTIGA CASA DE
}
i
(| feição, a preços os mais rasoaveis possivel.
Realejos de I8S. 458, 708 e 1208 ; ditos de panorama, com tres cylindros 3008; ditos de castagnettes, com dous cylindros 350$ *, e outro de figuras
representando os doze apóstolos, e um gallo que
canta, dous cylindros 5508 ¦
BAPTISTA VILLAC BESTAU1ATEUI
& Ea Mf
SAPOS.
0 paquete a vapor-Pirahy,
Ss SOTH_U£
commandante Luiz da S*lva _
Cunha, s«h.rA ¦ e de ae_^S_—IEm_B5—_*- lembro, As IO horas du manha;;[faz leilão, na
recebe oarga no trapiche da jás 11 horas
or.**...!, no Utaa si,l », 3,1 e8 ató ás il horai, com superior
para o qu»* trata-se com Azurtir e passageiros á rua será vendida
I* importadora
de S. Bento n. 7.
lencer.
SANTOS.
commandante Ferreira, sahirá
a i do setembro, ós 4 horas da
tarde ; r»cebe carga no tmpi"che da ordem, n».s <lias2G, 27,
18, XO e .tt do corrente, para
o que tri-ta-»» cm Azurar, e para passageiro» _ rua
d; S. Bento n. 7.
ÍTAPEMERIM, VICTGnl!
E S. MATHEUS.
Ji i-u.anã
*
vapor
O paquete
sahuá ii--«lia 7 denotem bro, ás
8 horas da manhã *, recebi
>\\ ______ i -^iVcrga para S. I.hth»-us « í,
._'mirrtxxT*í^FrT<m-- \ir.u ria a 3 • ítapemerim a 4,
para a qual «- passagens trata ss nu rua Uireiia
(*
n. 32, 1° andar.
MACAHÉ -_pPOR CABO-FRIO.
em
conseO vapor Peouo II.
,q»encia do«e ter demorado no
regresso de aua viag»m íi At»
ig.n. transfere a sua s-hida para
«> «lia t" dn s»'teml»ro, ás 7 horas da manha: recebe
('
pasiageiros ató á hora da sdiida.
Aogra dos Reis, Jeromerim e
Mambucaba.
__. im
O vapor D. Akfonso sahirá
to»Ç*»-f*'ira 1° d« seieinbro, á*>
3 hora» d-» tard«: recebe c-rg*
p passaxeir.-s; trata sc na rua
(
Municipal n. I.
ri^^^i.ii..iWf
¦*¦¦i %?T"ir J.tf-hh T-tTVTi-"
r
._aE-nBB-S&»
Companhia Iiücrmediaria
% 0 paquete a v por—Gu rany,
coTinianüniiti' JI itinlm lahlrá pnra Santa Catharina
com escala paiol portes di Ubatoba, S. Sebastião,
Santos. C<n»»iiéa l»-u •¦'.-. Paranaguá e S. Francisco, no dia 9 d»- s.-tembio, á>> 3 hora* «Ia larde.
Para carga, passagens o eiietmm.nda» irata-se
no t-.criptorio da rua Direita n. 10, ou no consulado
com C<.str<>.
A carga s»'» ser.a recebida até o dia 5 eas encommendas até Ali horas do dia da sahida. (•
VENDI.-SI*, o brigue brasileiro Deus Amigos, de
10 00i> arr. bas, calando 13 palmos áe sgu* carregado, f- rrad e pregado de'c>bre «a prompto a navi-gar; para ver no anc->rad.»uro da Prainha, junto íi
barca do registro, o para tratar a bordo do mesmo,
(ou na rua do Sabào n. 30.
GR.timsl.MO LEILÀO!
Mais um e ainda maior leilão
DE
_,__iy__ -. _ J>_ aí __i ü__í/_ Sirll.
E otmo
Para concluir uma factura «le unia
ca»» a liti|u>ria<Iora.
JÇ Wt _\!>j_\
py «SaP
ANTIGA CASA DK
§, mmm.
16
os dias
O Dr. Otto V.n Tuyl em pessoa, se acha em seu gabinete â rua Direita n. 18, todos suas
opeas
todas
diante
em
daqui
mp.nos ao domiugo, ás ordens d«»s seus amigos e freguezes, e
rações dentárias serão feitas pelus
E
ANTIGOS
de macliinas de lavoura e mais instrumentos
agricultura é tior-lcultura.
RUA DA ALFÂNDEGA
A .8000.
para
SUMO DE iPIEULE
16
A 23S000 O LITRO.
""'«José
seu| Acaba-se de receber o verdadeiro sumo de groGonçalves de Oliveira Sanebes, negociante importador, apresenta neste
1'armazém
lavoura \ seiue de Charmont-Ferrant, a 2^ a garrafa de litro,
o melhor ^or'im*-r.to que é possivel encontrar-se nesta praça, não só em machinas deete..
etc.
____..___.
e instrumentos de horticultura, mas tambem de objectos para uso doméstico e ornamentos
_. ______ -. _, _. __
da Americae da Europa todas estas merca-1 GRANDE __ __ __
fabricante,
dos
directamente
O
aimuncianté
recebenao
S0RTH^E^TO
}
a|
Ufl.ftl.-I-.
OUÍl
I 1 l»_.flf I U
fazer
habilitado
está
para
Víorias. e mandando fabricar por sua conta a maior parte destes artigos,
P0SSÍNÍoTnoa%na0çoPueÇ°um
fumo picadü para Cigarros e Cachimannuncio que cabe a retação de todas as machinas e mais objectos que „
I
¦annunciante está successivam«.nte recebendo, porisso limita-se a mencionar aqui somente os seguintes J\de
bos, fumo Wervicq.
FAMÍLIA IMPERIAL.
PREÇOS
Tamaras no^as
FRAMCíIKS. INGLKZSS. ALLEMÃES, ETC-, 1TC-, ETC,
DA
SEGUNDA-FEIRA 31 DO COURENTR
de 1,000 barrieas com superior farinha
de trigo de Trieste, marca SSSF.
A18J00.
GEMER S HORTE-J__iERICiiWOS
especialmente
suisso
Chocolate
DE
(EU EXERCÍCIO EFFECTIVO)
lil
A 180C0.
§
)__».
ÚNICOS DENTISTAS
.
FIGIS TURCOS
Tâ[email protected]»tiT®
E
MÓDICOS.
j
Fíltradores e frascos.
Instrumentos de agricultura.
e
f-ascos
torneiras
filtradas
com
f
..
„,.
para>
talhas
.
Ha
„„_
,, ,
Machina?
para descoroçar algodão, as mais per- chá m rapé^ garrafas dtJ filtrar de differentes feitios
n]e-lfeitaS)
«508
raiaooente,podeiiüoiru
ANTIGA CA.-A DE
a
de
3008
extracção
ueuies seui
e tamanhos.
RIQUÍSSIMOS E BARATOS.
diatamente execer-sea mastiArados de várzea;
<-'eraize«< por differentes proSLolioca
Carrinhos e cavallinbos
moléstias
de
de
canna.
tratadas
canna
dobrada
Ditos
para
ressos,
gação;
seja em base de ouro,
?
|
Recebeu ae um completo sortimento de carrinho? 1
• plantina ou vulcanite, como
boca concernentes á sua pro-! Ditos de montanhs com ferros de virar.
de raizes, de 2. 3 e 4 dentes.
A-rancadores
estofados,
a
solidez
gosti. moderno, ciini cubertH e sem ella, de 5 No deposito acaba-se de receber
e
e
exigir
o
estado
da
melhor
bofissão,
garante
|
j Cultivadores com rodas aperfeiçoadas.
pelo ultimo pabem com» um completo sortimento _
ou
corrêa,
molas
chumba-os
com
ouro pufaz leilão, no trapiche Ho Bastos . ao j ca.
perfeição dc seu trabalho, tu- j Semeadores para arroz, milho e feijão.
ciifferentos tamanhos quete um escolhido sortimento de charutos ltgide
manivtlia,
ie
de
cavallinhos
timos de Havana, d-s qualidades lão desejadas, acs
___&' do por preços moderados, e á I Grades triangulares.
meio-dia em ponto de 1,000 barrieas 5^^^"'
e piuíuras.
\J _cMa
das
satisfação
comDleta
preços seguintes: La í**<Vgra Mulata, Regalia Impesj Ditas de Guedes.
<om !>Uperior farinha de, ingO de, In- chumbasemamenordôrcom
Objectos de borracha.
honrar, Ditas quadradas.
perial, S5Í, caixa de 100 charutos . Intimidade reo
-o-"
quizerem
que
'M:WZM$m- '«*'
este. marca SSSF , desembarcadas da'uma massa que não se altera
Sapatos para homens, senhoras e crianças.
galia de Londres, 158 caixa de i00: Regslia Bricom a sua confiança. { JJebulhadores de milho de uma roda.
tannica, 13$ cíííxi de ino, Andaluzas medianitas,
Polaioas de montar e de pé.
escuna dinamarqueza Admis, e será^COÜServasemPreacôrastoDitos de dito de duas ditas.
118 caixa de :00 ; Flor lina de Cabanas y Carbajal,
Salva vilas.
ditas.
duas
de
um.,
e
Ditos
fortes
vendi Ia em lotes a vontade dos comprai-SS
caixa de 50 : Casádores de Cahauasy Carbajal,
rapas
e
Paletós
ponches.
ventiladores
e
separador.
Ditos com
caixa de. t00; L- N-gra de S^nt-ago de Cuba
258
etc,
etc.
Brinquedos,
dores e por conta de quem pertencer.
Ditos dobrados de patente.
&
de calidad, 158 c;»;xa de 100 ; La Circ-issiana...
brevas
«tbjectos diversos
Oitos da Virginia aperfeiçoados.
*tw*mímm%*****-*Ê*t¦____—_ —_. -«...
de 100 : La Anita, «oj? c«ixa de 100: EÍ
caixa
HOS
e
arroz.
milho
café,
Ventiladores para lm-par
Completo soi timento de lampeões e óleos de Ke- Sackrto regalia, 14S caixa de100; Londres, "78.88,
fi
Ã
M inho para fazer fubá.
roz^ne.
MIM
j i('8, até 168 caixa áe. 100. E muitas outras marcas
Dit.s simples para queorar milho.
Tinas de madeira.
bem conhecidas.
Cortadores de capim.
G-amellas tíe dita.
i LUGA-SE uma casa e chácara sita no Hio Com-1
Dito- paientepara capim, cannas, raizes, etc.
Báldts ne differentes qualidades.
m piido, logo acima da Caixa d'Agua: na rua da!
Prensas par* queij-..
Ditos de feiro.
Alínndega n. 14 A chácara dá capim para tres ou
Machinas par.*, fazer manteiga.
Ditos di! zinco.
A
-nio Pinheiro de Aguiar, tendo regressado a
Ant
(*
Dita;- para descascar arroz.
lavatorio.
|das
manufacturas
imperiaes de Paris, a 18*200 opa»
quatro animaes.
co-i!
3
Ternos
p>_ças
para
cs*.-,
aos
de
rest*belec»d>>.
còite
Srs pris
participa
já
DA
Ditas para moer sabugo de milho para alimen
Estr-irasdalnái.t para forrar salas, de4i4, 5i4 e G|4,3 cote de dous hectogtammas; e sem estarem pacote,
familii qu*í estando aut- risado pelo nnrusterio do taç-o
á
mao
ou
d's animaes, pedendo ser movida,
_
brancas e de cô.es.
ipor libra 28.
intel-1 IMpTlX-llIC! I
LUGA-SE um moleque de 18 annos, muito intel
império, constante dos titulos pela ínspe.toria ueivl
rça.
Capachos para entradas de portas de salas, de lã, |
!0 _ |_]| KLiíori
 lig.nte, para recado» e mais sernço doméstico;
da instrucção publica, da academia tmp-rial das por f
Bombsspara poço.
[ i
coco, manilha, cairo e esparto.
na rua Direita n 123
(I
b--llas artes e conser-íatorio music«l. estab"lHceu o
Ditas de fo.ç .
Machinas aperfeiçoadas para limpar facas.
São já de sobra conhp.cidos e nrreciatío« ao im- seu colb-gio no e«lifi..*.io ero freme ao? fund<-s da
Carro** de mão para tran«poite.
Caninhos de vime, brancos e da côr»:s, para.
um crioulo bom copeiro e pagem, d Pncrio d.> Bra-il os excellentes proiuct':s deste esta- academia militar ondes- propõe ao ensiro le leiaterr»
e
Ditos
criimças,
com coberta ou sem ella, de puxar. }
jardim,
para
ioiia«
as
elecimento.
que é considerado por
pessoas• tma e mutici» rapid-» pelo seu j» conh-cido sj-stemi»,
A 208 O MILHEIRO.
muito boa conaueta, o que se di.nça; p ra ver , P*1
ALUGA-SK
Cultivadore» d-* jardim.
Ditos de ditos de cores, gosto moderno, com cc-1
tr t.ir, na Praça da Constituiçãu
61, loja, das 6 ixiíuspeitas como o melhor do seu g3 ero em r-Vrtu assitt: como contabilioade, caligraphií», piano, canto
c-fé.
Moinhos
s
berta de cturo, e de empurrar.
para
hora-i da manha eiu diante
gal, e um dos mais completos e íitipo-tanies da Eu e desenho, aceitando meninus da i ia ie de 4 annos
Machinas para apanhar moscas.
jj
Berços de dito paia criaiiçr.s.
roi»a ; mas o que nem todos sabem á i-ue, .«ctual e em diante, e admittindo um certo numero grátis
-afé
Machinas pata fazer
A 58 O CEiNTÜ.
Cestcs de rotim e de vime para roupa. • jj
regularidade e daquelles cujos pais provem estado de p- briz*.. E
I
mente, ás condiefies de
i ití» to» casa, de familia,
r ...
LUGA-SE,
nova invenção.
uraa preta moça» * pr„mpta exped*çâ*c,, esses perfeição,
niolla,
Descalçjdeirasde
Ditos
pura
«:írreúnem
a
padeiros.
|
para
produetos
em S. Christovão. em casa de ?ciraa mencionado,
que lava ei.g n.m.*», c zinha bem o trivial uei £um9{ancia de serem mais baratos do que em parte na travessa das Flores n. B, sua mulher continua a \
Ditos para papiis.
|
Cadeira». americ»E-as.
uma cnsa e tambem fai compras ; na rua dos Ourives ; olguma_ De feit(lj
j
i
Ditos para costura.
ÚC___\__ __ reforma do syste- leccionar pelo mesmo systema.
(*
piir
,
í
n-°7'-'*
';
|
Ditos para talheres.
mi» métrico-decimal, a administração da imp»\-r.Sí
Ha om compito sortimento, com assento de páo
nacional de Lisboa procurou harmonisar as suas iae dt palhinha, de balança e de braços, assim como i Ditos para compras.
Acaba-se de receber de Baltimore o míis supe
bellas, reduzindo os preços respectivo-- até --iid».- era
alta» e bauas para crianças, achando se tambem j Ditos para crianças.
vapor.
a
rior
fumo maryland. em caixinhas de madeiras a
Ferros
engommar
trans-j
facilitar
o
iiiiiitna bons cummodos, forrado e pint.-ido, com
desarmadas,
oavel e possível. Já diversas typographias dus
_
para
ndes
para
gr
porções
18500, e a :i§ ..s caixas grandes; acha-se somente
bonita vista, tendo um grande quintal e poço .'agua, principaes cidades do Brasil se fornecem dos typo.
o*ínterior.
j Guarda-comidas de arame.
pftra
esta
José
port-3.
Miguel
á
Alves
Pereira,
m!sta casa, para a qual foi pripara.io de encamCobertas de amm-. j.-ira pratos.
sita na rua de Mataporcos a. 60; trata se na rua •lo referido estabelecimento; e attendendo á iiligen- ea seus (-un--r..< s fr-gueze-?partiripamudou opraça
Cadeiras portáteis de. tapete.
seu
que.
de
menda.
Palmatórias
moderno.
Fresca n. 18 A.
pl-qué
de
vime,
(• cia e solicitude com que se forceja .aperfeiçoar a ma estabelecimento de chape »s de sol,
balanço
de
Ditas
gosto
betigalas, chicoPorta-fogo de .mo e de ferro.
nufactuia naquelles typos. no interesse da art»: edo:- t-;s, real.jo», etc. etc,
NA CAS;i DO NATURALISTA
muilos
aonos
por
pos»R«-So^ios americ&nos.
LVutes de lavatorio com torneira.
é -Je presumir que em brevi. todo? som na rua do- 0'irive,s que
n. 62. psra a rua d.ts Violas
& Filhos com casa bani ária á consumidores,
a.- ofücinas do império busquem ali haver os objecH-t paia pen Jurar epara cima de m.-sa, decerda
Mii«as para ví*>-g*can.
onde c* ritii,ú< a vender p r atacado ea varejo
rua Direita n. 51, lomão dinheiro a tos que. até agora ião procurar, com maio»- incom (en. a37.concertar)
GOME"24 haras e para «dto dias, com e sem desperta-!* Ha um cumpleto sortiment j
par<t
toda*,
de
afde
chapéos
q-.alidüdes
para roup,i de homem, \
°/o
_.
«o anno, descontão letras modo e 'iespeza*. e nào maiores garantis» de pe- s..I beng- l..s-- outros artigos, rontinuand" a nprr^m dor, de molas ou com pesos, sendo de. bonitos gos- senhora,
etc.
etc
premio a 7
,
feição, n Inglaterra, a França ou aos Estados-Unid." pttr encommendas
I"" Mains de mão
para fóra no que empregará tos e feitios.
para caminho de ferro.
da praça, dão dinheiro sobre Cúução de da "America.
"Venezianas
iodos
os
esforços
f,
os
seus
a
todos
s.'CC
satisfazer
Ditas
cooi
para
janellas
j
para
¦ip<»liccs e acções dos bancos, e saecão
Damos em seguida a relação áos indivíduos que freguezes,
•. qu>* se acliA habilitado ptla longa
lo
ch--péus.
Duas
s»
ri
i
be-isortimento,
completo
um
para
Ha
pa;a
pintadas
do Brasil estão encarregados de recebe'(* eenvern zadas, e nas larguras, de S, 5 i-2. 6, 6 l|2
Saccos de tapete
Banck oi no império encommendas;
sobre Londres contro o Union quaesquer
pratica adquirida ni-:ste negocio.
THEATRO LYRICO FLU_U3SE?tSgparecendo-nos -me a su..
espanadores, e outros muitos obVas»ou»as,
recolhendo
as
taaltura,
de
dabrado
7
e
palmos
por
lJans
contra
OS
LondOll, e SODre
Dan-, teconhecide respeitabilidade é mais um fiador da
j
ESPECTACULO
HA (rPErtA LTRICA ITAUANA U TRABALHOS
I jectos etc.
boiuhas em sua caixa.
OUeiros BiscnoíTsheim
ÜYMVASTICOS E ACROBATICOS, PELOS IRMÃOS OS SRS.
er presteza e regularidade com que hão de sar satisfeiGulllschmitlt
i tas todas as que lhe forem dirigidas.
Comp.
(
Rio oi Jasbiro. — Joaquim Erancisco Torres,
HANLON LF/íS
Bahia — Antouii* Pereira Espinhe»™ e Comp. : PerViuva de
0 cáes dn filrria n. 78 vende-se leite puro, hor- hambüco—Amorim Irmãos; .Maranhão
Alugào-se os dous sobrados, ambos divididos em
PRIMEIRAS CELEBRIDADES,
taliç» e flores, por muito dimiuuto preço ( J da Rocha Santos 4 Filhos; Para'- - Martins e sala» e
quartos d-> ca>«a n. 13 da rua Fresca cu cáes
Irinão
l" Pharoux,
•tos* <nr-B»~ _^." *ss^
con. belb» vista para toda a hahia ; diri«Sr Bello, com casa bancaria á rua Diao
botequim
baixo
do
mesmo.
(•
por
jão-se
SEGUNDA-FEIRA 31 DE AGOSTO DE 1863.
reita n. 47, descontão letras, dáo dinheiro sobre '
OLIVEIRA
caução e recebem dinheiro a juros de 7 «*/«, em conta
KNTRÃO E51 «CENA
Anlonio de Earia Guimarães «-. sua muCorrente e a prazo certo, senão o sello por conta do»
ná>.
d«*
Faria,
Vez
Eerreira
D
Theresa
lher
annunciantes.
('
!H«rs BBIOE, E TIIERLESIXA BAYETTI.
|
po-iendo assistirem, por incommodos dei
f
moléstia, á missa que em 26 do corr»-nte
\ Rspresema-se a opera em i actos, do mnestro
DE
GUARDA-LIVROS-«..ão Pedro de Araujo tem]
Verdi,
c-lebra-ia ria matriz de S. João B-»ptist
[
mercantil,
de
escripturação
escriptorio
0 abert-- um
D 1 "elde
sua
tia
alma
r
dfsta
cidad»-,
p»
do
poi qualquer dos systemas conhecido». 111 rua
fina R< sa da Silva, fallecida ern S. J ão do
llospicio n. 93, «inde se incumbe de qiial juer es
Pnncip-. porisso mandão cel-bra** um miscripturação p>-r mais aatiga e c replicada que seja.
*»a por alma da mesma, terça-feira iu de
Tomão parte os Srs Mazzi, Celestino, llosãi, T.inRrga-se aos Srs. credores da massa'
com ass-eio, pr».mpú)ao 6 preços muito.intMlerados.
setembro próximo futuro, na capella de sua
etc.
dade,
O mesmo ensina a e^cp u a por partidia d.bradas.
fallida «ie Miguel Block de apresentarem
em Pendotiba.
s.tuüçio
ás
alé
horas
Findo o 2o act *. da opera
da manhã
e póde ser procurado dss 8
os seus titulos para cl.-ssific.ição ; no es.5 da tarde.
('
Ao monopólio dos cachimbos
^rMktniÊ^Êti^ÊÊ^
S. S09BAH
CHARUTOS DE HAViNA
m se Mãos «nas ei sen püiiiete, a Fiia uo liaao
m
I1S
AXXUXCIOS.
U
m
ii
im
COLLEGIO 110 BACaDiFA'.
Rapé francez
MM |11111
CII4MT0S m M4SILH4
Fumo picááíi para cigarros
e cscliimb-)s.
Mudança.
a
OO
OO
Rua d" S, José
;..
..*
¦?-
!»*-;.¦.¦¦¦(•
."._¦,_».»
.'•*•-¦
Bpemt-Lõs-
N
i
Miguel Block.
SE da quantia de 4:4008 aiHX.sobre hyp theca de escravos : quer-se de pessoa
PRECISA
particula-, para inf rmações, na rua de S. Pedro
da Cidade IN va n 38.
de esaraniel- ii ENDEM SE em Nither-hy dous abmbiques
H\f"tü__r|™
uco
narua da Praia n. U7,
uao;
fe»
»««0ocomp
Ias áe vario» gostos e tamanhos, lustresja;rn,,,:,„ ,; m
de duas, tres e quatro Iuzks , lanler-j
uma crioula de 18 annos d«* idade,
nas, bocaes de crystal, abutjnurs, trans-, y ENDE-SE
bom l»ut^. u-nd.» uma nlha de cinco
muito
com
('
parentes de papel, limpadores, lesou-1 mezes; na rua da Misericórdia a. <_.
ras, chaminés, t r idas, etc. ete.
io quc em p»rt-Os Srs. lantpista*, [erragittas, funilei- |(1| • Ç Vende-seummais baratosoit.mento
de :iàs
m\
prande
Utiilguu.a
JUI
ros e quaesquer outras pessoas que ne-' modernas, coiu e s«m brilhantes; rel*»gio«<de jouro
e diversos objectos de pr Jta. tudoiutãragocifio nestes arlig-s acharáò neste c prata novu
e moderno: na rua üo Üenhor dos Pasramente
oceasião
impQTlantissimo leilão uma
f
n.
51.
rissima decomplétaros seus sortimentos sos
dostys objectos. os quaes serão vendidos
sem a menor rezem.
i\a mesma oceasião
Precisa se de dous homens que sfjão morigerados e que dôm fiador á sua c->iaducta, para o pedi-:
t»no da mesma santa; para tratar mi rua do Ouvidor n. 120.
D Guilhermina «le Araujo Gomes Gonld
eTh-amaz G-uld, filha e geuro do fallecido
Ant mio de Araujo Gamps, convidão aos
parentes e pessoas de sua amizade par?
assistirem a uma missa no dia Io ;ie set-m
bro. ás 8 horas, na matriz de N >ssa S-*'ihnra da Gloria, sétimo dia do seu passament»: peio que desde já se confessa.,
agradecidos.
0 DS. V. SÍBOIA
mi
Santa Luzia da Praia, i
se venderá uma factura de 500 gnlões
de olco de Kero.sene do áfàmado fabricante Downer, em latas quadradas _ixraididas perfeitos , o qual lia/ o mesmo
etlVito quo a luz do gaz sem risco de
v_*
explosão.
i
SEGUNDA-FEIRA 31 DO CORRENTE
de $01 barriens e tres meias ditas com
farinha de trigo.
Persionis-ta . . .
3r-S0'.n
2OSOO0
Meu. pensionista.
530UO
Externo . . . .
:V. B. As condiçõe-: constão do pro<rr«mma qne o
dirt-ct- r offerece aos Srs. pais que pretenderem c>. nfiar-lhe a educação de seus filhos.
('
13. «O
ANTIGA CASA DE
S. SOTTTSAM
iaz .eil&o, no trapiche do Bastos, ao
meio-dia cm ponto, de 201 barrieas e
tres iiuuis dilas com trinta dc
trigo
avariadas, da»neguintcsmarcas •
89 barrieas com furinha di trigo St.
m wm ií
ATTENÇAO
1
\
|
i
;
ARMAZKM JUNTO A' POlNTE DAS BARCAS.
rdeo,
o
Vende-se deste exc-llsnte e purificado
j
melhor que tem ^ind.. á e-i>- mercado, engarrafado, í
;» 640 rs., pn' medida. 28240 e latas fartes do cinco j
U.ÍÕ--S por 133 ; ha t- mbern sortimento de lampr-ões,.
lamparinas, turcidas, vidros, etc, por preços muito j
enconta.
('
!
lendo-sc dedicado na Europa e «qui ao ^y ;
estud» pratco dos partos, dias >0 JjD
m«»l»-st'as das mulheres, da sy- ;J» jj
. m fi
pliills e d«p todas as oper»çò<*s ;í*
'¦
ciru-f^lcas. acha-se pata consultas
1%. 2 Golden Square Regem Street
e oprracóes em todos os dias uteis,
das 10 ás _ h»>r;«s da tarde, na rua das»
Violas n. «S, e das 3 boras em
diante na casa de sua residência, rua de
S Pedro n 325- onde a qualquer aii 1 Esle hotel, situado nas proximidades dos theatrohora da noite póde ser procurado para as- ,*5 e de outros estabelecimentos públicos, foi augmensi*tir e operar mesmo nos partos das yQ tado e reformado pelo seu novo proprietário. olTere
mulhfres pobres.
(* >»_ *. cendo ás pessoas que se dignarem habita-lo bilhares
.__,
^n
mesa redonda e todas as commodidades
' á disposição,módicos. A serviço do hmel achào-se
por preços
U j»_e- «5Vê> -VS ¦á-^-^Y<^n^X^-?X^--^l1>jT-fA'^--M *,ria(&s
i*lgieZes e portuguezes. Para o viajante brasiC^SsGC-Wé^OCSiOCU-tOCStfíS-^C^C«S j
g
_'
«
leiro
ou
\
portuguez nenhum outro estabelecimento
g-^
\ deste gênero em Londres offerece tantas "aotagenv
l\
ítâ "oíiriOCíl
/¦
LâríTO
50
-J
Ali encontrarão os jornaes que maior circulação têc
mol-moIT g^ portUgai e no Brasil.
cassa
a
;
48
Ona.
peça
Ficosíia branca
I ___]_ B. Nào confundir este estabelecimento com a
cores
58 cassa de saliaicos, branca. 48. dila de 88 para
bri- \__s_ anuunciada em-2i Hanover Square — perten;
ümssima,
cambraêu
;
3S500
.•«.ninado*»
branca bordada, > cente a um individuo do mesmo appellido.
Ihantioa branca, 58 e 68 ; c«ssa68500 vara 700 rs
Bfl- dita dc xadrez, tina, 12 jardas
córt^ ~%M\J^fig^ft^w
SINETE3 E TINTA HXA AFIAN
rfrtrs de Chaly, 88500 e 68 ; ( ffiUtenl»
QD„á^
..rgan^ys
CADA
covados); cortes de
para marcar roupa tina e
^
» 1 C?
¦ % \* J» S-S egrossa, para papeis, etc.; vende-se
com 26 covados 88 e 108. ( t«moVleS,tfwlC1?v!s
_S
bem
viuvas,
!>r_¦-*„ k.
,?V» _J*
senhoras ™«^s^^l . CÇ4^Se_^^,
aliviad». e j»«
pnre ^hom
csado e aliyiad«*_e
na"ruá da AsWmbléa a. 95, loja de
fõtõ pesado
cassa de
..sm outros de baiége tíe la e seda); "00
«bjecios
para gaz
rs. ; rn-..
dita de cores
Iprnt*, 6.0 rs. o ovado,
nnó preto, verde e de côr castanho, 800 e l$2V01,
Ulpaca preta, 360rs.; lapina 18B00 e -S;; vestido» para
2;> ditas com dita dita Tropical.
87 ditas com dita dita liin.-.kley
3 dilas meias com dita dita FamHy !!T^
procurão,
que
timento que recebe por todos os paquetes, afim de satisfazer aos compradores,;
ra-;
podendo vender os artigos abaixo mencionados por pn^ços consideravelmente
Londres,'-.
Paris
e
de
zo-veis, por serem todos comprados e mandados em direitura
j
pelos stus agentes, a saber
KEROSENE SUPERIOR
j
ío Sacco do Alferes, largo de Gambá
Li
LORDRES.
acrosimcos
e Comp. | exercícios
ex-socio e soecessor da anlka casa de Freiren
pri
í P"l'-s Srs. Ihomaz e Alfredo, concluindo o primeiro
tem a satisfarão de participar ao respeitayelpublico e aos seus numerosos fre--com o
não só para*
SALTO PELA VIDA
guezes tpie deu ao seu estabelecimento mais largas proporções,
como tambem pnra augmentar e conter o sor-J
o
commodidade dos
DIR1D:' POR
MANOEL FEi-tíEltóA DAS NEVES
RÜA DA SAUDE N. 99.
Ulil BiLLOiNniSCHERl.
Grandes e novos
(^yst?niíi Valdetaro)
A
HCJ3
m mmtMã m
INSTRUCÇÃO ELI«ME„TAR
Lnso-híspano-
Parteiro e operador,
i
DE
Manoel le Assi1- Drumm nd. João tUp
t.sia Vianna Drúmmond ( us-nt ). B> nj
min J -sé da 6'1 a Franklin e o Dr Joíiqu m
Uodr.gu^s de Oliveira. <-grad-cem cordialmente a tolas *-s pessi-ns que sedignára..
acompanhar co s u ultimo jazieo os --est•¦&
mo-taes de seu muito prezado irmão e primo João Bapti-ta de Assis Drummond; e «Je
novo lh-^s roíiãj o caridoso obséquio de
rtssistirem á mi-i^a do s»-tinio di=», que p.r
-ua -Ima mandão celebrar amanha 3i do
Corrente, ás 8 í/2 horas, na igreja da Cau
delaria.
I"
DE OLIVEIRA S1NCHES
1 RIPA FIM, G____ liili
rriptoriü da rua da Alfandegan. 69, so- i
brado.
{' \
O Dr J..a juim Alves Pinu» G;iei-s. Mano 1J sé -ie Campos Porto, Domniíris Jo-é
il»». Campos P.irto, Manoel José de C-mpos
Port»» Filho, Antoni-» J..se d-j Campos Porl"
e J.'à.. Alves Pinii. Guedes convidão a todos
os seus parentes e smigi.s iaara assistiren.
ao enterro de s»-u prezado íilh-y n^to e so
brinrio o inn. cente A-tonio. «companhand.» o corpo de carro, da rua no Andaraby
Pequem, n. 3') 11, a<> ceinit»-rio de B Franei-i-o Xnvi^r, boje 31 do corrente, ás 4 i/2
h iras -a tT ie.
>ABÀO, a 80 rs a libra, em caixa a 65 rs., peso
JOSÉ GONÇALVES
alugar.
Sobrados para
V
Marys.
a âiPiaiai-i-teDüiDí.- üiaa © _>_ü?si_-1íí.i_
m __m_ m_'_>i!_-i®ã
ü__i_»(i)-§ai
ssr-©.
ENTiSTÂi âH4EBiyftliü$
raríi leilão terça-fftira, Io do sotembro, I marcado na caixa, rua do Carmo ns. 3 e 4 ('
nu ma »ios l*cs adores n. 26, í\s 11 hoINHO tinto de Lisb a da mais superasem ponto, da maior c mais completa
nor qu lidade em barris de quinto
factura de lampeões de K«-rosone e si'iis
um barril, e i$600 a mSurrada
a
d
s
Estados-pertences ainda mandados
Unidos para America do Sul constando|dida ; vende-se uo armazém do .Menezes
('
Rusario n. 10o.
de magníficos lamp ões pura salas, bo-lrua do ".ZZ""~Z'-T'T'
niÜünimos lampeões para mesns, dites,—
, Z
a
,ln m.n<li»rnr
ili.i.4 rfft|"i
TíHwàf
!"'0'lor.ir, <m
DEBULHADOR DE MILHO DE VIRGÍNIA,
.
_©™_-íra>i>3
MllITII BELL* OCCASUO.
LEILÕES
^!fla S;
A 28000 e 48000.
TIJVL i IH1A0
rua dos Pescadores n 26v
em ponto, de 1_ barr.s.
carne de vacca, a qual;
por ordem de uma casa;
por conla de quem per-
LEILÃO
0 paquete a vapor—Santa Maria,
NOUGÃT
Ctmpanhia Nilh rohy e ínhomerím. j
I
VAPOBLE» A' VENDA.
:
A companhia tendo algumas barcas rii!>p.--niv. is e
desnecessárias par» a? suss carreiras, eceita propor- :
tas para a venda de algumas sendo de feri o --u ma- j
deita, e de. f .rça de 40, 30 e 24 cav*IIos, bem cons-!
truida-- e prõmptas a navegar, e demandando de j
3 1/2 a 4 1/2 palmos d^gua*. no escriptorio da c. m- j
panhia, na ponte de D. Manoel. Rio de Janeiro, 27 j
l""j
de agosto de 186*3.
CASACAS e sohre-casacas de panno preto de primeira qualidade.
PALETÓS de panno preto e de casimiras de cores de todas as qualidales.
DITO¦*. .ie merinó de vários tecidos, s de alpacá preta e de cores.
DITOS de seda pret;. e (ôrde iialha.
DITO-i dc brim branco e de diversas cores e qualidades, e metim.
SoLFERINOS de panno. casimira, merinó, alpacá, brins e outras fazendas
SOBRETUDOS de todas as qualidades e feitios.
CALÇAS .ie casimira pretas e de cores, e ditas dc brim branco e de cores.
COLLETES de todas as qualidades e feitios
CEHOULAS de. linho. ditas de algodão muito bom.
CAMISAS de ílanella e ditas de meia de lã e algodão.
DITAS com peito de linho e t- das de morim, de todas as qualidades.
CHAPÉOS de pello de seda, francezes, d<- primeira qualidade.
DITOS de lebre e tíe palha de todas as qualidades e feitios.
DITUS de chuva de primeira qualidade, tant-a francezes como inglezes.
GRAVATAS, bengalas, chicotes e bonés, o que ha de rnais moderno.
CHAM.BKES. gorras, malas e saccos para caroinho tíe ferro.
Ul El *S ie algodão inglezas e fraucezas de t-.das as qualidades.
LENÇOS de seda. ditns de cambraia.delinho, e outros muitos artigrs de gosto.
«¦¦y
r».
**ÍST__
*_•
SP tw
-It?
*»^
ií
J_.
Depois do 3o acto di opera
SORPBEHDEHTES AGILIDADES
Na
BARRA HORIZONTAL
f
peles Srs. Guilherme. Jorge c Tnoaiaz.
Em seguida ao 4° ado da opera
O TBIPLE ACTO
(kon tlus ultra)
pelos Srs. Guilherme, Jorge
PRFÇO
DOS
e. Alfeáo
CAJIARr.TES
1°ordem
203000
ioS.iOO
2a dita
158000
3a dit»
88000
4a dit*»
Cadeiras de Ia classe .
4§000
Ditas de 2a dita. . .
3SoüO
Geraes
«flõno
Galerias
iSõOO
Principiar;'» ás 7 horas.
IM. JB._t-i.vR
—"""——*|iÍWMM gr.-»--) *¦--.'¦
CAMISAS de morim e c<->m peito de linho, modernas, para 6 a 18 annos.
CEROULAS de linho e algodão trançado, dita? para banho.
MKIaS rrú^s, b.nf-s e bengalas para'todas as idades.
FALFTOS de panno preto, e de casimira de iod..s os feitios e qualidades.
DITOS d.* -.Ipaca e d»- brim branco e de côr^s, de todos os feitios.
í-.OBKRTUUOS d»- panno de. diversas qualidades efeities mais em moda.
CaLC.-\S de casimira preta e de cores e ditas encorpadas para o inverno.
DITVS de brim delinh.» branco e escoro, trançado e de cores*
COLLETES de s-^da. casimira. merinó preto e"de cores, e de fustão branco.
JAQUETAS de. panno e mermó de feitio ô ingleza e enfeitados á Luiz XV.
DITAS de casimira de cores e brins escuro e de cores, para o collegio.
VESTUÁRIOS (matelut) de todas as qualidades eftitios mais em moda, de 1 a 8 annos.
CHAPÉOS de pelk. de .-eda francezes, e ditos de lebre e de palha, muito modernos.
GRAVATAS de seda, suspensorios e lenços brancos, de 6 a 16 annos.
¦- "•
DRiMATíCO.
ATHíMU
CS- JABJÜARIO.)
[ A INAUGURAÇÃO DA EAIPREZA DKAUaJICA DOS
ARTISTAS
í
CARDOSO, MARTINS
E
João Caetano Ribeiro,
iOOÜ de gratificação
JV. B.— Tem sempre enxovaes completos, próprios para meninos de colle-';
Terá logar
•
. gio, cujo artigo tem sido ha muitos annos a sua especialidade, e para o qual
a quem apprehender e levar á fazenda denominada • chama a attenção dos Srs. pais de familia e directores de c»>llegios*
\ TERÇA-FEIRA 1° DE SETEMBRO DE 1863.
Nossa Senhora
Tres Sitios, situada n3 f-egmzia de
j
da Piedade de Ipiabas municipio de Valença, o es-«
seiiuirites
os
cravo, crioulo, de nome Málaquias, com
signaes: côr fula. estatura baixa, olhos pequenos e
muito vives, falia bem. tem 27 annos de idade,
pouca barba -, levou vestido roupa de algodão: desc-nfia seu senhor, José Luiz de Souza e Oliveira,
¦jue eile está na pr.vincia de Minas; tambem se grm
fuça cum 508 a quem der noticias certas delle, aléaãas despezas que com o mesmo fizer".*-. (•
Sahiu á luz o 5o numere do
I
HCSRAlaO
HISTMU
KA^1LI-Ia\ UJ 5l_tiJLv
ILVâ
Olhar de Virgem
lindissimo e interessante recita tivo ao piano; preço, ]
500 rs.
¦
COU
4ÜGUSTA
A
PB
gSENÇA D_
Drama em 6 quadros
\Ml
POR
CONTENDO
Dia designado por Sua Magest-.il e o Iroperadore
MENOES LEAL JÜSIOB
j
EM QUATRO YOl-^MES.
p«»criDto Dor um dos mais distinetos litteratos portu-;
Fste lindo rnniancp
R-''"pnm,tS"-SÍ°s?«S$^^
ICO !IJ§ ,
Terminando com o
P
B0-
APRE-jE^TANDO A liJR RIVEL SCENA
está
colocado,;
em
*i-y
-"-"—'
'/
alta
«-"»«
«
¦**—
que
posição
muito pr.icuradcs e cuia musica pode iocar-semu»--. gue__», _uv jjuiu seu laiuuiu «.uiiquianju
V"j—í—
^» r__* _\-_\_w_\ ítv' -m7B~ Í5C\ s 5
penaente dos recitativos. por sua não vulgar belleza notave] pe\a fidelidade histórica, belleza de descnpçâo e louçama de linguagem, i II 111 f , I! W |S|
I %' J V | ÂS \í_
v w**J^- - tt? CJ
e originalidade.
i
vi _f,I_ttVi**J
a
narrando um heróico episódio da historia pátria, como seja a invasão hollandeza j
43.
4-3 RU4 DÀ QUITANDA
(-;em Pernambuco, se recommenda ao leitor brasileiro, e com especialidade na: O scenario é todo uovo.
ditos brinco» de Olò o escossia. 68 ; chalés de iaon
en
digno de ser imitado,: Principiará á chegada _e S uas Mígístsdes ImVioiir.
I
Uma senhora wmp?«Toeni familia des^a
.*»t • -v _^n^ -^ivl- -.-¦--¦¦¦->- -época actual. como patriótico exemplo do»'nossos maiores,
pe-riaes.
brigue
ue
do
queira
^èntínplS^S^^^^^^^
íiesembarcailas
j
'Vs
r n<-st-- OLl:;0 DE KEROSlÍLll_..[d^fenid_ndoõsolonatáir,
estiv
•oriii_,nt«
morada
cas«
ama
;
quem
«ie
.
a*uSar
-"c.d
para
c<»nta
8 a
,™"hôs"_-fa seo"_i__{ {
Volante, que serão vendidas por
Assigna-se por %9, pagoã na entrega do 1o volume.
9» ' I
i TYP. DO * C«RRElO «ERCiSTlL »
auA da QCIT4KD.V
DK HU***1Z B»»«K*0,
99
° e à° volumes
- mknoes caupos . ca~p. aa. _ l QUmNt.A N. 55.
1
cada
um
1&500
o
r
*
typographia
*
u«»»rei_
nesta
à
venda
do segi
por
Achão-se
i
' I -1"*"
.r.'ia, COVI
L-»
esquina da üo hospício.
"""*¦ —-p-nmr»
',*
|
(Altas,
morins
eoulras muius..mi^»*r?z?P**
Jjar e r«33pansabilisa-se pelas faltas.- y#t;
fazendas.
WZkTnmirmnm+^X
gentino
'% .
,ií
¦
"m'
é.

Documenti analoghi

(1) A - Bibliothèque Saint Libère

(1) A - Bibliothèque Saint Libère teiros, o santo sacerdote jejuou, orou e edificou a sua segunda pátria. Morreu a 10 de setembro Dettagli